Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



ensinar.png

Download |

José Matias Alves | Ilídia Cabral (Eds.) | Maio 2020 | 

Edição: Faculdade de Educação e Psicologia da Universidade Católica Portuguesa

 

Prefácio

João Costa | Secretário de Estado Adjunto e da Educação

E de repente, sem termos tempo para nos prepararmos, o campo lexical da escola alterou-se e passou a incluir palavras como aula síncrona, distanciamento, plataforma, COVID19, máscara, chat, online, gel... Sabemos que os sistemas educativos europeus não tinham sido afetados tão negativamente desde a II Guerra Mundial. De um dia para o outro, as escolas fecharam-se e o sistema educativo viu-se alterado não por vontade, mas por imposição.

Os professores portugueses revelaram o seu profissionalismo e capacidade de adaptação, as escolas organizaram-se. Do lado do Ministério da Educação, fomos produzindo recursos, orientações, colhendo práticas, estabelecendo parcerias, para apoiar o trabalho às escolas e aos professores neste momento difícil (coligidas em http://apoioescolas.dge.mec.pt ).

Os testemunhos e os olhares deste livro, que tenho a honra de prefaciar, são prova desta capacidade de adaptação, da inquietação associada, da preocupação com os alunos. São também voz de um contexto que não se esperava, que gerou mais trabalho, muitos caos e muitas organizações, muito trabalho para todos, inversões de papéis, cansaço pelo trabalho e pela vontade de que o vírus desapareça depressa. (...)

 

Referência: (2020). Fep.porto.ucp.pt. Retrieved 31 May 2020, from http://www.fep.porto.ucp.pt/sites/default/files/files/FEP/SAME/Ebook_Ensinar_e_aprender_em_tempos_de_COVID_19.pdf

Ensinar e aprender desde casa | guias educativos

Biblioteca de Media do Ministério da Educação de Espanha

09.05.20

A pandemia de coronavírus é um "big bang", um antes e um depois, em todas as esferas da sociedade. O confinamento de estudantes e professores nas suas casas quebrou o ritmo e as formas de ensino em sala de aula. Isso leva-nos a usar os recursos da Internet para continuar a ensinar e aprender em casa. 

guias.png

 

Diante desse novo cenário, a Edullab criou a coleção “Ensinar e aprender em casa”, composta por cinco guias que oferecem orientações e diretrizes gerais sobre como organizar e desenvolver o teletrabalho de ensino e a aprendizagem em casa, pela Internet.

Estes são os guias:

 

Cada um deles apresenta recomendações práticas, como um decálogo, sobre como ensinar e aprender a distância através da rede. 

Os guias foram publicados na  Biblioteca de Media do Ministério da Educação de Espanha  e também estão no  portal para famílias  criado pelo Ministério da Educação do Governo das Ilhas Canárias antes do COVID19. 
 
Estes guias são de acesso aberto, livres para descarregar, partilhar e divulgar onde se achar melhor.
 

Esta coleção foi produzida pelo Grupo de Pesquisa e Inovação do Laboratório de Educação e Novas Tecnologias (EDULLAB) da Universidade de La Laguna, em colaboração com a Área de Tecnologia Educativa (ATE) da Direção Geral de Organização, Inovação e Qualidade do Ministério da Educação, Universidades, Cultura e Desportos, do Governo das Ilhas Canárias.

 

ReferênciaColección Enseñar y Aprender desde Casa - EDULLAB. (2020). EDULLAB. Retrieved 9 May 2020, from https://edullab.webs.ull.es/wordpress/ensenar-y-aprender-desde-casa/

el.png

A Leya e a Porto Editora disponibilizam temporariamente, em regime gratuito, as suas plataformas de ensino e aprendizagem, a alunos e professores.

Está aqui uma boa oportunidade para os professores trabalharem a distância com os seus alunos.

Aqui ficam as ligações diretas a cada uma das plataformas:

 

O que ensinar hoje na escola? | cristóbal cobo

Objetivos da educação, o significado de escola e como pensar numa formação à prova de futuro

24.02.20

bo.png

Cristóbal Cobo é especialista sénior em políticas de educação e tecnologia e autor de vários livros essenciais para entender a educação, atualmente. Todos são publicados com licenças abertas e, se ainda não o fez, recomenda-se que leia especialmente Invisible learning , escrito em conjunto com John Moravec em 2011, The pendending innovation (2016) ou I accept the conditions , publicado em 2019, pela Santillana Foundation.

Oiça o podcast.

Precisamente para a Fundação Santillana e no âmbito do projeto #enclaveFS, conversou-se com Cristóbal Cobo sobre os objetivos da educação, o significado da escola, o que é importante trabalhar nas escolas hoje e, finalmente, como pensar numa formação à prova de futuro.

"É fundamental aprender a diferença", diz Cobo assim que a conversa começa. Eu acho, diz, "que vivemos numa sociedade onde as revoluções se sobrepõem". Onde existem diferentes maneiras de entender a realidade e pensar sobre que tipos de pessoas temos que preparar. Eu gosto de pensar, continua Cobo, numa sociedade em que tanto os da periferia como os dos centros têm oportunidades de transformação. Uma sociedade capaz de construir pontes.

Nas últimas décadas, e especialmente desde a queda do muro , muito tem sido dito sobre a globalização. Mas a verdade é que a globalização tem sido um processo bastante monocromático, diz Cobo. Em vez de experimentar um processo de multiplicação de pontos de vista que leve em conta uma variedade maior de culturas, a globalização significou, como argumenta Bruno Latour, a imposição de “uma visão única, absolutamente provincial, proposta por algumas pessoas que representam um pequeno número de interesses, limitado a alguns instrumentos de medição e alguns padrões e formas ”( Bruno Latour, Onde pousar, 2019 ).

Ler mais >>

Referência: “Yo pensaría en una sociedad donde los que están más en las periferias también tengan oportunidades, así como los que están en los centros” - Fundación Santillana. (2020). Fundación Santillana. Retrieved 24 February 2020, from https://www.fundacionsantillana.com/ed21/entrevista-cristobal-cobo/

O Ensino integrado das Ciências no 1.º CEB | webinar

Escola Ciência Viva de Vila Nova da Barquinha

19.01.20

O Ensino integrado das ciências é o conceito base do CIEC: Centro Integrado de Educação em Ciências – Escola Ciência Viva de Vila Nova da Barquinha.

O CIEC é um Centro de Ciência que “vive” dentro de uma escola, está organizado em salas temáticas inspiradas no contexto local (ex. “Explorando o Castelo”; “Explorando o Tejo”...) e tem um laboratório de ciências concebido originalmente para a realização de atividades práticas de ciências no 1ºCEB.

Ao longo do webinar é apresentado este projeto inovador e são dados exemplos de práticas que integram a exploração dos módulos de ciências da exposição permanente do CIEC com atividades realizadas no laboratório, no âmbito do currículo formal do 1.º CEB.

Trata-se de uma inovadora perspetiva de organização da educação em ciências, integrando o formal e não formal.

É produto e objeto de investigação de uma equipa do Departamento de Educação e Psicologia da Universidade de Aveiro & Centro de Investigação em Didática e Tecnologia na Formação de Formadores – CIDTFF.

Etiquetas:


RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Twitter



Perfil SAPO

foto do autor