Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



cover_issue_8_pt_PT.jpg

 

 

AdolesCiência é uma publicação electrónica de caráter multidisciplinar, com arbitragem científica independente e disponível em acesso aberto.

 

O primeiro número foi publicado, como previsto a 30 de abril de 2012. O segundo número foi publicado a 24 de dezembro de 2013. O terceiro número de 2014 em dezembro de 2014. O quarto número em março de 2017 e o quinto número encontra-se já disponí­vel. Não podemos, por isso, deixar de dirigir umas palavras aos que se envolveram neste projeto, que aceitaram este desafio e que tornaram esta primeira fase possível.

 

Agradecemos a todos os que, disponibilizando o seu tempo pessoal, aceitaram a tarefa de revisão dos trabalhos, sem a qual a edição em curso não existiria.

 

Felicitamos os professores que acreditaram neste projeto e confiaram nos jovens, incentivando-os a participar.

 

Felicitamos todos os jovens que aceitaram o desafio colocado pelos professores, se atreveram a percorrer este caminho e não desistiram quando essa era a vontade maior e a decisão mais fácil. São os primeiros jovens a desenvolver trabalhos deste género para uma revista também pioneira e isso deve ser motivo de orgulho para todos vós.

(...)

 

Ver Publicação atual: Vol. 5 n.º 1 - novembro de 2018.

Descarregar revista completa: adolesCiência - Vol. 5 n.º 1 - novembro de 2018

 

Referência: adolesCiência . (2015). Adolesciencia.ipb.pt. Retrieved 8 November 2018, from https://www.adolesciencia.ipb.pt/index.php/adolesciencia

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

v6.png

 Download .pdfVersão ePUB |

 

A Hereditariedade, o Sexo & Género,  os Computadores Quânticos,  o Scratch e Beleza e Ciência são alguns dos temas tratados neste número. 

 

 

Editorial

O poder das comunidades

 

A World Wide Web é uma coisa assustadora, com partes verdadeiramente tenebrosas. O crime cibernético é uma das maiores ameaças, não apenas à nossa segurança pessoal, mas até à segurança das Nações.

 

Os serviços de segurança e contraespionagem conseguem sabotar fisicamente fábricas noutros países usando vírus informáticos (stuxnet); as eleições do país mais poderoso do mundo podem ter sido manipuladas; contas bancárias podem ser esvaziadas; cartões de crédito que nunca saíram das nossas mãos são usados maliciosamente; a nossa identidade digital pode ser roubada e de repente estamos a cometer crimes sem o saber em locais onde nunca estivemos; organizações terroristas executam barbaramente os seus prisioneiros em direto.

 

As crianças e os jovens estão particularmente vulneráveis; o bullying atinge requintes absurdos, com consequências trágicas para algumas das suas vítimas. A exploração sexual online de crianças tem um dimensão horripilante (https://www.europol.europa.eu/iocta/2016/ online-child-exploit.html). A Dark Web (Web das trevas?) esconde atividades e perversões inimagináveis.

 

E, contudo, o que torna isto possível (para além da maldade e perversão que sempre existiu no seio da humanidade) é precisamente o que está por trás de todos os benefícios da internet e da Web. Ninguém a controla! Ninguém é seu dono, ninguém determina quem lá pode introduzir conteúdos, nem impõe quaisquer limites aos mesmos.

 

Uma das consequências da universalidade do acesso, é que, para trabalhar num projeto, os membros de uma equipa já não precisam de estar na mesma instituição, ou na mesma cidade, nem sequer no mesmo país ou continente. Isso permitiu a formação de comunidades muito diversificadas que desenvolvem projetos que podem ser de enorme impacto e utilidade, ou... absolutamente tenebrosos.

 

(...)

 

Ler mais >>

Autoria e outros dados (tags, etc)

blimunda.jpg

 Fonte |

 

Este mês dá conta de dois projectos de criação com jovens, um pela Tate, um dos principais conjuntos de museus de arte do mundo, outro pela Fundação Moleskine. Ouvir dois dos seus protagonistas foi uma lufada de ar fresco.

 

Ler no Scribd

Descarregar Blimunda # 76 português (PDF 7,6 MB)

Autoria e outros dados (tags, etc)

View my Flipboard Magazine.

Autoria e outros dados (tags, etc)

casa ciencias.png

 Download |

 

 

Resumo

Depois de anos de alguma incerteza e muita controvérsia quanto às possíveis causas da evolução climática que arrasa o nosso tempo, sucedem-se cimeiras atrás de cimeiras, quase à velocidade de crescimento dos gases de efeito de estufa na atmosfera, para discutir o que se convencionou chamar de “alterações climáticas”! Onde, a par de cientistas, ambientalistas, sociólogos e homens da finança, emergem as figuras políticas de muitos dos países que traçam o mapa mundo atual. Tentam firmar acordos e produzir medidas que contrariem o excesso e desmesurado crescimento de CO2 antrópico na atmosfera, bem patente nas curvas de variação deste gás, monitorizadas em vários laboratórios disseminados pelo planeta, desde Mauna Loa e de Samoa, à Antártida e ao Alasca.

 

Ler mais >>

 

Referência Duarte, L.V., (2018) Da última Cimeira do Clima à história evolutiva da Terra, Rev. Ciência Elem., V6(1):001

DOI http://doi.org/10.24927/rce2018.001

 

Conteúdo relacionado:

Outros números da Revista:

Autoria e outros dados (tags, etc)

forum.png

 Ler na fonte |

 

A Rede de Bibliotecas Escolares estabeleceu uma parceria com a revista Fórum Estudante

 

A revista, com periodicidade mensal divulga, desde setembro, ações relevantes no âmbito da promoção da leitura (atividades, projetos, boas práticas), realizadas pelas bibliotecas escolares do continente.

