Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

educ.PNG

Download |

 

A publicação Estado da Educação 2017 apresenta-se, este ano, organizada de acordo com a estrutura das atuais comissões, orientada para os destinatários.

 

À semelhança das edições anteriores, tem em conta vários indicadores de referência no domínio da educação, abrangendo a questão da territorialidade. O relatório conta, igualmente, com contributos de autoria sobre a educação e valorização do interior.

 

Referência: Estado da Educação 2017 . (2018). Cnedu.pt. Retrieved 3 December 2018, from http://www.cnedu.pt/pt/noticias/cne/1364-estado-da-educacao-2017

 

Conteúdo relacionado:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

ebook.PNG

Download | Veja também: Anexo I [XLS] 

Linhas orientadoras para a formalização de uma política de constituição e desenvolvimento da coleção.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

madeira.PNG

e-Books - Leitura inclusiva |

 

Conteúdo relacionado:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

pos-verdade.png

Morales Campos, E. (coord). [e-Book] La posverdad y las noticias falsas: el uso ético de la información. México, IIBI, UNAM, 2018.

 

El reto del Seminario de Información y Sociedad en el año 2017 fue estudiar los alcances y las dimensiones que han alcanzado la posverdad y acciones afines como los rumores, las noticias falsas y los hechos alternativos.

Estos fenómenos representan usos y conductas que se manifiestan en diferentes medios y contextos, los cuales han tenido consecuencias catastróficas tanto en el ámbito académico como en el político, económico y social.

Estos aspectos son los que analizamos y estudiamos de manera especial y muy productiva en el presente libro, que reflexiona sobre valores éticos, convivencia social, educación, investigación, e integridad académica y profesional.

Con estos estudios buscamos crecer y fomentar un camino de valores y de respeto. El Seminario de Información y Sociedad, con sede permanente en el Instituto de Investigaciones Bibliotecológicas y de la Información de la UNAM, inició sus trabajos en 2002 a partir de la preocupación por analizar la interacción de la información con todas las actividades de la sociedad, así como la presencia de la biblioteca como un gran apoyo a diferentes grupos.

En quince años de trabajo, hemos analizados varios aspectos del uso ético de la información y ahora, nuevamente, abordamos otra arista.

 

Download:

 

Referência: Arévalo, J. (2018). La posverdad y las noticias falsas: el uso ético de la informaciónUniverso Abierto. Retrieved 13 November 2018, from https://universoabierto.org/2018/11/09/la-posverdad-y-las-noticias-falsas-el-uso-etico-de-la-informacion/

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

bibliot.jpg

 Fonte |

 

A diferença entre a imagem e a prática do bibliotecário é profunda. Qual é o propósito do bibliotecário? Qual é a sua contribuição para a sociedade? Agora que a Internet entrou nas nossas vidas, ainda precisamos de bibliotecas e bibliotecários? Estas são as perguntas a que se procura responder neste livro.

 

A função bibliotecária evoluiu muito da Antiguidade, da Biblioteca de Alexandria, até às bibliotecas digitais. A definição usual do termo ("quem trabalha numa biblioteca", Le Grand Robert da língua francesa ) dá apenas uma ideia muito vaga desta profissão com mil faces.

 

Neste momento, os bibliotecários estão a realizar atividades ou a assumir responsabilidades como:

  • ensinar os alunos a procurar e avaliar fontes de informação e publicações de qualidade;
  • apresentar "tempo da história" a um grupo de crianças;
  • avaliar o valor financeiro de um livro de livros antigos;
  • participar da digitalização do património editorial de uma sociedade;
  • criar um sistema de informação baseado na web e um site móvel para o uso de advogados especializados em direito do trabalho;
  • implementar um programa de empréstimo eletrónico para tablet;
  • negociar com representantes de uma rede de bibliotecas para a venda de um serviço de catálogo centralizado;
  • adquirir livros impressos e digitais, DVDs e videojogos;
  • Defender e gerir um orçamento que excede US $30 milhões por ano e tem quase 300 pessoas sob a sua responsabilidade
  • participar num encontro com os atores sociais de um bairro difícil para implementar medidas que promovam o sucesso académico e a perseverança dos jovens;
  • Trabalhar com um arquiteto e um engenheiro para desenvolver o programa espacial para a construção de uma nova biblioteca.

 

Mede-se a dificuldade de apresentar uma realidade tão complexa e diferenciada. Aposta-se em descrever esta profissão apresentando os seus valores, responsabilidades e ações, levantando o véu de tantas faces dos bibliotecários quanto possível.

