Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




khan.png

 

 

 

 

 

khan_1.png

 

Motivar os professores, muitos vídeos nas aulas, fazer os trabalhos de casa na escola. Salman Khan já tem mais de 2000 videos no Youtube, fundou a Khan Academy e está a revolucionar a educação.

[por Catarina Marques Rodrigues]

 Ler mais >> 

Etiquetas:

alfabetiz-inform

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Um novo cenário social obriga a repensar a escola. Agora, docentes e estudantes precisam de múltiplas alfabetizações, pois múltiplas são também as linguagens através das quais comunicamos uns com os outros.

Nesta Sociedade da Informação em que estamos imersos, uma pessoa alfabetizada não tem que o estar só na hora de ler e escrever, mas sim também na hora de demonstrar o seu nível de cultura digital. Mas como podemos alfabetizar digitalmente? Quem são esses formadores? Que papel desempenham a escola e a família?

Ler mais >>

 

borda dagua.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

"O almanaque foi, durante séculos, um ilustre antepassado de muito do que são hoje as redes sociais", escreve Manuel Pinto no Página 1 de hoje. "Quando o mais antigo resistente da espécie, o Seringador, se prepara para assinalar os 150 anos de vida, vale a pena olhar esse veículo de conhecimento, instrução e divertimento. 

Pautando os meses e as semanas do ano seguinte, o almanaque anunciava as fases da lua, as horas do nascer e pôr do sol e a tabela das marés. Esse lado estruturador e securizante da vida quotidiana é sublinhado por Eça de Queirós, no prefácio que escreveu para o Almanaque Enciclopédico de 1896: “o almanaque contém essas verdades iniciais que a humanidade necessita saber, e constantemente rememorar, para que a sua existência, entre uma Natureza que a não favorece e a não ensina, se mantenha, se regularize e se perpetue. A essas verdades, chamam os Franceses, finos classificadores, ‘verdades de almanaque’. São as altas verdades vitais. O homem tudo podia ignorar, sem risco de perecer, excepto o mês em que se semeia o trigo.” (Notas Contemporâneas, Círculo de Leitores, Lisboa, 1981, p. 385)."

 

Ler mais >>

Etiquetas:

rede_bibliotecas_protocolo-1.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

"Este é um bom exemplo de que unindo esforços com o objectivo comum de se elevar a literacia da comunidade se conseguem ultrapassar dificuldades que de outra forma seriam difíceis de superar".

 

Ler mais >>

Pág. 1/11



RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Blogue RBE em revista

Clique aqui para subscrever


Twitter



Perfil SAPO

foto do autor