Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Samsung Galaxy

30.09.10

Samsung Galaxy

Apresentação do Samsung Galaxy, o novo concorrente do IPad, brevemente disponível no mercado.

Festa Grande ©

29.09.10
Ainda vai a tempo de se inscrever e participar, com os seus alunos, na Festa Grande ©, que pode ser seguida no Facebook, Twitter e Hi5.

Ler mais >>



 


A Fundação Francisco Manuel dos Santos (FFMS) considera que  a educação é um pressuposto e um factor de desenvolvimento do país, e reconhece a necessidade de basear os debates e escolhas educativas em informação de base empírica e científica.

Com o ciclo de conferências de educação, a FFMS propõe-se fomentar a vinda a Portugal de especialistas internacionais e contribuir para a difusão no nosso país de estudos recentes de fundamentação científica. Oferece-se uma oportunidade de debate em que intervirão especialistas, professores, pais e todos os interessados no problema da educação.


Em Outubro, em Faro e Lisboa, os palestrantes convidados são Fernando Saavater, Ricardo Moreno Castillo e Nuno Crato. Inscrições gratuitas. 
Ler mais >>

ticEDUCA 2010

28.09.10
Nos próximos dias 19 e 20 de novembro, no Instituto da Educação da Universidade de Lisboa, decorre o 1º Encontro Internacional de TIC e Educação.

Temas e tópicos propostos

Subordinados ao tema central “Inovação Curricular com TIC”, e contando com especialistas convidados no campo dos e-portefólios e ambientes pessoais de aprendizagem, o I Encontro Internacional TIC e Educação, promovido pelo Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, estimula a apresentação de trabalhos originais dentro dos seguintes tópicos:
A. Perspectivas teóricas sobre a utilização das TIC para fins educativos
  1. Novas perspectivas teóricas sobre o ensino, a formação e a aprendizagem
  2. Cenários prospectivos de integração das TIC na Educação e na Formação
  3. Programas educativos com TIC: perspectivas nacionais e internacionais
B. Projectos e práticas de integração curricular das TIC
  1. Experiências com TIC e novas abordagens ao currículo
  2. Desenvolvimento de recursos educativos digitais
  3. TIC e novas metodologias de avaliação
  4. TIC e aprendizagem ao longo da vida
  5. TIC, inclusão e necessidades educativas especiais
C. Ambientes virtuais de aprendizagem e comunidades de prática
  1. Redes sociais e comunidades online
  2. Comunicação e colaboração em ambientes virtuais
  3. E-portefólios e ambientes pessoais de aprendizagem (PLEs)
D. Competências e desenvolvimento profissional de professores, educadores e outros profissionais
  1. Literacia digital e novas competências profissionais
  2. Novas abordagens e novas estratégias de formação
  3. Web 2.0 e o desafio da qualificação docente
E. E-learning e aplicações educativas emergentes
  1. Tecnologias e plataformas de apoio ao ensino e à aprendizagem
  2. Sistemas e estratégias de e-tutoria
  3. Serious Games e multi-user virtual games
  4. 3D virtual worlds, simuladores e outras aplicações multimédia
  5. Tecnologias móveis e mobile-learning
  6. Robótica educativa
  7.    
    Ler mais >> 

Imagem: The Sidney Mornig Herald

E-books are set to revolutionise the way we read. But plot twists may save paper books from going the way of the dinosaur.



FOR 15 years, pundits have declared the old-fashioned book to be as doomed as the orang-utan. Just as we will one day have to visit the last of that sad species in a zoo, the dog-eared paperback is destined for a similar freakshow status. Perhaps along the lines of collectable Wedgwood or silver spoons.



It isn't only the smug futurists who hold this view: some of Melbourne's most devoted bibliophiles told The Sunday Age the book is destined to be little more than an ornament as technology increasingly transports Charles Dickens and Dan Brown into the digital age.



If this is true, the local death throes of tree-sourced literature began in May, very quietly, when the Borders website posted the first e-book bestseller list for Australia. For the first couple of weeks, a No. 1 hit meant 20 copies sold. Four months later, Borders Australia and its sister company, Angus & Robertson, have sold more then 100,000 e-books and 20,000 Kobo e-readers, and seen 200,000 e-book applications downloaded free (for iPhone and desktop computer reading) from their websites.

Ler mais >>

Pág. 1/8



RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Blogue RBE em revista

Clique aqui para subscrever


Twitter



Perfil SAPO

foto do autor