Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



87.png

Agosto 2019 |

Para esta edição, a revista Blimunda aproveita o calor e o bom tempo para visitar a biblioteca de Praia de Santa Cruz. A Saramaguiana traz uma crónica de José Saramago escrita no final dos anos 60 e que conta sobre uma noite de verão.

A revista tem ainda, além das habituais secções Leituras do Mês, EstanteEspelho Meu e Agenda, um perfil da artista russa Charlotte Salomon.

Referência: Blimunda #87, a. (2019). Blimunda #87, agosto de 2019 - | José Saramago| José Saramago. Retrieved 31 August 2019, from https://www.josesaramago.org/blimunda-87-agosto-de-2019/

Blimunda #86 - julho de 2019 by Fundação José Saramago on Scribd

Eis mais uma edição da Blimunda. Neste número 86 da revista, além das secções habituais, destaca-se: uma leitura de Feminismo Para os 99%Um Manifesto, de Nancy Fraser, Tithi Bhattacharya e Cinzia Arruzza; uma conversa com a autora de livros infantis e juvenis e promotora de leitura Margarida Fonseca Santos; o discurso de José Saramago ao receber o Prémio Camões em janeiro de 1996.

v7n2-1x.jpg

 

Modas em Ciências? ...hum...má ideia!

Resumo

A inquietação e o sobressalto do pensamento são dois dos pontos base de quem se dedica ao Ensino e à Investigação. Com uma maior ou menor intensidade quanto à consciência (e cada qual tem a sua, e é das poucas coisas que nunca vai ser padronizada!), não há volta a dar..., periodicamente dou comigo a pensar no assunto que vos trago neste Editorial: “até que ponto as novas descobertas e evoluções no conhecimento – a tal Crista da Onda! – podem e/ou devem ser divulgadas nos meios como o ensino não formal, os museus e centros ciência viva ou mesmo o ensino formal, enquanto estão a ser testados, estudados, divulgados nas universidades e nos centros de investigação?”                                     ler mais >>

 

Download da revista:

pdf.png

epub.png

 

ReferênciaRevista de Ciência Elementar. (2019). Rce.casadasciencias.org. Retrieved 23 July 2019, from https://rce.casadasciencias.org/rceapp/

 

Telos111.jpg

Nome do autor: Fundação Telefónica
Data: 04-07-2019

Download .pdf | Escutar | Sítio web de Telos |

Descrição:

O número 111 do TELOS é dedicado à voz. A língua falada é a herança da humanidade e o seu poder estende-se à tecnologia, máquinas e robôs. A tecnologia, por sua vez, permite-nos recuperar e difundir o valor das línguas, muitas negligenciadas e até maltratadas, para evitar a sua perda definitiva e para que possam contribuir para o desenvolvimento, a paz e a reconciliação, como observou a Assembleia da ONU quando proclamou 2019 como o Ano Internacional das Línguas Indígenas.

 

A oralidade distinguiu os seres humanos desde o início dos seus dias até hoje, o início de uma mudança liderada pela tecnologia, a voz recupera agora relevância graças aos sistemas de processamento de linguagem natural, da inteligência artificial e dos assistentes virtuais, capazes de interagir com a linguagem humana e aprender connosco.

 

Na capa desta edição aparece Juliana Rue, professora de música e engenheira de som, é  diretora e proprietário do estúdio de som MIUT , especializado em livros de áudio e projetos audiovisuais.

 

Conteúdo relacionado:

 

pessoa.png

Download |

 

CADERNO TEMAS CRÍTICOS

 

Caio Gagliardi e Pedro Sepúlveda, Introdução

 

António M. Feijó, Pessoa recebido por presença

Caio Gagliardi, O Pessoa “Sincero” de Casais Monteiro

Rita Patrício, Jacinto do Prado Coelho, crítico imanente

Fernando Cabral Martins, Eduardo Lourenço e a revolução órfica

Manuela Parreira da Silva, José Augusto Seabra: no coração do texto

Fernando Beleza, Pessoa e a pulsão de morte: Decadência, heteronímia e modernismo

 

Os autores

 

ReferênciaNúmero Atual — Estranhar Pessoa. (2019). Estranhar Pessoa. Retrieved 18 April 2019, from http://estranharpessoa.com/revista


RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Twitter



Perfil SAPO

foto do autor