Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

As Bibliotecas Escolares dos três agrupamentos de escolas do concelho de Cantanhede têm vindo a desenvolver um trabalho sistemático na promoção das literacias da informação e digital, para o que muito tem contribuído a implementação do Projeto Literacias na escola: formar os parceiros da biblioteca (Ideias com Mérito RBE), nos últimos cinco anos. Tendo em conta o conhecimento da realidade concelhia, a experiência acumulada e os resultados obtidos, os professores bibliotecários dos Agrupamentos de Escolas Lima-de-Faria, Marquês de Marialva, Cantanhede e Gândara Mar (Tocha) foram agora chamados a integrar a equipa responsável pela concepção e acompanhamento do Projeto Ambientes Inovadores de Educação, proposto pela Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra (financiado pelo POCH 2020), sob a coordenação da diretora dos Serviços Educativos da Câmara Municipal de Cantanhede.

 

 

 

Os professores bibliotecários do

Concelho de Cantanhede

Logos.jpg

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

jne.PNG

Já está disponível no sitio do Júri Nacional de Exames, o Guia para Aplicação de Adaptações na Realização de Provas e Exames - 2019.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

europa.PNG

No dia 4 de dezembro, no Arquivo Nacional Torre do Tombo, foi inaugurada a exposição "A Europa começa Aqui! Marca do Património Europeu".

A presente exposição, integrada na programação do Ano Europeu do Património Cultural, mostra os 38 sítios Marca do Património Europeu, três do quais portugueses:

 

Saber mais: A Europa Começa Aqui! Marca do Património Europeu

Autoria e outros dados (tags, etc)

mooc.png

“Cibersegurança nas Escolas” é o tema do MOOC (Massive Open Online Course), desenvolvido pela Direção-Geral da Educação, com início a 14 de janeiro e término a 4 de março de 2019.

(...)

 

Este MOOC destina-se preferencialmente aos elementos da Direção das Escolas/Estabelecimentos de Ensino Públicos e Privados, a coordenadores/administradores TIC que estão mais diretamente envolvidos com questões de Cibersegurança e às forças de segurança, nomeadamente ao programa “Escola Segura” (GNR e PSP) nas Escolas. Contudo, encontra-se aberto a todos os docentes dos Ensinos Básico e Secundário, a técnicos superiores (psicólogos, assistentes sociais, etc.) e a todos os interessados nesta temática.

 

Esta formação não é acreditada pelo Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua, mas a sua conclusão permite a obtenção de um Certificado de Conclusão do Curso e de um Selo Digital.

 

Faça a inscrição no MOOC ”Cibersegurança nas Escolas”. 

Assista ao vídeo de divulgação do MOOC ”Cibersegurança nas Escolas”. 

 

Referência: Abertura do MOOC “CiberSegurança nas Escolas” | Direção-Geral da Educação. (2018). Dge.mec.pt. Retrieved 18 December 2018, from http://www.dge.mec.pt/noticias/tic-na-educacao/abertura-do-mooc-ciberseguranca-nas-escolas

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

rbe_.jpg

 

A biblioteca escolar, nos últimos anos, afirmou-se como o centro da escola, local onde o conhecimento é visto como fator de sucesso e onde se implementam novas formas de comunicar, de trabalhar e, também, de aprender e ensinar.

 

Neste âmbito, as bibliotecas escolares devem potenciar o seu papel nas escolas, favorecendo a implementação de práticas pedagógicas inovadoras, em articulação com o currículo e em projetos transdisciplinares capazes de promover o sucesso dos alunos.

 

É esta a razão de ser deste encontro regional.

Autoria e outros dados (tags, etc)

concurso.jpg

A Biblioteca da Escola Conde Vilalva está a promover um concurso de escrita, destinado aos alunos de segundo e terceiro ciclos do Agrupamento, em articulação com o Clube de Gravura e a disciplina de Português. O tema do concurso é o “Fantástico”. Os objetivos são os seguintes: fomentar hábitos de leitura e de escrita na comunidade escolar; desenvolver a capacidade de expressão e comunicação escritas e estimular a escrita criativa e a expressão plástica.

 

Fases do Concurso:

1. Leitura de dois contos selecionados pela professora bibliotecária em articulação com a professora do clube de gravura.

2. Ilustração das histórias com gravuras.

3. Exposição de gravuras na biblioteca.

4. Visita à exposição com os professores de Português.

5. Redação de textos coletivos sob a orientação do professor de Português, em sala de aula.

6- Atribuição de um prémio ao melhor texto de cada ano de escolaridade.

7. Edição de um livro com os textos e gravuras.

8. Lançamento do livro, no terceiro período.

 

Com este concurso, valoriza-se a leitura, mas também a escrita e a ilustração.

Tal como Sérgio Niza defende, consideramos que a escrita mantém uma forte ligação com a leitura e que uma das melhores maneiras de fazer dos alunos leitores é fazer deles escritores.

Autoria e outros dados (tags, etc)


IMG_0982 (2).JPG

10, 9, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2, 1, 0… descolagem do foguetão comandado por José Fanha e Daniel Completo em direção ao planeta Avis.

 

À espera, as crianças do Pré-Escolar e do 1.º Ciclo e os respetivos professores. Durante uma hora, Entre Estrelas e Estrelinhas – Este Mundo And[ou] às Voltinhas. Com as palavras poéticas de José Fanha, as informações científicas do Professor Carlos Fiolhais e as músicas divertidas de Daniel Completo as crianças de Avis aprenderem o que foi o «Big Bang», quem inventou a lâmpada, que uma ideia «é uma luzinha» que ajuda a ver melhor, que o poeta se deixa apaixonar quando vê «a luz da lua/ Numa noite de luar», que é «por causa da gravidade» que «planetas e estrelinhas/ andam todos às voltinhas». Esta viagem no espaço foi ainda mais especial, pois coincidiu com o 12.º aniversário da Biblioteca Escolar Mestre de Avis.

