Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blogue RBE

Qui | 21.10.21

Desenho e conceção de um cartaz na prática do professor bibliotecário | A composição

2021-10-21-3.png

A composição do cartaz passa por encontrar o equilíbrio visual entre os vários elementos, ou seja, o equilíbrio entre as imagens, os textos e outros elementos adicionais, sem esquecer a sua hierarquia. O equilíbrio visual faz-se a partir do peso visual dos elementos (relação entre a sua dimensão, cor, textura, a sua posição no suporte e a relação com os outros elementos).

Embora seja um processo intuitivo que se prende com a sensibilidade de cada um, importa lembrar que a leitura de uma composição se faz segundo dois princípios:

- O olhar é atraído para o centro visual do suporte, que não corresponde ao centro geométrico.

- A leitura faz-se de cima para baixo e da esquerda para a direita, segundo uma diagonal, no sentido referido.

Um cartaz pode ser organizado sobre linhas verticais ou horizontais, dando uma ideia de maior estabilidade, ou sobre linhas oblíquas, ganhando uma maior dinâmica, transmitindo assim a sensação de movimento.

No caso de estarmos a trabalhar com um suporte com orientação horizontal (uma imagem para televisão) podemos organizar os elementos gráficos tendo em atenção a regra dos terços, muito utilizada em fotografia e cinema.

2021-10-21.png

Depois de estabelecida a hierarquia dos elementos que queremos utilizar, vamos distribui-los, posicioná-los e combiná-los, tendo em atenção a sua posição e dimensão, mas também com as cores e os contrastes entre eles. Assume particular importância a relação do(s) texto(s) com o fundo. O contraste é assegurado pela diferença de valor de claro-escuro (ver nota).

A escolha das cores também não deve ser arbitrária. Poderá ser interessante e facilitador a utilização de uma paleta de cor. Existem, na internet, imensas paletas de cor (basta pesquisar, como imagens) constituídas por cores mais claras e outras mais escuras que garantem a harmonia e o contraste entre elas ou podemos construir a nossa paleta recorrendo a alguns sítios dedicados  (Coolors, Adobe color; Canva…)

https://coolors.co/

https://color.adobe.com/pt/create/color-wheel/

https://www.canva.com/colors/color-palettes/

De qualquer modo, não podemos esquecer que estamos a lidar com elementos visuais que vão sempre influenciar a leitura do cartaz e, como tal, a sua escolha deve ser criteriosa e intencional (Que ideia queremos passar? O evento é divertido, descomprometido, dinâmico, misterioso…). Não é indiferente usar um fundo muito escuro, ou até mesmo preto, ou usar um fundo amarelo. Qual é o critério? O que pretendemos passar?

Podemos ainda recorrer a outras ferramentas ou efeitos para garantir que o texto tem a leitura necessária, destacando-se do fundo ou do que está por trás: afastamento entre os carateres, linha de contorno das letras, ou até mesmo a utilização de sombras.

Na composição também deve haver um espaço onde se colocam os logotipos referentes às entidades organizadoras ou promotoras, parceiras das iniciativas, bem como às entidades que, de algum modo, contribuíram com o seu apoio, financeiro ou outro. Percebemos que, nalgumas situações, apenas temos o logotipo do agrupamento/escola e da própria biblioteca, o que é fácil de incluir na composição. No entanto, quando são muitas as entidades envolvidas, não devemos espalhar os logotipos pelo cartaz, mas agrupá-los. Poderá ser facilitador deixar um retângulo (branco), como se tratasse de um rodapé, onde se podem colocar os logotipos alinhados por ordem de importância das entidades (ministério, câmara municipal, editoras, agrupamento…) sendo que os promotores aparecem primeiro e só depois os apoios.

2021-10-21-2.png

Como processo de trabalho de composição é importante experimentar diferentes soluções, e se possível, não apagar as soluções que vamos abandonando.  A comparação entre as soluções ajuda a encontrar um melhor resultado final.

 Nota: Quando convertemos uma imagem de cor para cinzentos, às diferentes cores irão corresponder diferentes valores de claro-escuro.

Para perceber a pertinência desta questão podemos recorrer às “Ferramentas de acessibilidade” do Adobe Colors (https://color.adobe.com/pt/create/color-contrast-analyzer) e experimentar a utilizar as cores da bandeira nacional. O vermelho e o verde são cores opostas, que têm grande impacto visual, mas que juntas têm um valor de claro-escuro muito próximo, reduzindo o contraste entre elas.

 

Paulo Rodrigues
(prof. bibliotecário)
Escola Básica Carlos Ribeiro
Agrupamento de Escolas de Pinhal de Frades