Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Palmela_cartaz.jpg

Programa | Ficha de inscrição

 

A Biblioteca Municipal de Palmela recebe, nos dias 22 e 23 de março, o I Encontro de Bibliotecas Escolares do Concelho de Palmela, numa iniciativa da Câmara Municipal de Palmela com o apoio do Grupo de Bibliotecas Escolares do concelho.

 

Estruturado em três painéis, o programa deste Encontro integra um conjunto diversificado de comunicações e cinco workshops (Maletas da Sustentabilidade; Desperdício Zero! Vai tudo para o pop-Up!; Os Lugares que habitamos; Livros em Miniatura e Pegada Digital, uma problemática do nosso tempo), que convidam à reflexão sobre a temática da sustentabilidade, transversal aos vários setores da sociedade e onde as Bibliotecas Escolares assumem um papel importante de responsabilização. O programa integra, ainda, uma homenagem aos professores bibliotecários e coordenadores interconcelhios do concelho, uma mesa redonda com escritores e ilustradores e a conferência de abertura “Reflexões para uma cultura regenerativa”, por Gil Penha-Lopes (Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa).

 

Mais informações e inscrições através do e-mail bibliotecas@cm-palmela.pt (indicar nome completo, entidade, profissão, contacto telefónico e e-mail). Cada inscrito pode participar num workshop na parte da manhã e noutro, no período da tarde.

 

Referência: CM Palmela / I Encontro das Bibliotecas Escolares do Concelho aborda Sustentabilidade. (2019). Cm-palmela.pt. Retrieved 17 March 2019, from https://www.cm-palmela.pt/pages/1717?news_id=5637

 

Conteúdo relacionado:

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 
Todos os dias, milhões de pessoas usam a Web para tudo e mais alguma coisa, desde verificar o estado do tempo até partilhar vídeos de gatos. Mas o que é exactamente a "world wide web"?
 
Twila Camp descreve este sistema de informações interligadas como uma cidade virtual que toda a gente possui e explica como ela está organizada de um modo que imita a forma natural de pensar do nosso cérebro.
 
Ler mais >>
 
Conteúdo relacionado:

Autoria e outros dados (tags, etc)

sharon-mccutcheon-645647-unsplash.jpg

 

Materiais produzidos pelo Instituto Crescer trazem sugestões e reflexões para os professores que desejam adotar novas práticas pedagógicas.

 

Com a proposta de apoiar a adoção de tecnologias digitais e o desenho de novas práticas pedagógicas, o Instituto Crescer lançou os guias “Crescer em Rede: Edição Especial Metodologias Ativas” e “Oficinas Crescer em Rede”. Disponibilizados gratuitamente, eles trazem sugestões e reflexões para professores que estão dispostos a inovar as suas metodologias de ensino.

 

No guia “Crescer em Rede: Edição Especial Metodologias Ativas”, os educadores conhecem metodologias ativas que foram testadas com os estudantes ou por meio de atividades de formação de professores realizadas pelo Instituto Crescer. O material traz orientações para as escolas que desejam organizar um grupo de estudos para apoiar a formação continuada na escola. O foco está na implementação de metodologias que contribuem para o desenvolvimento de competências da BNCC (Base Nacional Comum Curricular), como pensamento crítico, científico e criativo, uso de diferentes linguagens e cultura digital.

 

Já no guia “Oficinas Crescer em Rede”, os professores têm acesso a um conjunto de oficinas pedagógicas voltadas para o desenvolvimento de competências cognitivas e socioemocionais que podem ser aplicadas com crianças e adolescentes em diferentes contextos de aprendizagem, da educação formal até o contraturno. Todas as atividades foram planeadas para um período de 3 horas, utilizando materiais simples que estão disponíveis em qualquer escola. Entre as sugestões, estão atividades de circo, educomunicação, música e recriação.

 

Os guias foram produzidos com licença Creative Commons que permite o uso integral ou remixados, conforme os interesses de cada instituição, desde que mencionado o crédito de autoria. Os materiais estão disponíveis no site do Instituto Crescer.

 

Replicado da fonte com adaptações linguísticas.

