Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



a historia de chiquinho.PNG

Download |

 

O livro infantil ‘A história de Chiquinho’ conta de forma ilustrada a vida e a luta do ambientalista Chico Mendes. Com ilustrações de Ziraldo, o livro mostra diversas questões que envolvem a preservação da Floresta Amazónica.


A história do seringueiro e ativista é contada de forma resumida com o objetivo de colocar a criança em contacto com a personalidade histórica de Chico Mendes e a sua importância para a história brasileira.


Idealizado em parceria com o Instituto Chico Mendes e o cartunista e escritor Ziraldo.

 

Referência: Educom, U. (2019). Baixe livro gratuito, ilustrado por Ziraldo, que ajuda a conhecer quem foi Chico MendesUniverso Educom. Retrieved 18 June 2019, from http://universoeducom.org/baixe-livro-gratuito-ilustrado-por-ziraldo-que-ajuda-a-conhecer-quem-foi-chico-mendes/

 

Conteúdo relacionado:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

jornal.jpg

2015 |

 

De acordo com um relatório do National Literacy Trust para a First News, a leitura da imprensa pode ter um impacto significativo nas competências de leitura e motivação das crianças.

 

Envolver-se em atividades de alfabetização em torno da leitura da imprensa pode ter um impacto significativo nas competências de leitura e motivação das crianças, de acordo com um relatório do National Literacy Trust para a First News .

 

No âmbito do desenvolvimento da pesquisa, foi avaliado nas escolas o impacto de um programa de leitura de imprensa (The First News Reading Package). O programa de atividades em torno das notícias atuais foi desenvolvido ao longo de oito semanas, e incluiu questionários de compreensão de leitura, testes e quebra-cabeças, concebidos com o objetivo de desenvolver o vocabulário dos participantes e despertar o seu interesse em ler a imprensa.

 

Para medir o impacto do desenvolvimento dessas atividades utilizou-se o New Group Reading Test, cujos resultados mostraram que as crianças participantes tiveram progresso significativo nas suas competências de leitura, bem como melhorias nos seus conhecimentos e nas suas competências dedutivas.

 

As pesquisas realizadas antes e depois do projeto mostraram como as suas atitudes em relação à leitura, em geral, e à leitura da imprensa, em particular, foram transformadas:

  • Houve aumento nas taxas de leitura no lazer, tanto na ficção (53% a 58%) como na não-ficção (40% a 48%).
  • A probabilidade de ler a imprensa no tempo de lazer duplicou (de 28% para 42%).
  • A percepção da leitura da imprensa como atividade interessante e divertida também aumentou (respetivamente de 58% para 74% e de 32% para 53%).
  • A participação no projeto também converteu os participantes em utilizadores das bibliotecas. O número de crianças que passou a ter um media favorito duplicou e a First News tornou-se a escolhida por 72% do total. Os jornais passaram da sexta para a terceira posição na sua lista de materiais de leitura para o tempo livre.

 

Pode aceder ao relatório completo neste link .

 

Fonte: National Literacy Trust.

 

Referência:

Article title: Motivar y aprender con la lectura de prensa
Website title: Elisa Yuste. Consultoría en cultura y lectura
URL: https://www.elisayuste.com/motivar-y-aprender-con-la-lectura-de-prensa/

 

Conteúdo relacionado:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

criatividade.png

Criatividade – mudar a educação, transformar o mundo, o novo livro digital do programa Escolas Transformadoras, apresenta a criatividade como um valor e uma habilidade essenciais para a formação de pessoas capazes de transformar a educação e a sociedade. 

 

Aqui, mais de 40 autores e autoras, entre estudantes, professores, gestores de escola, investigadores, profissionais do terceiro setor e professores universitários, abordam a criatividade como um dos valores transformadores essenciais para a superação de desafios na educação.

 

A publicação tem a sua origem no Encontro Nacional realizado pelo programa em agosto de 2018, no Instituto Brincante (Brasil). Naquela oportunidade, a coordenação do programa organizou vivências sobre criatividade com o intuito de fomentar os diálogos e trocas entre a sua rede. Uma dessas vivências foi um painel de cocriação que visava, justamente, assentar as bases para a edição deste livro.

