Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



homo.png

Download | Setembro 2013 |

 

Scolari, Carlos A. (ed.) (2013). Homo Videoludens 2.0. De Pacman a la
gamification. Collecció Transmedia XXI. Laboratori de Mitjans Interactius.
Universitat de Barcelona. Barcelona.

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

transmedia.jpg

Giovagnoli, M. (2011). [e-Book]  Transmedia Storytelling: Imagery, Shapes and Techniques, ETC Press, 2011.

 

 

Contar histórias simultaneamente em múltiplos meios de comunicação é como criar uma nova “geografia do conto”, e requer que o autor e o público encontrem novos espaços interativos para partilhar em projetos editoriais para cinema, séries televisivas, campanhas publicitárias, videojogos, aplicações móveis, desenhos animados e cómics, livros e eventos performativos, respeitando as características e a linguagem de todos os media, ainda que façam parte de um único sistema de comunicações integradas. Story.

 

Transmedia Storytelling explora as teorias e descreve o uso das imagens e técnicas partilhadas por produtores, autores e audiências das indústrias de entretenimento, a informação e a comunicação quando criam e desenvolvem as suas histórias neste novo ecossistema interativo.

 

Desde Star Wars a The Dark Knight, de Lost a Heroes e Dexter, de Assassin’s Creed a Lord of the Rings and Avatar, passando por mais de 50 exemplos de projetos de êxito em todo o mundo, e com a contribuição de alguns dos mais importantes produtores e investigadores internacionais, Max Giovagnoli mostra como criar productos, obras, contos e campanhas publicitárias para o público, e olhando os novos universos narrativos.

 

 

Referência: Arévalo, J. (2017). Cómo contar historias para distintos medios: Imágenes, formas y técnicasUniverso Abierto. Retrieved 23 June 2018, from https://universoabierto.org/2017/12/15/como-contar-historias-para-distintos-medios-imagenes-formas-y-tecnicas/

 

Conteúdo relacionado:

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Twitter



Perfil SAPO

foto do autor