Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blogue RBE

Qua | 22.11.23

Teatro na biblioteca da Várzea de Sintra - uma oferta para as crianças feita pelas crianças!

2023-11-22.png

10:30. Intervalo da manhã. Um grupo de crianças do núcleo de iniciação (1.º ano) chega à biblioteca. Ao seu ritmo de principiantes na escrita, registam os seus nomes e escolhem as atividades que querem fazer - como foram os primeiros a chegar, conseguem a vaga desejada para fazer teatro usando a seleção do Figurino do Mês: bruxa, fada, vampiro e ninja!

Logo atrás vêm três monitoras do núcleo de desenvolvimento (4.º ano) - vão ensaiar no fantocheiro um Capuchinho Vermelho que vai levar um bolinho vegan à sua avozinha doente, iguaria que deixa o Lobo Mau, carnívoro inveterado, a torcer o nariz. O clássico conto imortalizado pelos Irmãos Grimm foi integralmente adaptado e encenado por estas três alunas que, para além de improvisarem diálogos e narrarem sem qualquer suporte em papel, foram também responsáveis pela conceção e execução do cenário, com uma pequenina ajuda da professora bibliotecária. Foi necessário arranjar um lobo matreiro e costumizar os velhos fantoches da biblioteca para dar vida às novas personagens! E também aqui a professora bibliotecária teve de entrar em ação.

Afinam-se os últimos pormenores antes das sessões de apresentação a todos os núcleos da escola (do pré-escolar ao 4.º ano). Algumas crianças, que pintam, jogam ou estão nos tablets, não resistem a espreitar por detrás da cortina improvisada que encobre o fantocheiro. E logo se ouve um “Não se pode espreitar! É surpresa!”

11:00. Hora de regressar às salas. A representação ensaiada com figurinos não foi além das intenções; fica, certamente, para outro intervalo! É preciso pendurar os trajes de volta no charriot e arrumar os adereços no baú - tarefa em que os mais novos ainda precisam de muita ajuda... E os fantoches voltam à Mala dos Projetos de Teatro, onde também repousam os dos animais de Os Músicos de Bremen - outro projeto, da responsabilidade de um grupo de crianças voluntárias do núcleo de consolidação B (3.º ano) e que vem ensaiar no intervalo do almoço.

O teatro é uma das ofertas de lazer com maior adesão na biblioteca escolar da Várzea de Sintra, desde o ano letivo transato, sobretudo após a representação da peça Crise na Escola, no âmbito do Plano Nacional das Artes - Bienal de Cultura e Educação.

Este ano letivo, o sucesso da apresentação de O Capuchinho Vermelho, no Dia Internacional da Biblioteca Escolar 2023, foi mote para o surgimento de mais projetos com novos alunos voluntários, os quais estão agora a dar os primeiros passos no mundo das artes performativas.

Novos candidatos a artistas, novas ideias, novas histórias todos os dias. Nos intervalos da manhã e do almoço, sucedem-se os grupos de crianças que se empenham em improvisar ou pôr em ação pequenas dramatizações, com ou sem livro de suporte. Para umas, é um tempo de brincar ao faz-de-conta, mas, para outras, esta oferta da biblioteca, é uma oportunidade de organizar um espetáculo para ser apresentado a um público que elas próprias escolhem.

Seja como for, parece não haver dúvida que a criatividade, a comunicação, o espírito de iniciativa, a responsabilidade, o pensamento crítico, a cooperação, a resiliência emocional e a sensibilidade estética, entre outras competências, encontram, nesta oferta de teatro para crianças feito por crianças, espaço para o seu desenvolvimento, de forma lúdica e significativa, sob a orientação da equipa da biblioteca escolar.

Sintra, 31 de outubro 2023

Maria Cristina Calado,
Professora Bibliotecária
E.B. da Várzea de Sintra
A.E. D. Carlos I

_____________________________________________________________________________________________________________________