 

Visualize na íntegra o painel de conversa sobre criatividade: 

 

Referência: Criatividade: mudar a educação, transformar o mundo. (2019). Escolas Transformadoras. Retrieved 15 June 2019, from https://escolastransformadoras.com.br/materiais/criatividade-educacao-mundo/

 

Conteúdo relacionado:

         – 5 maneiras de estimular a criatividade
         – Criatividade não é uma festa

Autoria e outros dados (tags, etc)

pb.png

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Resumo

O Instituto Nacional de Estatística editou a segunda publicação nacional de acompanhamento estatístico da Agenda 2030 da ONU, intitulada “Objetivos de Desenvolvimento Sustentável: Indicadores para Portugal | Agenda 2030”. A partir dos indicadores disponíveis é possível ter uma noção do desempenho do país em relação aos ODS, registando-se progressos em alguns deles, nomeadamente nos domínios da redução da pobreza, do acesso à saúde e das energias renováveis. Adicionalmente, no final deste destaque, faz-se referência a uma publicação relativa à dimensão territorial dos indicadores ODS, editada em maio de 2019, sob coordenação do INE.

Download do documento PDF (736 Kb)

 

Conteúdo relacionado:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

leer.jpg

 Retransmisión en directo del 11 de junio

 Retransmisión en directo (sesión de tarde)

 Retransmisión en directo del 12 de junio

 Retransmisión en directo del 12 de junio (sesión de tarde)

 

¿Cuáles son los desafíos de la lectura y de la formación de lectores en la actualidad? Esta es la propuesta del encuentro Leer Iberoamérica Lee 2019, que bajo el lema Las otras caras de la lectura se celebra en la Biblioteca Nacional de España, como parte de los eventos de la Feria del Libro de Madrid.

 

El encuentro, que pretende profundizar sobre cuáles son los desafíos de la lectura y de la formación de lectores en la actualidad, contará con representantes de treinta y cinco de las iniciativas más relevantes de distintos países iberoamericanos (Argentina, Brasil, Colombia, Chile, España, México, Portugal…) quienes van a dialogar críticamente, compartir espacios, experiencias y propuestas.

 

La pregunta movilizadora del encuentro: ¿Qué significa formar lectores hoy?, se desarrolla en torno a cinco ejes: la participación de la sociedad civil, las políticas públicas de lectura, la formación de nuevos lectores, las nuevas virtualidades, los espacios colectivos y los encuentros de lectores.

 

Algunos de los temas abiertos al debate son la lectura en la primera infancia, el papel de la literatura, la lectura independiente, la lectura en situaciones de crisis, las nuevas ficciones digitales, los lectores en red, los retos y desafíos de las políticas públicas…

 

Entre las experiencias, estarán: las salas de lectura en México, las bibliotecas en Medellín, las bibliotecas comunitarias en Brasil, los clubs de lectura en Galicia, los proyectos participativos del Ayuntamiento de Madrid, los espacios de lectura en Portugal, la red de lectura pública en Chile, los proyectos comunitarios en Argentina, los laboratorios ciudadanos y la formación de lectores…

 

Este acto se organiza por el Laboratorio Emilia, JCastilho - Gestión & Proyectos, la Feria del Libro de Madrid y la Biblioteca Nacional de España; con la colaboración del Colectivo Álbum y el Clúster Fesabid, el CRIF Las acacias, Medialab Prado y la Residencia de Estudiantes. Además cuenta con el apoyo del Ayuntamiento de Madrid, el Ministerio de Cultura y Deporte, la Fundación Monte Madrid, la Fundación Santillana y el CERLALC.

 

Referência: España, B. (2019). Biblioteca Nacional de EspañaBne.es. Retrieved 13 June 2019, from http://www.bne.es/es/Actividades/2019/06-junio/leer-iberoamerica-2019.html

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

esc.PNG

A European Statistics Competition / Competição Europeia da Estatística (ESC) é uma competição organizada pelo Eurostat (o Gabinete de Estatísticas da União Europeia) e vários Institutos Nacionais de Estatística, que teve a sua 2.ª edição no presente ano letivo (ESC2019).


Dirigida aos alunos do ensino secundário (categoria A) e do 3.º ciclo do ensino básico (categoria B), a ESC tem como objetivos promover nestes alunos a curiosidade e o interesse pela estatística, mas também incentivar os professores a utilizarem novos materiais e novos métodos de ensino da estatística.


