Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blogue RBE

Sex | 17.09.21

Quadro Estratégico da RBE | Para onde vão as bibliotecas escolares?

2021-09-17.png

O Quadro Estratégico da Rede de Bibliotecas Escolares, definido para o período de 2021-2027, orienta a sua ação e aponta caminhos para que todas as comunidades educativas usufruam de bibliotecas escolares de excelência. Esta é, aliás, a missão do Programa RBE, que visa apoiar as bibliotecas para que estas “respondam de forma eficaz e inovadora aos desafios colocados à educação e à escola, garantindo a todos, e com todos, ambientes de informação e conhecimento, conducentes ao desenvolvimento dos saberes e competências indispensáveis numa sociedade cada vez mais dinâmica, imprevisível, digital e global” (RBE, 2021, p. 27).

Bibliotecas Escolares: presentes para o futuro é o foco da ação do Programa RBE, pelo que, ao longo do presente ano letivo, serão publicadas neste espaço orientações e pistas de trabalho para apoiar o trabalho das bibliotecas.

Estas publicações estarão organizadas em torno dos quatro eixos estratégicos definidos no Quadro Estratégico: Sítios, Saberes, Pessoas e Ligações, tendo sempre em vista a qualidade e melhoria contínua. Nesse sentido, as publicações terão em conta as linhas de ação, por eixo, a saber:

1. Sítios:

- Espaços físicos e digitais;

- Serviços;

- Equipamentos, conetividade e softwares;

- Recursos humanos.

2. Saberes:

- Ação pedagógica;

- Serviços e programas na área da leitura e da escrita;

- Programas de literacias da informação, dos media e digital;

- Práticas interdisciplinares que promovam a colaboração, a experimentação e a criação.

3. Pessoas:

- Ação na área da cidadania;

- Práticas promotoras do desenvolvimento da sensibilidade e da criação estética e cultural;

- Dinâmicas que conduzam a comportamentos e estilos de vida responsáveis.

4. Ligações:

- Articulação com diferentes organismos do Ministério da Educação;

- Desenvolvimento e consolidação de redes de otimização e partilha de saberes, recursos e prática;

- Criação / consolidação de parcerias;

- Articulação com as famílias e as comunidades;

- Integração em redes de desenvolvimento e cooperação internacional.

Espera-se, desta forma, dar alguns contributos para apoiar a concretização dos planos de ação das bibliotecas escolares, em consonância com as orientações do Ministério da Educação (ME) e com orientações internacionais nas áreas da educação e, especificamente, das bibliotecas. Nesse sentido, e tendo em conta as orientações do ME para o ano letivo 2021-2022, começar-se-á por dar especial atenção à recuperação das aprendizagens, com destaque especial para a leitura e a escrita, competências essenciais para o sucesso dos alunos. Para além disso, e face à crescente digitalização e ao movimento global de transição digital, serão apresentadas orientações e propostas que apoiem as bibliotecas escolares a desenvolver-se do ponto de vista digital, contribuindo, dessa forma, para a operacionalização dos Planos de Desenvolvimento Digital das Escolas.

 

Referências

Rede de Bibliotecas Escolares (2021). Bibliotecas Escolares: presentes para o futuro. Programa Rede de Bibliotecas Escolares: Quadro estratégico: 2021-2027. Lisboa: ME.

 

Fonte da imagem

Photo by Ryoji Iwata on Unsplash