Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]






























Mais uma newsletter, a nº 73, e um estudo fundamental para conhecermos a relação dos portugueses com a internet, que o Observatório da Comunicação (Obercom) acaba de publicar: A internet em Portugal 2012.


A primeira edição da série A Sociedade em Rede de 2012 dá conta daquele que é um dos temas de mais complexa abordagem. Se a internet é, cada vez mais, um meio de comunicação particular, é, também, o mais o mais forte media canibalizador.
Como se poderá verificar pelo conteúdo deste relatório, cada vez mais os portugueses se relacionam com os restantes meios de comunicação e com outros formatos de visualização através da Internet.
Da relação com o audiovisual à própria projecção do Eu nas redes sociais, a questão é complexa e será um dos temas a aprofundar, pelo Observatório da Comunicação, no decorrer deste ano.











Imagem: CNET





Os indivíduos que mais lêem livros em formato digital e eletrónico são também os que mais lêem livros impressos, como revelou um estudo levado a cabo pelo Pew Research Center, agora também em destaque na última newsletter do Observatório da Comunicação (Obercom).


Uma conclusão que contraria a recente tendência para encarar a tecnologia como o fator determinante na criação do gosto e hábitos de leitura. A tecnologia surge sempre ligada a um contexto social e cultural, cujas variáveis influenciam os seus diversos modos de utilização, como também acontece na criação de hábitos de leitura.






A Casa das Ciências entregou [ontem], dia 30 de Maio de 2012, em cerimónia pública realizada na Fundação Calouste Gulbenkian, os prémios Casa das Ciências 2012, aos professores portugueses que se distinguiram na produção de recursos educativos digitais para o ensino das ciências.


Destacamos algumas das declarações, ao jornal Público, do coordenador da Casa das Ciências e professor catedrático de Química da Universidade do Porto, José Ferreira Gomes:

Temos um feedback notável dos professores que usam o portal (...). Tivemos connosco professores notáveis! Interessados pelo ensino e pelos seus alunos; interessados pela melhoria dos métodos de ensino; disponíveis para participar, muitas vezes com custos pessoais significativos; abertos às críticas que os avaliadores fazem e que levam a que os materiais sejam melhorados para finalmente serem publicados (...).

Os vencedores Prémio Casa das Ciências 2012 podem ser conhecidos aqui >>






















Amanhã, dia 1 de Junho, pelas 21h30, vai realizar-se no Pavilhão Multiusos de Gondomar a cerimónia de entrega de prémios da VIII edição do concurso de poesia Poemas Sol tos_12. Foi organizado pelas Bibliotecas Escolares / Centros de Recursos Educativos das Escolas do concelho de Gondomar, coordenado pelo Agrupamento de Escolas de Rio Tinto n.º2 e pelo Agrupamento de Escolas de Baguim, e contou com o apoio da Câmara Municipal de Gondomar/ Pelouro da Cultura. O concurso dirigiu-se à população escolar de todos os níveis de ensino do Município – 1.º, 2.º e 3.º ciclos do ensino Básico, ensino secundário e educação e formação de adultos. 
A VIII edição do concurso registou a participação de 15 estabelecimentos do ensino público e privado do município, tendo sido rececionados 1063 trabalhos, dos cinco escalões de participação: escalão A – alunos do 1.º CEB – com 401 textos a concurso; escalão B – alunos do 2.º CEB – 322 textos; escalão C – alunos do 3.º CEB – 237 textos; escalão D – alunos do ES –  55 textos; e escalão E – alunos EFA – a concurso com 48 textos.

Esta iniciativa contribuiu, em larga medida, para uma mobilização das Escolas no incentivo à leitura e, sobretudo, à produção literária infantil, juvenil e adulta, estimulando a participação e a criatividade. 


Os resultados do concurso estão disponíveis aqui >>


Fernanda Freitas
Coordenadora interconcelhia















A escritora Margarida Fonseca Santos visitou três escolas do Agrupamento de Escolas do Mindelo: EB1/JI de Areia, EB1/JI do Facho e EB1/JI do Real. Em todas elas foi recebida por alunos e professoras muito entusiasmados com os trabalhos que fizeram, com as dramatizações que apresentaram, com os presentes que fizeram questão de oferecer à escritora e com os livros que adquiriram e que quiseram que fossem autografados. Margarida Fonseca Santos exprimiu, em cada escola, a sua maior satisfação em estar com meninos e meninas que tanto a sensibilizaram com as leituras que dos seus livros fizeram.


Etiquetas:

Pág. 1/14



RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Blogue RBE em revista

Clique aqui para subscrever


Twitter



Perfil SAPO

foto do autor