Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Manual de educação para a cidadania digital

Ser criança na era da tecnologia

28.11.19

digital.png

As crianças de hoje vivem num mundo em rápida mudança, cujos horizontes se estão a ampliar. A tecnologia trouxe-lhes não apenas novas experiências para viver, mas também uma dimensão totalmente nova às suas vidas diárias num mundo etéreo a que chamamos "estar online". Crianças e jovens devem, portanto, ter valores, competências, atitudes, conhecimentos e entendimento crítico para enfrentar os desafios colocados pelas tecnologias digitais e pela Internet, bem como para aproveitar uma ampla gama de oportunidades. 

Manual de educação para a cidadania digital - Ser criança na era da tecnologia fornece informações, ferramentas e as melhores práticas para apoiar o desenvolvimento dessas competências, em consonância com a vocação do Conselho da Europa para proteger as crianças e capacita-as para viverem juntas em pé de igualdade nas sociedades democráticas culturalmente diversas de hoje, tanto online como offline.

Este manual é destinado a professores, pais e decisores políticos. Descreve detalhadamente as múltiplas dimensões que compõem cada um dos 10 domínios da cidadania digital e inclui uma ficha informativa sobre cada um deles, que oferece ideias, as melhores práticas e outras referências para ajudar os educadores.

O Manual para a educação e para a cidadania digital baseia-se no quadro de competências do Conselho da Europa para uma cultura de democracia e complementa o Manual da Internet como parte de uma abordagem coerente para a educação dos cidadãos e para a sociedade do futuro.

 Faça o download do Manual de educação para a cidadania digital (disponível apenas em inglês)

 

Referência: numérique, E., presse, S., technologie, E., & l'Europe, C. (2019). Etre enfant à l'ère de la technologieEducation à la citoyenneté numérique. Retrieved 28 November 2019, from https://www.coe.int/fr/web/digital-citizenship-education/-/being-child-in-the-age-of-technology-difgital-cititzenship-education-handbook

 

 

Telos111.jpg

Nome do autor: Fundação Telefónica
Data: 04-07-2019

Download .pdf | Escutar | Sítio web de Telos |

Descrição:

O número 111 do TELOS é dedicado à voz. A língua falada é a herança da humanidade e o seu poder estende-se à tecnologia, máquinas e robôs. A tecnologia, por sua vez, permite-nos recuperar e difundir o valor das línguas, muitas negligenciadas e até maltratadas, para evitar a sua perda definitiva e para que possam contribuir para o desenvolvimento, a paz e a reconciliação, como observou a Assembleia da ONU quando proclamou 2019 como o Ano Internacional das Línguas Indígenas.

 

A oralidade distinguiu os seres humanos desde o início dos seus dias até hoje, o início de uma mudança liderada pela tecnologia, a voz recupera agora relevância graças aos sistemas de processamento de linguagem natural, da inteligência artificial e dos assistentes virtuais, capazes de interagir com a linguagem humana e aprender connosco.

 

Na capa desta edição aparece Juliana Rue, professora de música e engenheira de som, é  diretora e proprietário do estúdio de som MIUT , especializado em livros de áudio e projetos audiovisuais.

 

Conteúdo relacionado:

 

measuring.png

Download |

 

Vincent-Lancrin, S., et al. (2019), Measuring Innovation in Education 2019: What Has Changed in the Classroom?, Educational Research and Innovation, OECD Publishing, Paris,https://doi.org/10.1787/9789264311671-en.

 

Conteúdo relacionado:

 

aceito.png

por Cristóbal Cobo Romani | fevereiro 2019 | Download PDFDownload ePub |

 

Apresentação

A atual concentração do poder digital em poucas empresas (Google, Facebook, Amazon, Apple ou Microsoft) não está somente a gerar novas formas de poder e controlo que exacerbam as já existentes, mas paara além disso criam novas formas de exclusão e periferia.

 

É o fim da lua de mel digital.

 

Através da voz de diferentes especialistas internacionais esta obra profunda questões como: que fazer para reverter as atuais assimetrias de poder? quem observa os que nos observam?  podemos pensar em tecnologias com um enfoque (mais) humano? ou, aceito os termos e condições da vida digital?

 

Este é um trabalho realizado com o apoio da Fundação Santillana e a colaboração do Centro de Estudos Fundação Ceibal.

 

Conteúdo relacionado:

Ver na fonte para mais informação.

 

Referência: Bueno, O. (2019). Fotos: Seis cosas que quizá no sabías de los algoritmos EL PAÍS RETINA. Retrieved 19 February 2019, from https://retina.elpais.com/retina/2019/02/06/album/1549450488_222524.html#1549450488_222524_1549625604

 

Conteúdo relacionado:

sharon-mccutcheon-645647-unsplash.jpg

 

Materiais produzidos pelo Instituto Crescer trazem sugestões e reflexões para os professores que desejam adotar novas práticas pedagógicas.