A Competição, que já terminou, teve duas fases: a nacional e a europeia.


Fase nacional
A fase nacional ficou concluída em 29 de março, com a divulgação das cinco equipas finalistas em cada categoria e dos seus trabalhos (clicar para aceder). Dessas cinco equipas, as três melhor classificadas receberam prémios atribuídos pelo INE e as duas com pontuação mais elevada puderam participar na fase europeia, competindo com participantes de mais catorze países.

 

Categoria A

  Equipa Pontuação final Escola
       
1.º Kolgomorov (pdf) 9,394 Escola Secundária Maria Lamas (Torres Novas)
       
2.º Fractais (pdf) 9,190 Escola Básica e Secundária Ferreira de Castro (Oliveira de Azeméis)
       
3.º 2πrates (pdf) 9,058 Escola Secundária Jaime Cortesão (Coimbra)
       
4.º Lastrange (pdf) 8,924 Colégio Júlio Dinis (Porto)
       
5.º GAS (pdf) 8,753 Escola Básica e Secundária Artur Gonçalves (Torres Novas)

 


 

Categoria B

  Equipa Pontuação final Escola
       
1.º StormTeam (pdf) 9,649 Externato Santa Joana (Ermesinde)
       
2.º Statistics (pdf) 9,086 Colégio Júlio Dinis (Porto)
       
3.º L_ao_Cubo (pdf) 8,966 Agrupamento de Escolas João de Araújo Correia (Godim)
       
4.º Mat7189 (pdf) 8,839 Externato Santa Joana (Ermesinde)
       
5.º r_euclides(pdf) 8,678 Agrupamento de Escolas João de Araújo Correia (Godim)

 


As duas equipas com a pontuação mais alta de cada categoria ficaram automaticamente apuradas para participar na fase europeia da Competição.

O Instituto Nacional de Estatística congratula-se com o grau de participação obtido e felicita cada um dos participantes, com natural destaque para os vencedores e os finalistas. Simultaneamente, manifesta a sua expetativa de que esta Competição tenha contribuído para incentivar em todos os que nela participaram o interesse pela Estatística e pelas estatísticas.

 

Fase europeia
A fase europeia decorreu de 1 de abril a 15 de maio e constou da presentação de um vídeo (2 minutos, no máximo), com base no tema “A Europa refletida em estatísticas”, e de um documento explicando o processo de criação que foi seguido.


Os trabalhos em competição foram avaliados por um júri internacional, formado por dez personalidades de reconhecido prestígio e presidido por Tim Allen, responsável pela área de Difusão do Eurostat.


A escolha do júri, conhecida no dia 5 de junho, recaiu sobre as equipas Radiaator  (Estónia), na categoria A, e Ansofi (Bélgica), na categoria B (clicar na designação para aceder).


Todos os vídeos apresentados estão disponíveis na internet: categoria A; categoria B. (clicar na designação para aceder)

 

Referência: European Statistics Olympics (ESO). (2019). Ine.pt. Retrieved 11 June 2019, from https://www.ine.pt/scripts/esc2019/esc.htm

Autoria e outros dados (tags, etc)

pnl.png

Programa |

 

Reconhecendo o empenho e contribuição de todos os Agrupamentos/Escolas para o desenvolvimento de uma cultura de leitura junto das comunidades, o Plano Nacional de Leitura 2027 organiza, no próximo dia 5 de julho de 2019, o Encontro Nacional da Rede de Escolas aLeR+ 2027.

 

Este Encontro decorrerá na Escola Secundária Vergílio Ferreira, em Lisboa, entre as 14,00h e as 17,30h.

 

Rede de Escolas aLeR+ tem contribuído significativamente para a dinamização de práticas de sucesso, no que diz respeito à melhoria das aprendizagens e gosto pela leitura. 

 

O Encontro conta no PITCH SLAM com a apresentação por 10 escolas aLeR+ que foram convidadas a partilhar em 6 minutos as suas experiências na área da leitura e escrita.

