Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



open-sky-title-XL.jpg

Mais do que um sítio da World Wide Web é todo um universo inovador a descobrir!
 
Vivemos em plena era de ambientes digitais, de realidade aumentada, da internet das coisas, das tecnologias portáteis …enfim, estamos rodeados de variados e diversos suportes tecnológicos que medeiam a nossa relação com a leitura, com os outros e com o mundo.
Mas inseparável dessa malha tecnológica, a leitura também se associa a novas e diferentes práticas no trabalho com o texto (impresso/digital) ou com mensagens que emergem de novos espaços (virtual), contextos (media) e navegações (ciberespaço).
Os recursos da biblioteca, e especialmente os livros, começaram a sofrer o impacto dessas tecnologias ao incorporarem todos os tipos de linguagem – visual (imagens fixas, tridimensionais, animadas…), sonora (fala, música), audiovisual. Tais linguagens abrem novos horizontes à leitura e inúmeras possibilidades à biblioteca no desenvolvimento das suas atividades, assumindo, por essa via, um papel mais ativo, mediador e formativo na escola. 
Atendendo a este contexto, a análise da secção de educação do National Film Board of Canada é uma experiência verdadeiramente inspiradora. Disponibiliza uma coleção de excelência (conteúdos premiados, relevantes e lúdicos), conteúdos que enriquecem a experiência pedagógica em sala de aula (documentários, animações, filmes experimentais, ficção e obras interativas), totalmente alinhados ao que se espera da educação no século XXI. Este tipo de recursos pode ajudar a transformar o modo como os alunos aprendem e como os professores ensinam.
O National Film Board of Canada, desde a sua fundação em 1939, criou mais de 13 mil produções audiovisuais e ganhou mais de 5 mil prémios, incluindo 18 Canadian Screen Awards, 12 Oscars, 17 Webbys e mais de 90 Genies.
Mergulhe na inspiração da melhor forma explorando o blogue.
 
Destaques:
Mini Lessons
Educational Playlists
Learn from home with Ocean School
Animation Media Literacy
Animation
Interactive Projects
Do Not Track

 

Captura de ecrã 2020-09-15, às 10.25.17.png

Aplicações para Dispositivos Móveis e Estratégias Inovadoras na Educação é um ebook de livre acesso, organizado por Ana Amélia Carvalho, da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra, editado pela DGE há pouco mais de um mês.

O livro contém 10 capítulos, da responsabilidade de diferentes autores, a saber:
. Storyjumper: escrita colaborativa em forma de ebook;
. Stop Motion e storytelling: criar vídeos e animações num piscar de olhos;
. EdPuzzle: estimular a aprendizagem com recurso a vídeos e quizzes;
. A robótica no contexto da sala de aula;
. Tempoly: um jogo para aprender as quatro operações aritméticas;
. Gamificação para envolver, motivar e aprender;
. Escape Room educativo: reinventar ambientes de aprendizagem: Aprendizagem baseada em projetos;
. Como os jogos de tabuleiro modernos podem ensinar a colaboração;
. Mindfulness em contexto educativo: projeto de aprendizagem socioemocional Mindserena.

Cada um destes capítulos é escrito de forma rigorosa, mas muito prática, e sempre com bibliografia adicional para explorar mais. No texto introdutório, Ana Amélia Carvalho reflete sobre a cidadania digital e a importância de fazer um uso responsável, seguro e ético da tecnologia e da internet.

Aceder ao documento: Aplicações para Dispositivos Móveis e Estratégias Inovadoras na Educação 

top_presenca_linha2.jpg

Em época de planificação do ano letivo que agora começa, retoma-se o documento «Presença em linha das bibliotecas escolares: roteiro para a definição de uma política».

Pode encontrar, no portal RBE, toda a informação disponível: Presença em linha das bibliotecas escolares

top_servico_referencia.jpg

Recupera-se o documento «Serviço de referência nas bibliotecas escolares: orientações», disponibilizado no final do ano letivo anterior, com o objetivo de ajudar os professores bibliotecários a implementar um serviço de referência com qualidade e rigor.

Pode encontrar, no portal RBE, toda a informação disponível: Serviço de referência nas bibliotecas escolares: orientações

Captura de ecrã 2020-09-08, às 11.48.14.png

Quem inicia funções como professor/a bibliotecário/a, encontra no portal da Rede de Bibliotecas Escolares um importante conjunto de informações e de recursos para ajudar a clarificar o que se espera das bibliotecas escolares. Com algumas orientações, poderá perceber em que sentido caminhar, como manter o rumo e por onde começar.

Sugere-se como ponto de partida uma leitura atenta de três documentos estruturantes: o Quadro Estratégico (QE), o Modelo de Avaliação da Biblioteca Escolar (MABE) e o referencial Aprender com a Biblioteca Escolar (AcBE).
• Apesar de o seu período de vigência terminar este ano, o Quadro Estratégico 2014-2020 define um conjunto de padrões de qualidade para as bibliotecas escolares que não perdem validade.
• Instrumento que monitoriza e avalia os quatro domínios de intervenção da biblioteca escolar, o Modelo de Avaliação da Biblioteca Escolar constitui-se como um referencial do trabalho esperado para as bibliotecas escolares.
• O referencial Aprender com a Biblioteca Escolar apresenta padrões de desempenho para as literacias da leitura, da informação e dos média, áreas fundamentais do trabalho das bibliotecas.

Depois de compreender o que se espera das bibliotecas escolares, os recursos que se seguem podem ajudar a encontrar modos de fazer:
• A página Recursos propõe sete sítios sobre diversas temáticas, como a cidadania, a literacia digital, a linguagem audiovisual, as aplicações para dispositivos móveis ou a literacia mediática.
• Em permanente atualização, a Biblioteca Escolar Digital apresenta sugestões de trabalho, curadoria de conteúdos, instrumentos e tutoriais.
• A página da iniciativa Fazer em Rede disponibiliza vídeos curtos, onde, na primeira pessoa, professores bibliotecários partilham Boas Práticas e Atividades TOP.
• A área dos projetos e parcerias permite-lhe conhecer cada uma das propostas associadas à Rede de Bibliotecas Escolares.

Antes de iniciar o trabalho, consulte as Prioridades 2020-21.

P.S. – Para além destes recursos virtuais, lembramos que tem disponível o coordenador interconcelhio da sua região, recurso que lhe dará todo o apoio necessário e o/a acompanhará nesta viagem.


RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Blogue RBE em revista

Clique aqui para subscrever


Twitter



Perfil SAPO

foto do autor