Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blogue RBE

Ter | 09.11.21

Bem-estar & biblioteca escolar

2021-11-09.png

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, "A saúde é um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não apenas a ausência de doença ou enfermidade". Os conceitos de saúde mental incluem o bem-estar subjetivo, a perceção de autoeficácia, a autonomia, a competência, a dependência intergeracional e o reconhecimento da capacidade de realizar o seu potencial intelectual e emocional. Foi também definida como um estado de bem-estar aquele em que os indivíduos reconhecem as suas capacidades, são capazes de lidar com as tensões normais da vida, trabalhar produtiva e frutuosamente e dar um contributo às suas comunidades.

Os problemas de saúde mental, que se agravam em termos globais, afetam a sociedade como um todo, e não apenas um pequeno segmento isolado. São, portanto, um grande desafio ao desenvolvimento global, sendo a saúde mental crucial para o bem-estar geral dos indivíduos, das sociedades e dos países. [1]

A Rede de Bibliotecas Escolares está consciente de que as escolas podem ter um grande impacto na saúde emocional e no bem-estar dos alunos e que isso pode levar não só a melhores resultados escolares, como também a uma maior probabilidade de aqueles crescerem e se tornarem adultos, com uma vida feliz e satisfeita. Por essa razão definiu, no eixo PESSOAS do seu Quadro Estratégico Bibliotecas Escolares: presentes para o futuro, uma linha de ação a desenvolver: Induzir dinâmicas que conduzam a comportamentos e estilos de vida responsáveis, promotores de bem-estar (individual, coletivo, ambiental).

Assim, importa dirigir o olhar para a forma como as bibliotecas escolares podem ter, na escola, um papel decisivo na promoção do bem-estar dos alunos, sobretudo nos tempos que vivemos, ainda a lidar com uma pandemia de consequências imprevisíveis.

Eis alguns dos seus contributos:

As bibliotecas são um lugar seguro, onde os alunos podem encontrar consolo e proteção. Historicamente, sempre foram vistas como espaços confortáveis, relaxantes, acolhedores, inclusivos e seguros, livres das expetativas e pressões do tempo, da família, do recreio e da sala de aula. Locais onde os alunos podem ir para descontrair, conhecer, conversar, estudar, fazer, brincar ou apenas fugir do clima extremo! Também um lugar onde não há problema em ficar sozinho - afinal, ler é uma atividade solitária e silenciosa.

As bibliotecas proporcionam informações e recursos que ajudam a aumentar a consciencialização sobre questões de saúde mental, combater os estigmas e oferecer apoio aos alunos. Os livros são parte integrante do kit de primeiros socorros em saúde mental que os jovens devem ter à sua disposição. Por um lado, as bibliotecas escolares disponibilizam livros de não ficção e de autoajuda que explicam as causas e os sintomas de algumas das principais questões que afetam o bem-estar hoje e que sugerem estratégias práticas que ajudam os jovens a cuidar de si mesmos e apoiar os outros. Por outro lado, existe igualmente uma grande variedade de obras de ficção que contribuem para aumentar a consciencialização, encorajar a discussão, reduzir os estigmas e ajudar os alunos a desenvolver a compreensão real de uma variedade de questões comuns de saúde mental.

As bibliotecas promovem a leitura como uma prática associada a um maior bem-estar e resiliência. A pesquisa tem mostrado que ler por prazer pode aumentar a autoestima, reduzir os sintomas de depressão, ajudar a construir melhores relações com os outros, melhorar o sono e reduzir a ansiedade e o stress.

Os livros e a leitura são uma ótima forma de escapar ao stress, à perturbação e ao isolamento, mas também oferecem outros benefícios de bem-estar, como ajudar os jovens leitores a encontrarem modelos para admirar e imitar, contribuindo para construir a sua resiliência e desenvolver empatia. No entanto, a grande atenção dada aos conteúdos curriculares, faz frequentemente com que a leitura por prazer seja desvalorizada nas escolas, sendo claramente papel da biblioteca trazer essa matéria para a agenda.

As bibliotecas trabalham com os alunos áreas relacionadas com a saúde, por exemplo, a importância de uma alimentação saudável, do exercício físico, como se proteger contra o bullying, manter a segurança online, promover a inclusão, respeitar a diversidade, entre tantas outras questões.

As bibliotecas desenvolvem as competências digitais e levam a uma melhor literacia em saúde dos alunos. A Organização Mundial da Saúde enfatizou a importância da educação em saúde e o seu potencial para apoiar melhores resultados de saúde individual e coletiva. Para isso é fundamental que os jovens dominem a literacia dos media para que possam avaliar efetivamente a credibilidade dos sítios e das informações sobre saúde que encontram em-linha e, assim, evitar equívocos potencialmente perigosos.

A bibliotecas disponibilizam recursos para uma variedade de iniciativas de bem-estar: jogos, legos, quebra-cabeças, makerspaces e atividades artesanais para os alunos realizarem durante os intervalos. Quando eles se envolvem neste tipo de atividades, relaxam, socializam e divertem-se. Essas atividades divertidas e informais proporcionam aos alunos um sentimento de pertença e promovem uma sensação de bem-estar durante o agitado dia escolar.

As bibliotecas têm uma equipa de apoio. Os professores bibliotecários e, frequentemente, os assistentes de biblioteca, estão sempre disponíveis para aquelas conversas acidentais que acontecem nos intervalos, ou durante a procura de livros, ou durante a realização de trabalhos, que, muitas vezes, podem ajudar a esclarecer os problemas de um aluno ou mesmo constituir aquele ouvido de que ele necessita para se sentir melhor.

Este artigo foi adaptado a partir de Mental health, wellbeing & the school library [2]

 

Referências

1 - World Health Organization. (2003) Investing in MENTAL HEALTH. https://www.who.int/mental_health/media/investing_mnh.pdf

2 – Reed, Denise (2021. Mental health, wellbeing & the school library. https://preplibs.wordpress.com/mental-health-wellbeing-the-school-library/

 

Imagem by Kelly Sikkema on Unsplash