Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blogue RBE

Sex | 22.10.21

Desenho e conceção de um cartaz na prática do professor bibliotecário| A impressão e a afixação

2021-10-22.png

Após fazer a composição final temos que passar à impressão, mas será melhor começar por fazer alguns testes, pois o que vemos no ecrã (que tem muita luz) não é exatamente igual ao que sai da impressora. As cores vão sofrer algumas alterações e, sobretudo, o contraste entre os vários elementos visuais acaba por ser diferente. Assim, começamos por imprimir uma cópia e vamos ajustando os elementos, até que a leitura se aproxime do resultado final que pretendemos. 

Para se fazer a impressão, será necessário exportarmos o cartaz em formato de imagem. Entre os vários formatos, o PNG oferece uma qualidade superior relativamente ao JPG. Também a definição da imagem, aquando da exportação, se possível, deve ser de 300dpi.

Outro fator determinante é a dimensão do cartaz impresso. Para que tenha valido a pena ter perdido horas a fazer um cartaz, este deve ter uma dimensão mínima de um A2 (420x594). Face aos recursos disponíveis nas nossas bibliotecas (normalmente temos acesso uma impressora A3), podemos usar o Microsoft Publisher, que permite fazer a impressão de uma página (imagem) em várias folhas, controlando as margens de impressão. Depois, só temos que colar as várias folhas para termos o cartaz pronto para afixar na parede.

Impresso o cartaz, teremos que decidir onde o colocar. Também esta tarefa deve ser bem pensada, procurando locais de maior frequência, como átrios de entrada, por exemplo. No entanto, devemos preferir paredes frontais, em detrimento de paredes laterias relativamente ao percurso mais usual.

Muitas vezes, temos que colocar os nossos cartazes numa parede que já está cheia de cartazes (como nas salas de professores), entrando em competição com outros, muitos vindos de fora da escola e criados por profissionais. Neste caso, pode ser útil criar um enquadramento especial, ou até mesmo colar elementos 3D que ajudem a destacar e a prender a atenção dos destinatários.  

2021-10-22-2.png

Paulo Rodrigues
(prof. bibliotecário)
Escola Básica Carlos Ribeiro
Agrupamento de Escolas de Pinhal de Frades

Sex | 22.10.21

Aceita o desafio: da tua biblioteca ao PÚBLICO

2021-10-22-3.png

Uma parceria, dois concursos, três registos: reportagem, entrevista, texto de opinião. “Aceita o desafio: da tua biblioteca ao PÚBLICO” é como se chama esta iniciativa conjunta da Rede de Bibliotecas Escolares e do PÚBLICO na Escola.

Para que entre mais jornalismo nas escolas e a produção jornalística dos alunos tenha mais público.

O que se pretende, a quem se destina, por que razões se impõe? Perguntas que ficam respondidas numa conversa emitida na plataforma de streaming Ao vivo, do jornal Público, no Dia Nacional das Bibliotecas Escolares: 25 de outubro de 2021 às 14:00

Veja o programa, no portal RBE.