Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



ce.jpg

Armando Babani/EPA

 

Domingo, dia 26 de maio, vamos votar, participar no “maior processo democrático transnacional do mundo: 427 milhões de pessoas, em 28 países, votarão para eleger os deputados que as representarão no Parlamento Europeu” (Jean-Claude Juncker [Presidente da Comissão Europeia] (18/05/2019). O seu voto conta. Expresso).

 

A RBE, no sentido de esclarecer e incentivar a participação dos jovens nestas eleições e de aprofundar o sentimento de ser europeu, publicou em Cidadania e Biblioteca Escolar - Pensar e Intervir, 3 artigos (clips) que contêm 2 vídeos criados em exclusivo para a RBE, para além de outros recursos que podem contribuir para esta reflexão e decisão. Convidamo-lo a lê-los!

1.º Decida o seu futuro!

Sofia Colares Alves, representante da Comissão Europeia em Portugal, em exclusivo para a RBE

 

2.º Media Sociais e Política:

Sergio Denicoli em exclusivo para a RBE

 

3.º Eleições Europeias 2019 – Eu voto!

 

Notas das Escolas

Gostaríamos que partilhassem connosco o que fazem na área da cidadania colaborando em Notas das Escolas – Cidadania e Biblioteca Escolar | Pensar e Intervir.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas:

chico.jpeg

O músico e escritor Chico Buarque é o vencedor do Prémio Camões 2019, foi hoje (21 de maio) anunciado, após reunião do júri, na Biblioteca Nacional do Brasil, no Rio de Janeiro.

 

Chico Buarque fora já distinguido duas vezes com o prémio Jabuti, o mais importante prémio literário no Brasil, pelo romance "Leite Derramado", em 2010, obra com que também venceu o antigo Prémio Portugal Telecom de Literatura, e por "Budapeste", em 2006.

 

O músico e escritor foi escolhido pelos jurados Clara Rowland e Manuel Frias Martins, indicados pelo Ministério português da Cultura, pelos brasileiros Antonio Cícero Correia Lima e António Carlos Hohlfeldt, pela professora angolana Ana Paula Tavares e pelo professor moçambicano Nataniel Ngomane.

 

Escritor, compositor e cantor, Francisco Buarque de Holanda nasceu em 19 de junho de 1944, no Rio de Janeiro.

 

Estreou-se nas Letras com o romance "Estorvo", publicado em 1991, a que se seguiram obras como "Benjamim", "Tantas palavras" e "O Irmão Alemão", publicado em 2014.

 

Em 2017, venceu em França o prémio Roger Caillois pelo conjunto da obra literária.

 

O Prémio Camões, instituído pelos Governos de Portugal e do Brasil, em 1988, foi atribuído pela primeira vez em 1989, ao escritor português Miguel Torga.

 

Em 2018 o prémio distinguiu o escritor cabo-verdiano Germano Almeida, autor de "A ilha fantástica", "Os dois irmãos" e "O testamento do Sr. Napumoceno da Silva Araújo", entre outras obras.

 

Segundo o texto do protocolo constituinte, assinado em Brasília, a 22 de junho de 1988, e publicado em novembro do mesmo ano, o prémio consagra anualmente “um autor de língua portuguesa que, pelo valor intrínseco da sua obra, tenha contribuído para o enriquecimento do património literário e cultural da língua comum”.

 

A história do galardão conta apenas com uma recusa, a de Luandino Vieira, em 2006.

 

Lista dos premiados:

