Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



dest_sic.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Publica-se a lista dos autores e trabalhos vencedores do projeto Liberdade de Expressão e Redes Sociais 2015 selecionados pelo júri. 

Os prémios a atribuir aos grupos de autores vencedores e respetivas escolas constam do regulamento do concurso.

 

Sobre o projeto.

 

Ler mais >>

diference day.png

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O Dia Mundial da Liberdade de Imprensa, que se celebra anualmente a 3 de maio, é assinalado, em 2015, como Dia da Diferença.  Num ano em que a Freedom House relata o declíneo da liberdade de imprensa e o crescimento da violência contra jornalistas e órgãos de comunicação social, a escolha da diferença como lema pretende chamar a atenção para a relação indissolúvel entre liberdade de expressão e respeito pela diferença e diversidade de opiniões.

paris.png

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Imagem: Observador

 

 

Paris está a ser, hoje, a capital do mundo, em solidariedade com as vítimas do terrorismo e em defesa da liberdade. 

Ler mais >>

charlie 1.jpg

 

 

 

 

Divulgamos uma mensagem e convite do Diretor do Museu Nacional da Imprensa, a propósito do recente atentado em Paris. É no Museu Nacional da Imprensa que se realiza anualmente, desde 1999, o PortoCartoon.  

 

Prezados Professores,

Como todos sabemos, o dia de anteontem foi marcado pelo atentado contra o jornal Charlie Hebdo, em Paris. Um ataque à liberdade e à criatividade!

O massacre do ódio contra o humor/amor colheu Georges Wolinski que estava reunido na redação juntamente com outros famosos jornalistas barbaramente assassinados.

Wolinski foi presidente do Jurí do PortoCartoon-World Festival durante vários anos e esteve presente nos momentos mais marcantes deste certame promovido pelo Museu Nacional da Imprensa.

Figura ímpar do desenho de humor, Wolinski era um arauto da liberdade plena e entregou-se totalmente ao jornalismo humorístico. A morte, tão bárbara, conjuntamente com a dos restantes colegas, deixa de luto o jornalismo e o humor. 

Neste contexto, gostaríamos de associar a vossa entidade a uma iniciativa que designamos de HUMOR SIM, ÓDIO NÃO! e que envolverá escolas e universidades de todo o País. Pretendemos que, nas mais diversas entidades associadas, se debata o tema da liberdade de expressão, através de textos, desenhos ou debates, entre outras actividades. Proclamemos, juntos e bem alto, Somos Charlie!

Junto disponibilizamos um documento (HUMOR SIM ODIO NAO.pdf) onde gostaríamos que proclamassem o que Somos todos

Confiando no melhor acolhimento a esta nossa proposta, vamos criar uma página especial no Facebook e no sítio do MNI com imagens sobre as diferentes iniciativas e, por isso, gostaríamos de solicitar o envio dos respetivos registos (em fotografia ou vídeo) para: servicoeducativo@museudaimprensa.pt

 

Com as mais cordiais saudações,

O Diretor do Museu Nacional da Imprensa,

 Luís Humberto Marcos

pen america.PNG

 

 

 

 

 

 

 

A PEN é uma associação internacional, fundada em 1921 para promover a amizade e cooperação intelectual entre os escritores de todo o mundo, enfatizar o papel da literatura no desenvolvimento da compreensão mútua e da cultura mundial,  lutar pela liberdade de expressão e pelos escritores que a defendem.

Reproduzimos parte da declaração da PEN que condena o atentado contra o Charlie Hebdo e defende a liberdade de expressão como baluarte da paz e de sociedades livres:

As writers, editors, and artists we stand together today in solidarity and outrage at the murder of our colleagues at Charlie Hebdo in Paris. This attack on cartoonists, writers and editors is an attack on free expression worldwide. It is an attempt to terrorize and intimidate all of us in order to inhibit the free flow of ideas.

Peaceful coexistence within diverse communities requires a climate of tolerance and an open exchange of views that includes criticism, humor, and hyperbole. The right to satirize, to question, to expose, to mock, even when offensive to some, is a bulwark of a free society. Today’s bloody retribution for the drawing and publishing of cartoons represents a terrifying challenge to these values of tolerance. (...)

 

Pode juntar-se a escritores e artistas como Salman Rushdie, Woody Allen, Orhan Pamuk, Jennifer Egan, Art Spiegelman, Neil Gaiman Louise Erdrich  adicionando a sua assinatura à declaração PEN. Nós já o fizemos.


RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Twitter



Perfil SAPO

foto do autor