Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Uma manifestação a favor da leitura assinala em Lisboa o Dia Mundial do Livro. A marcha parte, nesta terça-feira, às 14h30, da Praça Luís de Camões. Leituras, música e artes performativas entram na festa

 

por Rita Pimenta. Jornal Público.

Foto
ANDRE RODRIGUES/ARQUIVO 

Porque a “leitura é uma boa causa”, porque “não ler não é opção” e porque “não se pode dar a democracia por adquirida”, a comissária do Plano Nacional de Leitura 2027, Teresa Calçada, convida “todos os que gostam de livros, leitura e palavras” a manifestarem-se no Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor, que se comemora a 23 de Abril.

PÚBLICO -
 

“ManiFESTA-te pela leitura” foi o nome dado ao desfile, em que se destaca propositadamente a palavra “festa”, e que partirá, às 14h30 desta terça-feira, da Praça Luís de Camões rumo aos Armazéns do Chiado, com a participação de artistas e músicos do Chapitô. Na divulgação, fala-se num “momento festivo de celebração do livro, dos autores e dos leitores”.

 

 

Referência: Pimenta, R. (2019). Dia Mundial do Livro: Contra a ignorância, marchar, marcharPÚBLICO. Retrieved 23 April 2019, from https://www.publico.pt/2019/04/22/culto/noticia/dia-mundial-livro-ignorancia-marchar-marchar-1870018

 

Conteúdo relacionado:

Autoria e outros dados (tags, etc)

No dia 23 de abril, às 14h30, junte-se a quem gosta do Livro e da Leitura no Largo Camões, para festejar os livros e os leitores!

 

 

 

cartaz_pnl.jpg

 

 

 

mapa_marcha.jpg

   Por favor, clique no mapa para o ampliar.

Quando celebramos livros, celebramos também atividades - escrever, ler, traduzir, publicar – que nos preenchem e realizam; e nós celebramos, fundamentalmente, as liberdades que os tornam possíveis.


Os livros estão presentes na interseção de algumas das liberdades humanas mais indispensáveis, nomeadamente a liberdade de expressão e a de publicação.


Estas são liberdades frágeis que enfrentam muitos desafios, desde os direitos autorais à diversidade cultural, até às ameaças físicas que pairam sobre os autores, jornalistas e editores em muitos países em que essa liberdade é negada, ainda hoje, quando escolas são atacadas e manuscritos e livros destruídos.


Audrey Azoulay, Diretora-Geral da UNESCO (a propósito do Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor 2018)

 

Teresa Calçada antecipa, na TSF, aquilo que vai ser ...a festa da leitura e do livro:

 

Contamos consigo! 

#diamundiallivro2019 - esta é a hashtag do evento.

 

Conteúdo relacionado:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas:

foto_dar.png

Dar a Ler.

 

Aconteceu ontem na livraria Menina e Moça, em Lisboa. Teresa Calçada e Isabel Alçada mostr(ar)am-nos como as suas vidas estão indissociavelmente ligadas e marcadas pelos livros, pelas leituras e pelas bibliotecas. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

top_semana_leitura19.jpg

 

"Hoje leitor, amanhã leitor!”

Durante a semana de 11 a 15 de março, as escolas são convidadas a desenvolver atividades que festejem a leitura como ato comunicativo, de liberdade e responsabilidade, um diálogo entre a literatura, a arte e a ciência, um espaço de encontro, criativo e colaborativo.

 

As bibliotecas escolares estarão, como sempre, no centro desta comemoração nas escolas, promovendo interações com a comunidade, encontrando parcerias e praticando a leitura como um hábito de todos os dias. 

 

O registo das iniciativas deve ser feito no SIPNL.