1989 – Miguel Torga, Portugal

1990 – João Cabral de Melo Neto, Brasil

1991 – José Craveirinha, Moçambique

1992 – Vergílio Ferreira, Portugal

1993 – Rachel Queiroz, Brasil

1994 – Jorge Amado, Brasil

1995 – José Saramago, Portugal

1996 – Eduardo Lourenço, Portugal

1997 – Pepetela, Angola

1998 – António Cândido de Mello e Sousa, Brasil

1999 – Sophia de Mello Breyner Andresen, Portugal

2000 – Autran Dourado, Brasil

2001 – Eugénio de Andrade, Portugal

2002 - Maria Velho da Costa, Portugal

2003 – Rubem Fonseca, Brasil

2004 – Agustina Bessa-Luís, Portugal

2005 – Lygia Fagundes Telles, Brasil

2006 – José Luandino Vieira, Portugal/Angola

2007 – António Lobo Antunes, Portugal

2008 – João Ubaldo Ribeiro, Brasil

2009 – Arménio Vieira, Cabo Verde

2010 – Ferreira Gullar, Brasil

2011 – Manuel António Pina, Portugal

2012 – Dalton Trevisan, Brasil

2013 - Mia Couto, Moçambique

2014 - Alberto da Costa e Silva, Brasil

2015 - Hélia Correia, Portugal

2016 - Raduan Nassar, Brasil

2017 - Manuel Alegre, Portugal

2018 - Germano Almeida, Cabo Verde

2019 - Chico Buarque, Brasil

 

ReferênciaChico Buarque é o vencedor do Prémio Camões 2019. (2019). SAPO 24. Retrieved 23 May 2019, from https://24.sapo.pt/vida/artigos/chico-buarque-e-o-vencedor-do-premio-camoes-2019

 

Conteúdo relacionado:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

cartaz.jpg

Inscrições | Programa |

 

O Encontro de Educação “A PAR E PASSO, TODOS JUNTOS, VAMOS CONSTRUIR O FUTURO” + (In)formação + Qualidade + Sucesso” realizar-se-á no Pavilhão dos Desportos em Figueira de Castelo Rodrigo nos dias 7 e 8 de junho.

 

Uma organização do: Município de Figueira de Castelo Rodrigo, Rede de Bibliotecas Escolares e Agrupamento de Escolas de Figueira de Castelo Rodrigo em parceria com o CFAE GuardaRaia, Plataforma de Ciência Aberta, PNL2027 contando ainda com diversos apoios para a dinamização do evento, tais como a Fundação José Saramago, EDUFOR, CARB, CIMBSE, New Hand Lab, Agrupamento de Escolas Amato Lusitano (Castelo Branco) e Escola Secundária Campos Melo (Covilhã), entre outros.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

abrantes.jpg

por Bruno Vieira Amaral

Chegados à Escola Profissional de Desenvolvimento Rural de Abrantes, caminhamos até à estrebaria. Uma rapariga escova o dorso de um cavalo. Cuida dele. Sílvia diz-me que estão muito ligadas aos animais. São imponentes, os cavalos. Portentosos. Ameaçadores. É natural a ligação entre as raparigas e os animais. O que se estabelece entre ambos não é uma relação de poder ou subjugação, mas uma cumplicidade até à união total em que o homem domina sem se impor e o cavalo obedece sem se sujeitar. A rapariga, bela como toda a juventude que se ignora, dá-me um pedaço de cenoura para que o cavalo venha comer à minha mão. É isso que ele faz. Por momentos, também participo nessa união, deixo de estar arredado desse grande convívio. Penso no conto de Leopoldo Lugones, "Os Cavalos de Abdera" e o que até hoje li como uma alegoria ou uma fábula, parece-me subitamente mais realista do que nunca. Nos seus movimentos cuidadosos, nos seus olhares um tanto abstraídos de tudo o que existe e não é cavalo, as raparigas dizem-me que a uni-las aos animais há algo mais profundo e decisivo do que aquilo que as liga aos outros humanos. Tenho a impressão justa e pavorosa, de que seriam capazes de sacrificar qualquer um de nós - desde logo a mim, forasteiro acabado de chegar, intruso nos seus domínios - para salvarem os seus belos cavalos. E isso, como tudo o que é terrível, também é belo.

 

Entrevista com os alunos junto aos respetivos cavalos. Cada aluno tem o seu cavalo pelo qual é responsável.

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Escola Profissional de Desenvolvimento Rural de Abrantes | escolas improváveis

Uma publicação partilhada por Rede de Bibliotecas Escolares (@rbe_pt) a

 

A Biblioteca Escolar

A EPDRA integra a rede de bibliotecas escolares do Ministério da Educação. O projeto consistiu na renovação do espaço, do equipamento da biblioteca e na aquisição de novos livros e outros recursos.