 

Pretende-se que as comunicações revelem uma diversidade de modos e formatos de abordar as literacias e mostrem exemplos dos trabalhos mais relevantes, desenvolvidos com a comunidade escolar, as famílias e os parceiros.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

evora.jpg

1 de julho de 2019 | Auditório da DGEstE-DSRA  | Évora | Programa |

 

Inscreva-se o quanto antes (até dia 26 de junho de 2019) e reserve já o seu lugar no Encontro. O limite de participantes no Encontro é de 200.

 

Inscreva-se aqui.

 

Encontro em acreditação para docentes que frequentem o programa de formação complementar com a duração de 12 horas.

 

Observações apenas para Docentes:

Para frequentar o Curso de Formação Complementar "Ler e Formar Leitores no Século XXI – os media, as literacias e as liberdades fundamentais dos cidadãos" (a decorrer em paralelo ao Encontro) ser-lhe-á enviado um email com as indicações necessárias, após a receção do pagamento e aceitação da sua inscrição no encontro.

 

Apenas podem frequentar a Formação os Docentes que estiveram presentes no Encontro.

 

Se pretende frequentar o curso de formação deve descarregar a ficha do CF. Beatriz Serpa Branco  e enviá-la para lereformarleitoresrbe@gmail.com.

 

Referência: VII Encontro de Bibliotecas Escolares do Alentejo. (2019). Lereformarleitores.drealentejo.pt. Retrieved 11 June 2019, from http://lereformarleitores.drealentejo.pt/2019/

Autoria e outros dados (tags, etc)

anuario.PNG

Maio 2019

PEREIRA COUTINHO, Francisco e CANTO MONIZ, Graça
(coord.). Anuário da Proteção de Dados 2019. Lisboa: CEDIS, 2019
 
 
Nota Introdutória
 
O Anuário da Proteção de Dados é uma revista jurídica de livre acesso, disponível em linha no sítio http://protecaodedados.ue.cedis.fd.unl.pt/, que pretende divulgar estudos doutrinários sobre o direito da proteção de dados pessoais. A revista é editada desde 2018 pelo Observatório para a Proteção de Dados pessoais, um grupo de investigação criado em 2016 no CEDIS – Centro de I & D sobre Direito e Sociedade da Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa.
 
 
Os nove artigos publicado na edição de 2019 do Anuário resultam de uma chamada lançada em setembro de 2018 no sítio da internet do Observatório para a Proteção de Dados Pessoais. Os textos foram depois selecionados e revistos pelos coordenadores do Anuário. Aos autores foi permitido escreverem de acordo com a nova ou a antiga grafia.
 
 
O Anuário inicia-se com um texto da autoria de Sérgio Henriques e de João Luís sobre os fundamentos de licitude para o tratamento de dados pessoais no contexto laboral, em que é dado especial destaque ao consentimento.
 
 
Seguem-se dois textos sobre os direitos do titular dos dados, em particular o direito de não sujeição a decisões exclusivamente automatizadas e o direito ao apagamento; o primeiro, da autoria da Gabriela Caldas, é um contributo para o debate em torno da (in)existência de um direito do titular dos dados à explicação das decisões tomadas por algoritmos sem qualquer intervenção humana; o segundo, da autoria de Francisco Lima e de Mateus Carvalho, problematiza a hipótese da aplicação global do direito ao apagamento.
 
 
A compatibilidade com o RGPD de algumas tecnologias e respetivas aplicações foi um dos tópicos que ocupou parte significativa do debate académico mais recente do direito da proteção de dados pessoais. É o caso dos Smart Tourist Destinations, cuja conformidade com os princípios do RGPD é discutida por Manuel David Masseno e Cristiana Santos. O mesmo acontece com a blockchain e a videovigilância, analisadas, respetivamente, por Maria Rebelo e Lurdes Alves.
 
 
O Anuário termina com uma visão crítica dos regimes especiais de proteção de dados (Inês Oliveira), a análise da Diretiva (UE) 2016/681 e da respetiva proposta de lei de transposição para o direito nacional (Ricardo Rodrigues de Oliveira) e com uma discussão sobre a lei das secretas e a imperatividade constitucional como dilema às novas ameaças num contexto global de defesa e segurança (Sérgio Azevedo).
 
(...)
 
Lisboa, 15 de abril de 2019
Graça Canto Moniz
Francisco Pereira Coutinho
Coordenadores do Observatório para a Proteção de Dados Pessoais

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Twitter



Perfil SAPO

foto do autor