 

Quando José Fanha e Daniel Completo saíram do «Planeta» Avis, os corações das nossas crianças ficaram mais quentinhos e as suas cabeças cheias de ideias para escreverem o seu próprio livro sobre planetas, astros e cometas.

 

 

O projeto Ler+ Espaço está ser desenvolvido pela Biblioteca Escolar e pelo Departamento de Matemática e Ciências Físico-Naturais em parceria com o Conselho de Docentes, o Departamento de Línguas e os professores de Educação Visual e Tecnológica.

 

Sandra Serrão

(PB Avis)

Autoria e outros dados (tags, etc)

lu.jpg

 

Dia 29 de novembro de 2018, a Escola Básica Galopim de Carvalho do Agrupamento de Escolas André de Gouveia de Évora, recebeu a escritora Luísa Ducla Soares.

 

A realização de diferentes tipos de leitura, escrita, desenho e outras formas de expressão plástica, sobre as obras lidas, abrangeu todos os alunos: desde o pré-escolar ao 4.ºano. Os trabalhos foram expostos para poderem ser apreciados pela escritora e pela comunidade em geral. Ainda, duas turmas de quarto ano prepararam as dramatizações que apresentaram, no dia do encontro: “O Casamento da Gata” e “A Carochinha e o João Ratão”.

 

Durante as duas sessões realizadas para todos os alunos da escola, a escritora contou histórias, respondeu a perguntas e autografou os seus livros.

 

Note-se que a feira do livro, que se iniciou uma semana antes do encontro com a escritora, tem contado com a colaboração dos pais e encarregados de educação dos alunos e só terminará no final do primeiro período.

 

Considerada uma das mais relevantes escritoras portuguesas de Literatura Infantil, Maria Luísa Bliebernicht Ducla Soares de Sottomayor Cardia defende  que o contacto direto com o público infantil é da maior importância para a promoção da leitura. A empatia que se estabeleceu entre escritora e alunos e as duas sessões realizadas foram extremamente proveitosas, sendo o culminar de um trabalho que foi desenvolvido, ao longo de todo o primeiro período, por alunos e docentes da Escola Básica Galopim de Carvalho, em articulação com a biblioteca escolar. 

 

Coordenadora das Bibliotecas do Agrupamento de Escolas André de Gouveia de Évora

Maria Lucinda Lavouras Polícia

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ver na fonte |

 

Fotografia, pintura, escultura, música e filmes, caricaturas, cartas, crónicas, peças do espólio pessoal de Eça de Queirós mostradas pela primeira vez em Lisboa.

 

O ano de 1881 tinha apenas começado e, de Bristol, Inglaterra, José Maria d’Eça de Queirós escrevia ao seu amigo Ramalho Ortigão contando que tinha “o romance praticamente pronto”. Decidira fazer “não só um ‘romance’, mas um romance em que pusesse tudo o que tenho no saco”.

 

O romance – essa “vaste machine” (vasta máquina) “com proporções enfadonhamente monumentais de pintura a fresco, toda trabalhada em tons pardos, pomposa e vã” – que em 1881 estava praticamente pronto, só veria a luz do dia em 1888, sob o nome de “Os Maias. Episódios da Vida Romântica”. A crítica foi feroz, mas a eventuais ofensas Eça respondeu sempre com humor. Nas bancas, os cinco mil exemplares publicados também não deslumbraram. Só no século XX foram Os Maias reconhecidos como a obra-prima de Eça e como um clássico da literatura em língua portuguesa.

 

Cento e trinta anos depois da sua publicação, a Fundação Gulbenkian abre a porta para que se possa ver tudo o que Eça trazia no saco. Os Maias serão o eixo central da mostra, mas à sua volta, hão de gravitar outras obras do autor. Serão mostrados crónicas, romances, contos e muitas cartas, fotografias, pinturas, caricaturas, escultura, gravura, música da época e excertos de filmes, bem como objetos do seu espólio pessoal guardados na Casa de Tormes (propriedade da Fundação Eça de Queiroz) e nunca antes mostrados em Lisboa, como é o caso da secretária pessoal onde Eça escrevia, de pé, e a cabaia chinesa que lhe foi oferecida pelo Conde de Arnoso. Poderá ver muitas outras peças que remetem para a geografia física e ficcional daquele que falava de si dizendo ser “apenas um pobre homem da Póvoa de Varzim”.

 

Uma exposição organizada em colaboração com a Fundação Eça de Queiroz.

 

Ler mais »

Autoria e outros dados (tags, etc)

ajudaris.png

Regulamento e Inscrição |

Projeto “Histórias da Ajudaris” - Anualmente, sob a forma de um desafio criativo, a Ajudaris, convida as escolas de todo o país a participarem neste projeto, com a escrita de uma, ou mais histórias. (ver mais em: http://www.ajudaris.org/site/historias-da-ajudaris/).

 

Todo este processo culmina, com a edição anual de um livro, que por um lado, promove a inclusão social através da leitura, escrita e arte e por outro, através da venda solidária dos exemplares, conseguimos ajudar famílias e crianças carenciadas.

 

O projeto já conta com mais de 700 estabelecimentos de ensino solidários em todo o país.

                Tema: 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável;

Público-alvo: Pré, 1º e 2º ciclo

Autoria e outros dados (tags, etc)


RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Twitter



Perfil SAPO

foto do autor



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Twitter_