Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Marina Subirats - Socióloga

 

Visualizar a versão completa.

 

Especialista em educação em igualdade, Marina Subirats é Professora Emérita de Sociologia na Universidade Autónoma de Barcelona e uma das líderes em feminismo e coeducação na Espanha durante as últimas três décadas. 

 

Desde os anos 1980, pesquisou a evolução dos modelos sociais que diferenciam as crianças desde o nascimento, durante os seus estudos e futuros trabalhos. Como especialista em sociologia da educação, publicou, entre outros livros, "Forjar um homem, moldar uma mulher" e "Coeducação, apostar na liberdade". 

 

"Um dos problemas que temos na nossa sociedade é o androcentrismo, que destaca a figura masculina. A nova etapa consiste no desaparecimento dos géneros e na construção de uma cultura não androcêntrica, que valoriza igualmente o que é atribuído a homens e mulheres ", propõe Subirats.

 

A socióloga diz que, além do desafio do acesso universal à educação, é hora de rever os modelos masculinos inconscientemente transmitidos da escola e da família, e destaca uma importante reflexão: "Se perguntar algo à sua filha, pergunte também ao seu filho e dê-lhes a mesma valoração. 

 

"O feminismo é um movimento de libertação das mulheres, mas também dos homens ", conclui Marina Subirats.

 

Referência: ¿Cómo viven las jóvenes de hoy la desigualdad de género?. (2019). BBVA Aprendemos Juntos. Retrieved 8 March 2019, from https://aprendemosjuntos.elpais.com/especial/como-educar-en-igualdad-marina-subirats/

Autoria e outros dados (tags, etc)

Njinga-2.png

 

Está disponível em português, para download gratuito, a obra ‘Njinga Mbande: Rainha do Ndongo e do Matamba’, uma publicação digital sobre uma das lideranças mais expressivas que Angola já teve, um marco de governança feminina fora do comum, que se revelou como negociadora e diplomata ímpar, além de apresentar táticas de guerra e espionagem importantes para resistir aos projetos de colonização portuguesa.

 

O e-book é uma produção da Unesco – Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura, publicado em 2014, por meio da Divisão das Sociedades do Conhecimento – Setor de Comunicação e Informação, com apoio da Divisão para a Igualdade de Gênero, com financiamento do Governo da República da Bulgária.

 

Além de conteúdos descritivos, a publicação também conta com dossiê pedagógico e uma história em quadrinhos qua ajudam a compreender e trabalhar melhor com a biografia abordada. Ao todo, são 56 páginas que, ao tratar da história da personagem principal, também faz conexões com a história de Angola e seus desafios, como o tráfico de escravizados(as), construção de identidade da população e como a figura e atitudes de Njinga inspiraram diversas religiões de origem africana.

 

Referência: Silva, D. (2017). Baixe material pedagógico da Série Mulheres na História da África, produzido pela UnescoUniverso Educom. Retrieved 7 March 2019, from http://universoeducom.org/baixe-material-pedagogico-da-serie-mulheres-na-historia-da-africa-produzido-pela-unesco/

Autoria e outros dados (tags, etc)

amlm.jpg

A Maior Lição do Mundo

Saiba como a biblioteca do Agrupamento de Escolas de Mogadouro (Bragança), no âmbito da disciplina de Educação para a Cidadania e da atividade A Maior Lição do Mundo, trabalha com os alunos do 8.º A e 9.º A e respetiva professora titular e diretora de turma e envolve outros alunos de outros cursos, bem como o município. O trabalho realizado é partilhado e publicado simultaneamente no jornal escolar, numa página em linha criada para o efeito e num mural que usa a ferramenta digital padlet para fomentar a cooperação e partilhar ideias e experiências.

Ler mais aqui.

 

 

academy.png

Movimento Cultural Nova Academia

Registámos a forma construtiva do protesto de um movimento cultural, nascido na Suécia e que rapidamente conquistou uma dimensão global, para que o Nobel da Literatura 2018 não deixasse de ser atribuído. Só assim foi possível pôr de pé, desde 4 de maio de 2018, dia em que foi comunicado o cancelamento da iniciativa, até 12 de outubro de 2018, data em que os prémios foram publicamente anunciados, todos os procedimentos – mais o de uma votação pública na internet para indicar os finalistas - do prémio literário mais prestigiado do mundo.

Ler mais aqui.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Twitter



Perfil SAPO

foto do autor