 

A prática do bibliotecário reflete o seu compromisso com uma comunidade. Este compromisso é expresso de várias maneiras, desde o desenvolvimento de programas de alfabetização, programas de animação cultural ou atividades de assistência em casa, até a contribuição para medidas de intervenção social, na maioria das vezes em parceria com os atores sociais de uma comunidade. Não há limite para os serviços que um bibliotecário pode criar para facilitar o acesso à cultura e à informação. Isso pode variar desde a oferta de um serviço de empréstimo de óculos de leitura, como fazem algumas bibliotecas em Montreal, até à obtenção de consolas e videojogos na biblioteca para atender às necessidades dos adolescentes e ligá-los a uma biblioteca. lugar de cultura.

 

Em todas as suas ações diárias, o bibliotecário encarna os valores universais da profissão. O mais importante de tudo é garantir o direito fundamental à liberdade intelectual, ao pensamento livre, isto é, o direito de aceder a todas as formas de expressão do conhecimento e da cultura, e expressar os pensamentos em público. Este direito à liberdade de expressão e à liberdade de consciência é o pilar sobre o qual repousa a Carta de Direitos do Leitor que as associações de Quebec da profissão adotaram em 1976. Esta carta orienta os administradores da biblioteca e a equipa a garantir e facilitar o acesso a todas as formas e meios de expressão do conhecimento, garantir esse direito de expressão em todos os serviços oferecidos e opor-se a qualquer tentativa de limitar esse direito à informação e à liberdade de expressão. O segundo implica reconhecer aos indivíduos e grupos o direito à crítica, condição indispensável para o exercício de uma cidadania comprometida.

 

acesso de todos à informação, o respeito pela confidencialidade, a protecção da informação pessoal dos leitores e o respeito pela liberdade de opinião e pensamento são valores fundamentais da profissão. Eles também se aplicam às coleções, garantindo a máxima neutralidade no seu desenvolvimento e classificação.

 

 

 

 (...)

 

Ler mais >>

 

Adaptado do espanhol com alterações e supressões.

 

© Imprensa da Universidade de Montreal, 2012

Condições de uso: http://www.openedition.org/6540

Autoria e outros dados (tags, etc)

literacia_cient.png

 Download | 2018 |

 

Apresentação

 

Intitulada Literacia científica na escola, a presente publicação resulta do projeto Promoção da Literacia Científica, desenvolvido no Centro de Linguística da Universidade NOVA de Lisboa, entre 2016-2017, e financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian, no âmbito do programa Língua e Cultura Portuguesa. Partindo dos pressupostos de que não há ciência independente das formas e dos formatos textuais que a configuram e de que a ciência desempenha um papel decisivo no desenvolvimento dos jovens, na apropriação do conhecimento e na capacidade de intervenção na sociedade, o projeto Promoção da Literacia Científica foi levado a cabo por Matilde Gonçalves (coordenadora), Antónia Coutinho, Noémia Jorge, Inês Ribeiros, Lúcia Cunha, Maria do Rosário Luís, Miguel Magalhães e Margarida Azevedo (colaboradora). Tratou-se de um projeto constituído por duas etapas: a primeira incidiu na constituição e análise de um corpus de textos de divulgação científica (disponível em http://www.literaciacientifica.pt/corpus); com base nos resultados da análise, a segunda assentou na criação de estratégias de
intervenção didática com vista à promoção da literacia científica de alunos do Ensino Básico e Secundário, tendo culminado na dinamização da ação de formação

A ação de formação, que deu origem à presente publicação, decorreu a 27 dejaneiro e 11 de fevereiro de 2017, na NOVA FCSH, e contou com 50 participantes, com perfis diversos e propósitos diferenciados: professores, investigadores, gestores de ciência, psicólogos. Articulando teoria e prática, nela foram apresentados os principais resultados da investigação e dinamizadas oficinas com propostas de didatização dos textos de divulgação científica.

 

A publicação está organizada em duas partes complementares, ambas focadas na noção de literacia científica e no trabalho com textos de divulgação de ciência; se a primeira parte é delineada por um cunho predominantemente teórico-reflexivo, a segunda assume uma feição de carácter formativo-didático.

(...)

 

Referência: Gonçalves, M. & Jorge, N. (org.) (2018). Literacia científica na escola . Lisboa: NOVA FCSH-CLUNL.

Autoria e outros dados (tags, etc)

O-Futuro-a-Janela-Capa.jpg

 Projeto Adamastor |

 

Título: O Futuro à Janela
Autor: Luís Filipe Silva
Data Original de Publicação: 1991
Data de Publicação do eBook: 2018
Capa: Ana Ferreira
Revisão: Ricardo Lourenço e Cláudia Amorim
ISBN: 978-989-8698-37-7

 

Em Varsóvia, desde 1952, existe um Museu dedicado à ciência e tecnologia, que Staline mandou construir como homenagem ao povo Polaco. No topo de uma torre imensa, associada ao museu, vive um vigia. Ali está ele, em permanência, com os olhos postos no horizonte, a observar o futuro radioso que tarda em chegar.
 