 

Programa oficial da Semana da Leitura

 

Toda a informação, sugestões de atividades e materiais de apoio podem ser consultados do sítio Web do PNL2027.

pnl.jpg

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas:

ler.png

Bando do Bosque é o nome da campanha que o Pingo Doce lançou com o apoio do Plano Nacional de Leitura 2027. A iniciativa, dirigida aos mais jovens, tem como foco um livro de que fazem parte seis personagens de peluche. 

 

Esta campanha está associada à promoção de hábitos de leitura na infância, da responsabilidade social do Pingo Doce, no âmbito da qual se enquadra o apoio do Plano Nacional de Leitura 2027.

O Bando do Bosque gosta de se reunir debaixo de uma velha árvore. É na sua sombra que encontramos um grupo de amigos muito especial, sempre pronto para aventuras inesperadas.

 

Quem os seguir, nunca ficará aborrecido.

 

Queres conhecer o Bando do Bosque? Pede aos teus pais para te lerem este livro na hora de ires para a cama e diverte-te com as suas histórias e ilustrações de encantar.

Leia

 

Referência: 2027, P. (2019). Plano Nacional de Leitura 2027Pnl2027.gov.pt. Retrieved 23 February 2019, from http://pnl2027.gov.pt/np4/obandodobosque.html

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

 

Comunicação feita por Cristóbal Cobo no dia 31 de outubro, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, no âmbito da 2ª Conferência do PNL 2027.

 

Ver em .pdf (Adobe Spark)

 

Conteúdo relacionado:

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Prémio Ler+, no valor de 10 000 euros, tem por finalidade reconhecer o trabalho realizado em prol da melhoria dos índices de leitura dos portugueses e da promoção do gosto pela leitura e pela escrita.

 

Este prémio, instituído pelo Plano Nacional de Leitura 2017-2027, galardoa, em cada ano, personalidades ou entidades que se tenham destacado neste domínio, contando com o patrocínio exclusivo da Fundação La Caixa e BPI.

 

Conteúdo relacionado:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

pnl.PNG

 

A atualidade da leitura constitui o tema da segunda conferência do PNL2027, enquanto elemento primordial do presente e condição universal de futuro. Aprender, trabalhar, criar, ser livre e autónomo, gerir emoções e sentimentos, ter consciência de si e dos outros, conhecer e compreender o mundo, tomar decisões, exige dos cidadãos que se façam leitores fluentes, críticos e reflexivos.

 

Ler e escrever bem são o pilar insubstituível desta construção pessoal e social, determinante face à complexidade, fluidez e mudança acelerada do mundo contemporâneo e à emergência de novas formas de leitura, escrita e comunicação que, longe de o dispensarem, o exigem cada vez mais. Ler e  escrever obrigam, hoje, a  uma competência acrescida, que tanto deriva da rapidez, dispersão, interconexão e volatilidade da informação própria dos ambientes digitais, como da necessidade simultânea de uma literacia básica e fundacional, compreensiva, profunda e lenta, que só a aprendizagem sólida e a prática continuada da leitura e da escrita possibilitam. É esta dupla exigência de compreender, aplicar e transferir para múltiplos contextos e situações esse saber total que faz deste tema um desígnio para o presente e o futuro.

(...)

Ler mais >>

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Conteúdo relacionado:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

pnl.png

 Ver |

 

O Plano Nacional de Leitura em colaboração com a Direcção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB), a Rede das Bibliotecas Escolares (RBE), o Camões IP, a Direção de Serviços de Ensino e Escolas Portuguesas no Estrangeiro (DSEEPE) e a RTP promoveram no ano lectivo de 2017/2018 a 12ª edição do Concurso Nacional de Leitura.

 

Referência: Plano Nacional de Leitura de 10 Jun 2018 - RTP Play - RTP. (2018). RTP Play. Retrieved 14 June 2018, from https://www.rtp.pt/play/p4720/plano-nacional-de-leitura

 

Conteúdo relacionado:

Concurso nacional de leitura | entrega de prémios - blogue RBE

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Twitter



Perfil SAPO

foto do autor