 

Referência: Guias gratuitos ajudam professores a inovar e usar metodologias ativas - PORVIR. (2019). PORVIR. Retrieved 6 February 2019, from http://porvir.org/guias-gratuitos-ajudam-professores-a-inovar-e-usar-metodologias-ativas/

Autoria e outros dados (tags, etc)

afirse.png

O livro de atas do  XXV Colóquio da Afirse Portugal, realizado em Lisboa, em fevereiro de 2018, encontra-se disponível para consulta.

 

Pinhal, J.,  Cavaco, C., Cardona, Mª.J., Costa, F., Marques, J. & Faria, R. (Orgs.) (2019). A investigação, a formação, as políticas e as práticas em educação – 30 anos de AFIRSE em PortugalAtas do XXV Colóquio da AFIRSE Portugal. Lisboa: AFIRSE Portugal e Instituto de Educação da Universidade de Lisboa.

 

Trata-se do colóquio comemorativo dos 30 anos da AFIRSE em Portugal,  por isso o Livro de Atas encontra-se disponivel e aberto a todos os interessados.

 

ReferênciaLivro de Atas de 2018. (2019). AFIRSE Portugal. Retrieved 29 January 2019, from http://afirse.ie.ul.pt/livro-de-atas-de-2018/

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Entrevista sobre o MILD com Carlos Pinheiro, na Antena 1 (Ouvido Crítico).

 

Conteúdo relacionado:

Autoria e outros dados (tags, etc)

mild.png

 

O projeto MILD - Manual de instruções para a literacia digital está em curso e com ele a ação de formação certificada, de curta duração "Literacia Digital em Contexto Escolar". 

 

Esta ação de formação destina-se a professores bibliotecários e outros docentes do ensino básico e secundário, bibliotecários de bibliotecas públicas, municipais e universitárias. 

 

MILD visa desenvolver as competências dos jovens dos 14 aos 18 anos nos domínios da leitura, dos media e da cidadania digitais.

 

Para se inscrever e saber mais consulte este sítio web.

 

Conteúdo relacionado:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

mooc.png

“Cibersegurança nas Escolas” é o tema do MOOC (Massive Open Online Course), desenvolvido pela Direção-Geral da Educação, com início a 14 de janeiro e término a 4 de março de 2019.

(...)

 

Este MOOC destina-se preferencialmente aos elementos da Direção das Escolas/Estabelecimentos de Ensino Públicos e Privados, a coordenadores/administradores TIC que estão mais diretamente envolvidos com questões de Cibersegurança e às forças de segurança, nomeadamente ao programa “Escola Segura” (GNR e PSP) nas Escolas. Contudo, encontra-se aberto a todos os docentes dos Ensinos Básico e Secundário, a técnicos superiores (psicólogos, assistentes sociais, etc.) e a todos os interessados nesta temática.

 

Esta formação não é acreditada pelo Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua, mas a sua conclusão permite a obtenção de um Certificado de Conclusão do Curso e de um Selo Digital.

 

Faça a inscrição no MOOC ”Cibersegurança nas Escolas”. 

Assista ao vídeo de divulgação do MOOC ”Cibersegurança nas Escolas”. 

 

Referência: Abertura do MOOC “CiberSegurança nas Escolas” | Direção-Geral da Educação. (2018). Dge.mec.pt. Retrieved 18 December 2018, from http://www.dge.mec.pt/noticias/tic-na-educacao/abertura-do-mooc-ciberseguranca-nas-escolas

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

artigo.png

 Julio Alonso-Arévalo, Carlos Lopes, Maria da Luz Antunes

2014 | Download |

 

Resumo: As novas possibilidades de comunicação também oferecem novas oportunidades para a formação, análise e avaliação da investigação. Cientistas e investigadores usam com frequência as aplicações baseadas na web em investigação.

 

Praticamente em todas as áreas de investigação, as ferramentas digitais converteram-se em indispensáveis; o aparecimento de novos paradigmas como o acesso aberto, as métricas alternativas e as redes sociais são um importante exemplo de como estas mudanças afetaram a forma como os estudiosos pensam no futuro das publicações académicas.

 

Estes acontecimentos criaram novas possibilidades e novos desafios na avaliação da qualidade da investigação, ao nível dos investigadores individuais e do desenvolvimento profissional.

