Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Estratégias para aprender melhor. Barbara Oakley, educadora e escritora

Ver programa completo.

 

Barbara Oakley é professora de engenharia na Oakland University em Rochester, uma académica ilustre com o Prémio de Aprendizagem Digital Global Ramón e Cajal da Universidade McMaster. É diretora do curso "Aprendendo a aprender" do Coursera, o maior curso on-line do mundo. 

 

Oakley é uma das referências internacionais sobre neuroeducação e vencedora de vários prémios de ensino, como o Prêmio Chester F. Carlson da Sociedade Americana de Educação em Engenharia. 

 

Nos seus livros "A Mind for Numbers" e "Mindshift", oferece as chaves para descobrir nosso potencial oculto graças à aprendizagem. 

 

Oakley teve uma vida cheia de aventuras. Foi nomeada capitã do exército dos Estados Unidos, Trabalhou como especialista em comunicações na Estação do Pólo Sul na Antártida e trabalhou na tradução a bordo de barcos de pesca no Mar de Bering.

 

A Dr. Oakley  convida-nos a sair de nossa zona de conforto para desenvolver novas habilidades e flexibilidade de trabalho: "Uma qualidade que nos ajudará a adaptar-nos a um mundo em constante mudança", diz ela.

Referência: Estrategias para aprender mejor. (2018). BBVA Aprendemos Juntos. Retrieved 19 November 2018, from https://aprendemosjuntos.elpais.com/especial/estrategias-para-aprender-mejor-barbara-oakley/

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Francisco Mora · Doutor em Neurociência e Medicina

 

Doutor em Neurociências pela Universidade de Oxford e Doutor em Medicina pela Universidade de Granada, Francisco Mora é Professor de Fisiologia na Universidade Complutense de Madrid. Referência internacional em neuroeducação e autor de inúmeras publicações e livros como "Neuroeducação: você só pode aprender o que você ama", o professor Mora enfatiza a importância das emoções na aprendizagem.

 

 

Tudo o que somos, pensamos, sentimos e aprendemos é o resultado do nosso cérebro em constante interação com nosso corpo e com o meio ambiente, explica ele.

 

 

Mora, dá-nos as ferramentas e chaves básicas que a neurociência oferece para melhorar a aprendizagem e a memória, sempre do lado humano, afirmando que " Tentar ensinar sem saber como o cérebro funciona é como desenhar uma luva sem nunca ter visto uma mão. "

 

Defensor da necessidade de uma sólida educação ética e valores nas crianças, Francisco Mora argumenta que todas as mudanças importantes que ocorrem nas nossas sociedades ocidentais vão "reconhecer e aceitar que o ser humano é o que a educação faz dele", destacando especialmente o papel central dos professores que ele considera "a jóia da coroa de um país" e os arquitetos fundamentais desta tarefa.

 

 "São os professores que, além do conhecimento, transmitem os seus valores aos homens e mulheres do futuro", enfatiza. 

 

 

Referência: ¿Qué es la neuroeducación?. (2018). BBVA Aprendemos Juntos. Retrieved 11 July 2018, from https://aprendemosjuntos.elpais.com/especial/que-es-la-neuroeducacion-francisco-mora/

 

Conteúdo relacionado:

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Como funciona o cérebro de um adolescente? David Bueno, biólogo e geneticista

 

David Bueno é um cientista cheio de perguntas: Como aprendemos? Como pensa um adolescente? Qual é a melhor idade para começar a aprender um segundo idioma? Porque é que a música, as artes visuais e a educação física são tão importantes? Ele não quer deixar nenhuma sem resposta porque como anuncia no seu último livro, a sua paixão é contar tudo o que sempre quisemos saber sobre o cérebro dos nossos filhos e nunca ninguém se atreveu a explicar-nos. Professor de genética na Universidade de Barcelona, David Bueno explica que a neurociência oferece chaves que modificarão a nossa forma de ensinar e aprender.

 

David Bueno explica cómo cambia nuestro cerebro al aprender - programa completo | vídeo 1:5:18

"Cada cerebro es distinto. La educación es la habilidad para moldearlo" | vídeo 5:46

 

¿Cómo funciona el cerebro de un adolescente?

Referência: ¿Cómo funciona el cerebro de un adolescente?. (2018). BBVA Aprendemos Juntos. Retrieved 5 April 2018, from http://aprendemosjuntos.elpais.com/especial/la-inteligencia-viene-de-serie-o-se-entrena-david-bueno/

 

Conteúdo relacionado:

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por José Ramón Gamo. Neuropsicólogo infantil e professor


"Precisamos de professores que gerem mentalidade de crescimento nas crianças", José R. Gamo

 

Ver programa completo.

 

Para mais informação e acesso à transcrição escrita clique aqui (por favor, deslize a página para baixo).

 

*

Conteúdo relacionado:

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

neuro.png

 

 

Como as neurociências contribuem para a educação escolar? 

 

O cérebro é o órgão responsável pela aprendizagem.

 

Durante a aprendizagem, educadores, professores e pais, por meio de suas práticas pedagógicas, fornecem estímulos que provocam transformações em circuitos neurais levando ao desenvolvimento e reorganização da estrutura cerebral, cuja função resulta em novos comportamentos e, portanto, em aprendizado.

 

Apesar da euforia em relação às contribuições das neurociências para a educação, é importante esclarecer que as neurociências não propõem uma nova pedagogia, mas fundamentam a prática pedagógica que já se realiza, demonstrando que estratégias pedagógicas, que respeitam a forma como o cérebro funciona, tendem a ser mais eficientes. (...)

 

Ler mais >>

 

Conteúdo relacionado:

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Twitter



Perfil SAPO

foto do autor