Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blogue RBE

Sex | 20.08.21

Era uma vez… A Biblioteca... A Leitura... O eTwinning…

Captura de ecrã 2021-04-27, às 12.39.58.png

Considerando a biblioteca escolar como um centro de ensino e aprendizagem que desenvolve um programa educativo integrado nos conteúdos curriculares, a promoção e acompanhamento de projetos colaborativos nacionais e internacionais ajuda a promover a interdisciplinaridade e a inserção das crianças num trabalho de grupo com base na cooperação. Como tal, a biblioteca promove e acompanha o desenvolvimento de projetos eTwinning e tem um papel importante no desenvolvimento dos mesmos, uma vez que: dá apoio aos professores na planificação e desenvolvimento das atividades; disponibiliza e apoia a utilização de ferramentas digitais; ajuda estabelecer “pontes” para um trabalho integrado e relacionado com o projeto educativo da escola; ajuda na divulgação das atividades e na formação de professores.

Era uma vez… é desta forma, “puxando a brasa à sua sardinha”, que a biblioteca inicia e apoia muitos dos projetos colaborativos.

A obra literária, apresentada em sessões de leitura, como motor que impulsiona e dá vida, à problemática dos projetos. A magia, o encantamento das histórias a promover a motivação para o trabalho colaborativo de várias escolas e países. E como muitas vezes se consegue a mesma obra com tradução em diferentes línguas, o quadro ganha mais vida com a paleta de cores que cada um utiliza.

Uma bela “Sopa de Nada” foi o prato que alimentou o projeto “Elos de Leitura com Sopa de Nada”. Este projeto promoveu um trabalho colaborativo, de alunos e professores portugueses e espanhóis, aos quais se juntaram diferentes instituições, e que proporcionou múltiplas experiências pedagógicas e excelentes aprendizagens.

No projeto “Leituras por um fio” foi a leitura do livro, “História da Aranha Leopoldina” que nos motivou para uma nova aventura. Através da história da Leopoldina, uma aranha que em vez de fazer teia, queria fazer meia, os alunos aprenderam que há diferentes formas de viver a vida, de aprender e de mudar o mundo.

E com uma visita ao “Jardim do Arco-íris”, na hora conto, encontramos motivação para construir “Um jardim florido na raia”, inspirando-nos nas qualidades da formiga Mari e da borboleta Didi: ser persistentes e decididas. Mesmo na altura do E@D não baixamos os braços e o nosso jardim deu lindíssimas flores.

E para terminar, numa época em precisamos tanto de retomar os abraços, é com o livro “A Maior Flor do Mundo” que o nosso abraço vai acontecer, no projeto “Um livro… Uma flor… Um abraço…”. Um abraço de alunos, professores, pais e comunidade escolar, para saudar a aprendizagem e a criatividade.

Os projetos apresentados foram dinamizados com o apoio da Biblioteca Escolar e contribuíram para a aproximação de três cidades vizinhas (Badajoz, Elvas e Campo Maior - EUROBEC), que se fundiram numa Eurocidade. Contribuíram ainda, para promover a valorização do património (local e global), estimular a criatividade, desenvolver o gosto por diferentes manifestações culturais e criativas, enquanto marca distintiva da humanidade.

 

Republicação: 1.ª publicação em 2021-04-28