 

Com a proposta de apoiar a adoção de tecnologias digitais e o desenho de novas práticas pedagógicas, o Instituto Crescer lançou os guias “Crescer em Rede: Edição Especial Metodologias Ativas” e “Oficinas Crescer em Rede”. Disponibilizados gratuitamente, eles trazem sugestões e reflexões para professores que estão dispostos a inovar as suas metodologias de ensino.

 

No guia “Crescer em Rede: Edição Especial Metodologias Ativas”, os educadores conhecem metodologias ativas que foram testadas com os estudantes ou por meio de atividades de formação de professores realizadas pelo Instituto Crescer. O material traz orientações para as escolas que desejam organizar um grupo de estudos para apoiar a formação continuada na escola. O foco está na implementação de metodologias que contribuem para o desenvolvimento de competências da BNCC (Base Nacional Comum Curricular), como pensamento crítico, científico e criativo, uso de diferentes linguagens e cultura digital.

 

Já no guia “Oficinas Crescer em Rede”, os professores têm acesso a um conjunto de oficinas pedagógicas voltadas para o desenvolvimento de competências cognitivas e socioemocionais que podem ser aplicadas com crianças e adolescentes em diferentes contextos de aprendizagem, da educação formal até o contraturno. Todas as atividades foram planeadas para um período de 3 horas, utilizando materiais simples que estão disponíveis em qualquer escola. Entre as sugestões, estão atividades de circo, educomunicação, música e recriação.

 

Os guias foram produzidos com licença Creative Commons que permite o uso integral ou remixados, conforme os interesses de cada instituição, desde que mencionado o crédito de autoria. Os materiais estão disponíveis no site do Instituto Crescer.

 

Replicado da fonte com adaptações linguísticas.

 

Referência: Guias gratuitos ajudam professores a inovar e usar metodologias ativas - PORVIR. (2019). PORVIR. Retrieved 6 February 2019, from http://porvir.org/guias-gratuitos-ajudam-professores-a-inovar-e-usar-metodologias-ativas/

Normas para crianças e pais no uso da tecnología. Elizabeth Kilbey, psicóloga e escritora.

 

 

Capaz de decifrar os enigmas do mundo infantil, a psicóloga e escritora Elizabeth Kilbey é o rosto mais conhecido da série de televisão britânica "A Vida Secreta das Crianças", onde analisa o comportamento de crianças entre 4 e 6 anos de idade.

 

Kilbey é investigadora no campo da psicologia clínica e especializada na "idade de latência", que define como "o período que vai dos 4 aos 11 anos ou mais e que é uma das etapas mais importantes, embora mais negligenciada, do desenvolvimento da criança ". 


Kilbey trabalhou durante duas décadas propondo soluções para os problemas familiares mais comuns e, nos últimos anos, tem percebido uma preocupação recorrente na sua prática: o uso descontrolado das novas tecnologias pelas crianças. "Os ecrãs estão a mudar a forma como as crianças brincam, a maneira como se socializam e as atividades com que ocupam o seu tempo", diz o psicólogo. Com o objetivo de fornecer soluções, Kilbey publicou recentemente "Disconnected Children", um livro no qual ela analisa o impacto dos dispositivos de ecrã e fornece ferramentas para os gerir e criar um ambiente familiar seguro.

 

Referência: Normas para niños y padres en el uso de la tecnología. (2019). BBVA Aprendemos Juntos. Retrieved 9 January 2019, from https://aprendemosjuntos.elpais.com/especial/normas-para-ninos-y-padres-en-el-uso-de-la-tecnologia-elizabeth-kilbey/

 

 

Comunicação feita por Cristóbal Cobo no dia 31 de outubro, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, no âmbito da 2ª Conferência do PNL 2027.

 

Ver em .pdf (Adobe Spark)

 

Conteúdo relacionado:

 

Muitas pessoas pensam que a transmissão de dados é via satélite. No entanto, 99% dos dados que consumimos viajam através de cabos submarinos que ligam o planeta inteiro. Mas nós realmente sabemos como esses gigantes subaquáticos funcionam?

Descubra mais sobre cabos submarinos aqui.

 

Referência: Viaje al interior de un cable submarino - Blogthinkbig.com. (2018). Blogthinkbig.com. Retrieved 19 August 2018, from https://blogthinkbig.com/onlife/viaje-al-interior-de-un-cable-submarino

 

Conteúdo relacionado:


RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Twitter



Perfil SAPO

foto do autor