 

A Biblioteca situada no Centro Escolar pretende servir da melhor forma a comunidade educativa. Está aberta durante o dia em horário normal de funcionamento de aulas, consoante a disponibilidade dos docentes que compõem a equipa. À tarde em horário fixo, de domingo a 5ª feira das 18h30 às 22horas, com um pequeno intervalo para o jantar.

 

É um espaço agradável de encontro, estudo e partilha de leituras e amizades onde se pode encontrar audiovisuais, computadores, livros das áreas técnicas dos cursos que a escola disponibiliza e literatura em geral para ser consultada/requisitada. Para quem preferir ler de forma digital, só necessita requisitar um dos ereaders que existem para o efeito.

 

Às quartas-feiras das 10 às 12 horas a Biblioteca desloca-se para a Herdade e ganha cor e cheiro verde, para que os alunos possam também lá fazer as suas requisições e fazer os seus pedidos para a semana seguinte.

 

 

***

 

Nesta Escola os alunos aprendem a fazer vinho e cerveja artesanal de qualidade. Aqui fica a descrição do processo, feita na Adega, pelo prof. Paulo Vicente:

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas:

Blanca Portillo - Atriz

 

 

ReferênciaEl teatro nos enseña que equivocarse no es un drama. (2019). BBVA Aprendemos Juntos. Retrieved 16 May 2019, from https://aprendemosjuntos.elpais.com/especial/hablar-en-publico-es-un-acto-de-generosidad-blanca-portillo/

Autoria e outros dados (tags, etc)

coloquios da cereja_cartaz_2019-1.jpg

Inscrição | Programa |

 

Evento bienal, assente na problemática da Educação em Portugal, realizado pelo Centro de Formação da Associação de Escolas da Beira Interior, em colaboração com a Câmara Municipal do Fundão, a Universidade da Beira Interior e a Rede Bibliotecas Escolares.

 

31 de maio e 1 de junho de 2019.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

com Cristóbal Cobo Romani.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Cartaz A3 RODA Final.jpg

Programa | Flyer |

 

16 de Maio de 2019 Casa das Artes / Biblioteca Municipal Tomás de Figueiredo Arcos de Valdevez.

Inscrições em: www.cenfipe.edu.pt/

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

bigdata.png

Pombo, Cristina; Martínez Cortés, Cynthia. "Miranda Ventura e o Big Data". Madrid: BID, 2019
 
 
Texto completo
 
 
Cada vez mais, atores públicos e privados estão a considerar como dimensionar o seu impacto com o uso da tecnologia. Ao mesmo tempo, o uso e a gestão de dados pessoais de milhões de pessoas preocupam os cidadãos e há um senso de urgência sobre a necessidade de proteger a segurança e a privacidade dos dados usados. 
 
Que medidas podem ser tomadas e qual é o risco de não as tomar? Como é que o setor público pode gerir os dados de forma responsável? 
 
Este documento oferece quadros de referência sobre a gestão ética dos dados e sobre a importância do consentimento, um compêndio de melhores práticas e um roteiro com passos concretos para a gestão responsável de dados pelo setor público.
 
Visto aqui.
 
 
Conteúdo relacionado:
 
 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

O currículo local: ponto de partida para novas aprendizagens? pelo professor António Camões Gouveia.

 

 

Evento con.Raízes. 2.ª edição. Dia 11 de maio de 2019. Conferência de abertura.

 

O con.Raízes é um projeto dos professores bibliotecários da Rede Interconcelhia de Alter do Chão, Castelo de Vide, Crato, Gavião, Nisa, Marvão e Ponte de Sor que visa promover o conhecimento, a partilha e a divulgação das diferentes manifestações culturais dos seus concelhos.

 

Esta segunda edição do encontro con.Raízes teve lugar no concelho do Crato, nos dias 10 e 11 de maio de 2019

 

 

Conteúdo relacionado:

Autoria e outros dados (tags, etc)


RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Twitter



Perfil SAPO

foto do autor