 

É a este nível que a biblioteca desempenha um papel indispensável na formação de competências e habilidades informativas que se repercutirá na valorização social do profissional, na sua satisfação profissional e, em última instância, na qualidade da própria instituição.

 

Destacam-se os aspetos mais relevantes nos novos paradigmas de comunicação e difusão científica e, a esse respeito, recomendam-se as ações mais adequadas.

 

 

Alonso-Arévalo, J., Lopes, C., & Antunes, M. L. (2016). Literacia da informação: Da identidade digital à visibilidade científica. In C. Lopes, T. Sanches, I. Andrade, M. L. Antunes, & J. Alonso-Arévalo (Eds.), Literacia da informação em contexto universitário (pp. 109-152). Lisboa: Edições ISPA [ebook].

 

Conteúdo relacionado:

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

ciber.PNG

 Fonte | Download |

 

Os menores e os jovens de hoje, os chamados “nativos digitais”, fazem uso constante da Internet e beneficiam das inúmeras vantagens que ela traz. Informações na ponta dos dedos, possibilidade de comunicação com os amigos, vídeos, jogos ... Educação em aspectos de segurança, privacidade, proteção dos direitos das pessoas etc. é algo que deve ser ensinado desde a infância, já que os menores acedem desde muito jovens ao mundo digital, redes sociais, telefones celulares, aplicativos em smartphones, etc.


O trabalho dos pais e educadores é primordial na prevenção de riscos. O seu trabalho deve ser ensinar e orientar os filhos / alunos quando eles começam a sua jornada on-line. No entanto, às vezes são os próprios pais que desconhecem os perigos reais que os seus filhos enfrentam, como evitá-los e educar os filhos para que não sejam afetados por eles ou conhecer os passos a seguir no caso de terem sido vítima de um deles.

 

Ler mais >>

 

ReferênciaGuía de actuación contra el ciberacoso | EnFamilia. (2018). Enfamilia.aeped.es. Retrieved 11 October 2018, from https://enfamilia.aeped.es/lecturas-recomendadas/guia-actuacion-contra-ciberacoso

 

Conteúdo relacionado:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

wiki.jpeg

Wikipedia + Libraries: Better Together de OCLC. 

WebJunction, 2018 

 

Materiais do curso

Este curso de formação ajuda os bibliotecários a começar a usar, editar e ensinar a Wikipédia. Os materiais foram criados durante a sessão da Wikipedia + Bibliotecas da OCLC: Better Together Project para fortalecer asligações entre bibliotecas públicas e a Wikipedia. O projeto foi realizado de dezembro de 2016 a maio de 2018 e foi financiado pela Fundação John S. e James L. Knight, pela Wikimedia Foundation e pela OCLC.

 

Os materiais são o produto da pesquisa e da experiência reunidos para projetar, entregar e avaliar o curso online de nove semanas da OCLC / WebJunction para funcionários de bibliotecas públicas nos Estados Unidos. Os participantes aprenderam o seguinte:

  • A ter uma compreensão mais profunda da Wikipedia
  • Adquiriram competências em avaliação e edição na Wikipedia
  • A desenvolver um plano para implementar a  Wikipédia nas suas bibliotecas
  • A promover o papel das bibliotecas como líderes na aquisição de habilidades básicas em informações, nas suas comunidades.

 

É possível baixar e reutilizar todos os materiais de formação disponíveis num arquivo .zip, que inclui o currículo, os slides dos cursos, os folhetos e as listas de leitura.

 

Também pode baixar cada parte dos materiais de formação separadamente.

Baixe apenas o currículo (arquivo .docx)  
Faça  o download dos slides do PowerPoint 
Faça o download dos folhetos

 

Referência: Arévalo, J. (2018). Curso para bibliotecarios sobre capacitación en edición en WikipediaUniverso Abierto. Retrieved 22 August 2018, from https://universoabierto.org/2018/08/22/curso-para-bibliotecarios-sobre-capacitacion-en-edicion-en-wikipedia/

 

Conteúdo relacionado:

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Twitter



Perfil SAPO

foto do autor