 

A revista tem como público-alvo os alunos e professores do ensino secundário, dando especial atenção às propostas formativas para estes alunos, bem como às múltiplas ofertas do ensino universitário para prosseguimento de estudos.

 

Paralelamente, lança discussão sobre temas da atualidade, passatempos, tecnologia, escolas, cinema e atividades realizadas pelas diversas “Academias Fórum” – experiências pedagógicas inovadoras e gratuitas com apoio de vários Institutos Politécnicos do país, nas quais os alunos interessados se podem inscrever.

 

A revista é publicada nos formatos impresso e digital, sendo distribuída pelas bibliotecas escolares das Escolas Secundárias e disponibilizada online.

Autoria e outros dados (tags, etc)

biblios.png

 Consultar publicação | Boletim Municipal, nº 244, de janeiro fevereiro

 

Em Almada, a rede de bibliotecas escolares teve o seu início em 1997. Hoje, passadas duas décadas, as crianças e jovens almadenses podem usufruir de 51 bibliotecas escolares, distribuídas pelas 11 freguesias do concelho. espaços onde se promovem a leitura e a escrita, competências fundamentais para aprendizagem. espaços onde o saber não ocupa lugar.

 

Matilde, 9 anos, é uma das jovens utilizadoras das bibliotecas escolares existentes no concelho de Almada. «Na biblioteca temos oportunidade de requisitar livros para ler, estudar, saber o que se passa à nossa volta, mas também podemos aprender informática», conta. A paixão pelos livros e gosto pela leitura são, igualmente, partilhados pelos colegas Tomás, Leonardo, Helena e Henrique, alunos do 1.º ciclo da Escola Básica Cataventos da Paz, em Cacilhas, que, desde abril de 2017, dispõe de uma biblioteca escolar. Para todos, a visita à biblioteca é sempre um momento especial. (...)

Ler mais >>

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

plural.png

Plural e Singular | Ler revistaDownload

 

A Plural&Singular é um órgão de comunicação digital dedicado à temática da deficiência e da inclusão que lançou a 1.ª edição no início de dezembro de 2012 por ocasião do Dia Internacional das Pessoas com Deficiência.

A revista é dirigida a pessoas com deficiência, cuidadores, instituições, profissionais, empresas e outras entidades ligadas a esta área.

 

Conteúdo relacionado:

Autoria e outros dados (tags, etc)

Neste número destaca-se a conversa de Sara Figueiredo Costa com Sandro William Junqueira a propósito de Quando as Girafas Baixam o Pescoço, o seu mais recente romance. Andreia Brites conversou com a ilustradora espanhola Ana Pez, autora de O meu irmão invisível. Na secção Saramaguiana recupera-se um texto escrito pelo crítico literário César António Molina em 1985, ano de publicação da edição espanhola de O Ano da Morte de Ricardo Reis.


Numa tradução de Carla Fernandes, a revista dá a conhecer aos leitores a voz do escritor britânico Peter Kalu num dos capítulos de Little Jack Horner. No seu espaço habitual, Andréa Zamorano reflete sobre o sal da escrita. E, assinalando a edição dos Dias do Desassossego’17 – programa que a Fundação José Saramago organiza em conjunto com a Casa Fernando Pessoa – a Blimunda inclui uma galeria de imagens para recordar como o mês de novembro em Lisboa foi repleto de livros, leituras e extraordinários encontros. Boas leituras!

 

Ler no Scribd

Descarregar Blimunda # 66 português (PDF 11,9 MB)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

 
 
No mês em que se anuncia o vencedor da 10ª edição do Prémio José Saramago, a Blimunda dedica o seu editorial a este momento que, de dois em dois anos, distingue autores e autoras de até 35 anos com obra publicada originalmente em língua portuguesa.
 
Para este número 65, a Blimunda conversou com Cecília Silveira, fundadora da Sapata Press, editora que se propõe a publicar, entre outros assuntos, livros relacionados com a temática LGBT.
 
A revista publica, pela primeira vez em português, um texto de Leila Guerriero sobre Madame de Bovary e uma leitura do romance de Flaubert nas Pampas argentinas. O texto foi lido pela jornalista argentina em Lisboa neste mês de outubro durante uma sessão na Casa Fernando Pessoa. Podem as cidades existir sem direitos humanos, pergunta-se Joana Simões Piedade no seu espaço denominado Vozes.
 
Andréa Zamorano escreve um conto entitulado Banheira.
 
Na secção infanto-juvenil, a Blimunda conta um pouco do trabalho da atriz e promotora de leitura Madalena Garnier Marques.
 
A Saramaguiana deste número dedica as suas páginas a algumas mensagens e fotografias que integram Com o mar por meio – uma amizade em cartas, livro de correspondência entre Jorge Amado e José Saramago que foi publicado no Brasil em julho e que, a partir de novembro, estará disponível em Portugal numa edição da Companhia das Letras Portugal.

 

Blimunda #65 - outubro 2017. (2017). Scribd. Retrieved 27 October 2017, from https://pt.scribd.com/document/362564744/Blimunda-65-outubro-2017#from_embed

Autoria e outros dados (tags, etc)


RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Twitter



Perfil SAPO

foto do autor