Na obra de Luís Filipe Silva, arrancada enfim aos abismos do passado, não é necessário subir a torres com 300 metros de altura. Basta abrir uma janela das nossas casas e inspirar fundo.
 
Pois o futuro já chegou, discreto, em passos de lã. Está na brisa que sopra lá fora, passeia-se pelas ruas vestido com uma armadura cintilante, cobre a noite com as tochas de mil naves, e aproxima-nos das estrelas. Espraia-se até à curva do horizonte, e chama por nós.
 
Abram as janelas e deixem-no entrar.

João Barreiros

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

desafio.PNG

 

Pelo segundo ano, o Porvir e o IBFE (Instituto Brasileiro de Formação de Educadores) oferecem o ebook gratuito Desafio Diário de Inovações. Nesta edição, a publicação reúne 19 relatos de professores que estão a inovar nas suas práticas para transformar o processo de aprendizagem.

 

– Clique para baixar o ebook Desafio Diário de Inovações

 

Da educação infantil ao ensino superior (incluindo modalidades como Educação de Jovens e Adultos e Educação Profissionalizante), cada projeto é relatado pelo autor com um texto em que ele relembra as suas motivações, as principais etapas de aplicação e os resultados obtidos na sua escola.

 

A obra também traz dicas de como replicar em outro ambiente a mesma metodologia (materiais necessários, tempo, fase de preparação e sequência de atividades).

 

Participaram da segunda edição do Desafio Diário de Inovações 335 professores de 21 estados, de todas as regiões do país (Brasil).

 

Texto adaptado com pequenas alterações.

 

ReferênciaBaixe ebook gratuito Desafio Diário de Inovações 2018 - PORVIR. (2018). PORVIR. Retrieved 16 October 2018, from http://porvir.org/baixe-ebook-gratuito-desafio-diario-de-inovacoes-2018/

 

Conteúdo relacionado:

Autoria e outros dados (tags, etc)

roteiro.png

Fonte | Download |

 

Resumo

Em linha com o termo náutico, este Roteiro aponta percursos, indica etapas e salienta as principais mudanças da língua, possibilitando a posterior exploração autónoma de tópicos menos desenvolvidos ou daqueles que, em virtude da finalidade da obra, não foram contemplados.

 

“[…] a história da língua portuguesa, enquanto património, interessará a um público alargado, incluindo estudantes de Linguística, mas também profissionais e investigadores de várias áreas – historiadores, sociólogos, antropólogos, jornalistas, profissionais das indústrias da cultura, cientistas de diversos domínios – e bem assim a quantos, simplesmente, tenham curiosidade a respeito da história de um dos idiomas mais falados no mundo.

 

Referência: Informática, U. (2018). Roteiro de História da Língua Portuguesa / Livros / Publicações et al. / Investigação / unesco - Cátedra UNESCOCatedra.uevora.pt. Retrieved 15 October 2018, from http://www.catedra.uevora.pt/unesco/index.php/unesco_pt/Investigacao/Publicacoes/Books/Roteiro-de-Historia-da-Lingua-Portuguesa

 

Conteúdo relacionado:

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

ciber.PNG

 Fonte | Download |

 

Os menores e os jovens de hoje, os chamados “nativos digitais”, fazem uso constante da Internet e beneficiam das inúmeras vantagens que ela traz. Informações na ponta dos dedos, possibilidade de comunicação com os amigos, vídeos, jogos ... Educação em aspectos de segurança, privacidade, proteção dos direitos das pessoas etc. é algo que deve ser ensinado desde a infância, já que os menores acedem desde muito jovens ao mundo digital, redes sociais, telefones celulares, aplicativos em smartphones, etc.


O trabalho dos pais e educadores é primordial na prevenção de riscos. O seu trabalho deve ser ensinar e orientar os filhos / alunos quando eles começam a sua jornada on-line. No entanto, às vezes são os próprios pais que desconhecem os perigos reais que os seus filhos enfrentam, como evitá-los e educar os filhos para que não sejam afetados por eles ou conhecer os passos a seguir no caso de terem sido vítima de um deles.

 

Ler mais >>

 

ReferênciaGuía de actuación contra el ciberacoso | EnFamilia. (2018). Enfamilia.aeped.es. Retrieved 11 October 2018, from https://enfamilia.aeped.es/lecturas-recomendadas/guia-actuacion-contra-ciberacoso

 

Conteúdo relacionado:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Ligações

Sítios Institucionais


Twitter



Perfil SAPO

foto do autor



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Twitter_