Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Feira da livro

27.08.20

feiras_livro.png

O Parque Eduardo VII, em Lisboa, e os Jardins do Palácio de Cristal, no Porto, vão encher-se de livros, já a partir de hoje (em Lisboa) e de amanhã (no Porto). São as Feiras do Livro, que este ano acabam por coincidir na mesma altura, terminando ambas no dia 13 de setembro.

Em comunicado, a APEL garante que "a organização irá colocar em marcha todas as medidas necessárias para garantir a segurança dos participantes e visitantes", o que implicará naturalmente um conjunto de medidas e de restrições, nomeadamente no que toca à circulação e número de pessoas, para que tudo decorra sem problemas.

Momentos altos do encontro com os livros e a leitura, com escritores e editores, as Feiras do Livro 2020 denotam preocupações com o ambiente, a sustentabilidade, a segurança, mas também o desejo de combater o desânimo e a ansiedade, bem expresso no mote escolhido pela Feira do Livro do Porto, "Alegria para o fim do mundo" (transcrito do livro de Andreia C. Faria).

Com extensas programações destinadas às famílias, esta será uma boa ocasião para realimentar o imaginário e a curiosidade dos mais novos, lembrando, nas vésperas do regresso às aulas, como a aprendizagem e o crescimento não fazem caminho sem a leitura.

Feira do livro:
. Lisboa
. Porto

las estaciones iela mari1.jpg

Cada vez mais, autores de literatura infantil, abordam temas relacionados com a natureza designadamente, o mar e as florestas, aproximando o mundo natural à criança.

No artigo acima referenciado “100% natural: cómo los libros informativos han contado nuestra historia com la naturaleza”  é apresentada uma lista de livros nestas áreas que vão desde o séc. XVIII com “el primer libro que reflejó uma nueva manera de sentir” até à atualidade. Estas obras, ricas em ilustrações, incluem questões  relacionadas com a intervenção do homem na natureza, da personalidade das estações, da relação entre a cidade e o campo,  como nos podemos comprometer com o planeta, etc.

Os livros apresentados despertam a consciência do público infantojuvenil e motivam-nos para cuidar do futuro do planeta Terra. “Ya sabemos que un libro no reemplaza la experiencia de la naturaleza, pero puede que, después de leerlo, nuestra experiencia sea más intensa y rica”.

Artigo completo: https://anatarambana.blogspot.com/2020/07/100-natural-como-los-libros.html

Etiquetas:


RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Twitter



Perfil SAPO

foto do autor