Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blogue RBE

Qui | 19.08.10

O manuscrito

Os nossos escritos à mão estarão prestes a tornar-se um tesouro ou a ser excluídos dos nossos arquivos? Que dizer do declíneo das habilidades de escrita manual e de ortografia dos jovens?




(...) Not so long ago, writing by hand was a regular part of how we communicated with each other, and even with ourselves, through letters, postcards, diaries and notes. And it had personality: whether it was a back-leaning scrawl adrift on the page, a plump cursive or a fine copperplate, complete with dramatic flourishes, our handwriting’s quirks and foibles marked it as our own. Who hasn’t felt the jolt of a loved one’s memory, their voice and presence, after chancing upon their handwriting? (...)

Ler mais no The Australian, 30 July >>
Ter | 17.08.10

Bibliotecas de Vila Franca de Xira


O artigo da coordenadora interconcelhia de Vila Franca de Xira, Maria José Vitorino,  na newsletter educação de Julho/Agosto daquele concelho:

O concelho de Vila Franca de Xira, com mais de 150.000 habitantes, pelo último censo, conta com 7 instalações da Biblioteca Municipal - que fazem parte da Rede Nacional de Bibliotecas Públicas - e 32 bibliotecas integradas na rede de Bibliotecas Escolares (RBE, iniciada em 1996), em escolas públicas de todos os níveis educativos. Estas últimas, contavam em Abril de 2010 com cerca de 163.000 documentos nas suas colecções (perfazendo uma média de 10 documentos por aluno) e prestam serviços diversos à comunidade educativa, entre os quais o empréstimo para leitura em casa, na escola ou nas salas de aula, que, tal como as Bibliotecas Municipais, tem preço único para todos: zero euros!

Ler mais >>
Ter | 17.08.10

Nova revista sobre literatura lusófona no Brasil

Uma nova revista sobre literatura pretende estimular o hábito da leitura entre os brasileiros e divulgar os principais escritores dos países de língua oficial portuguesa no espaço lusófono e também no mundo. A Revista Pessoa, cujo nome é uma homenagem ao poeta português, será lançada oficialmente pela Editora Mombak (despertar, na língua indígena Tupi) a 20 de Agosto, no âmbito da Bienal Internacional do Livro de São Paulo.



Ler mais na SIC >>
Seg | 16.08.10

Bibliotecas Escolares


A newsletter educação de Vila Franca de Xira, nº de Julho/Agosto, dedica especial atenção às bibliotecas escolares e inclui um artigo da coordenadora da Rede de Bibliotecas Escolares, Dra. Teresa Calçada, de que citamos o início:

Desenvolvida a partir de 1996, a RBE ultrapassa as 2000 bibliotecas instaladas, essenciais à criação de bons leitores, cidadãos que dominem as literacias e, sobretudo, às boas aprendizagens de crianças e jovens que frequentem escolas de todos os níveis de ensino, em qualquer dos concelhos de Portugal Continental. Até 2008 dedicada apenas a escolas da rede pública, a Rede abre nesse ano a possibilidade de candidaturas de outro tipo de estabelecimentos educativos: colégios com contrato de associação e IPSS com mais de 100 utentes. O seu crescimento e, em particular a sua qualidade assentam em investimentos a nível nacional, incluindo apoio financeiro e acompanhamento técnico e pedagógico, pela coordenação interconcelhia RBE. A articulação com outros programas, tais como o PNL e o PTE, não teria sentido se não valorizasse parcerias locais, consagradas no acordo celebrado entre escolas/agrupamentos, autarquias e Ministério da Educação, representado pela Direcção Regional de Educação, e que conta ainda com o apoio de outras entidades locais, tais como Centros de Formação. (...)
Ler mais >>
Qua | 11.08.10

Projeto Leitura é Prazer

Um carrinho de mão conduzido por alunos que leva objetos mágicos de porta em porta. É dessa forma simples e delicada que se desenvolve a ação Leitura é Prazer na Ilha de Caieira, em Angra dos Reis. Livros, revistas e gibis [Banda desenhada ou histórias aos quadradinhos] são selecionados e oferecidos pelos alunos de casa em casa, disponibilizando cultura e lazer gratuitamente à comunidade. O transporte do carrinho é revezado durante todo o percurso, que tem seu fim com todos os envolvidos sentados embaixo de uma amendoeira, a beira-mar, lendo exemplares do acervo.

Viva o Youtube!