Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



2021-04.jpeg

Novo mês, novo desafio!

Ao longo deste ano, já celebramos o mês das bibliotecas, mostramos que continuávamos em ação apesar das dificuldades que nos eram impostas, celebramos o Natal, apresentamos as bibliotecas como espaços inovadores…

Infelizmente, foi necessário encerrar as escolas e tivemos novamente de ajustar a nossa ação ao contexto. Na sua maioria encerradas, embora não todas, as bibliotecas mantiveram-se presentes: fizeram empréstimo domiciliário, apoiaram alunos e docentes, disponibilizaram recursos; desenvolveram atividades em colaboração com os docentes; promoveram a leitura e a participação dos alunos em programações de âmbito cultural e recreativo, entre outras… Tivemos bibliotecas@distância.

Agora, é tempo de regressar à nossa casa e de celebrar a possibilidade de estarmos de novo fisicamente no nosso espaço. Assim, durante o mês de abril, a Rede de Bibliotecas Escolares desafia as bibliotecas a partilharem uma fotografia (com boa resolução) em que, no espaço da biblioteca (ou outro imposto pelas exigências de segurança), seja possível observar:

            - Empréstimo domiciliário

            - Serviço de referência

            - Promoção da leitura

            - Promoção das literacias da informação e media

            - Atividades de cidadania

            - …

A disponibilização das fotos é feita através do preenchimento deste formulário. Recorde-se que a partilha de fotos está sempre subordinada ao Regime Geral de Proteção de Dados e à Política de Proteção de Dados da Escola, cabendo às bibliotecas partilhar apenas dentro desses limites.

Vamos celebrar?

NAVEGAR_vetor_cores.jpg

O projeto Navegar com a Biblioteca Escolar é o contributo da RBE para o programa das Comemorações dos 500 anos da Viagem de Circum-navegação comandada por Fernão de Magalhães, que se celebram entre 2019 e 2022.

O foco deste projeto é dar voz e protagonismo aos alunos, desafiando-os a explorar e produzir recursos. Está desenhado em torno de seis grandes desafios: 1) Desbravar caminhos 2) Viajar para conhecer 3) Quem somos nós? 4) Descobrir o outro 5) Descobrir o descobridor 6) Navegar nos textos. O principal objetivo destes desafios é proporcionar, aos alunos, ocasiões de desenvolvimento das suas competências de criatividade, pesquisa, exploração, colaboratividade e espírito crítico.

Muitas bibliotecas escolares têm respondido a estes desafios, mostrando o seu dinamismo e vitalidade, mesmo em tempos difíceis. Com o objetivo de dar reconhecimento e visibilidade ao trabalho desenvolvido, está disponível, no SI, até 31 de março, um formulário para recolher informação sobre as atividades e recursos produzidos no âmbito deste projeto.

Mais informações no portal da RBE (https://www.rbe.mec.pt/np4/2697.html).

 

top_biblioteca_digital.jpg

Na preparação do ano letivo, as bibliotecas planificaram a sua atividade prevendo que em algum momento poderia ser necessário regressar ao regime de funcionamento não presencial. Neste momento, é essencial rever os procedimentos a adotar.

Com o objetivo do apoiar as bibliotecas escolares na sua ação, a RBE recorda os recursos disponibilizados em 2019/ 2020:

A Biblioteca Escolar no Plano de E@D | Roteiro para professores bibliotecários - um documento orientador, articulado com os princípios para a implementação do ensino a distância (E@D) nas escolas, a ser encarado à luz de cada contexto e apropriado por cada interveniente da forma mais oportuna e adequada;
Biblioteca escolar digital - um recurso interativo que apresenta sugestões de trabalho, curadoria de conteúdos, instrumentos e tutoriais. Este é um instrumento de trabalho em atualização permanente, no qual têm sido incluídos inúmeros exemplos de boas soluções adotadas pelas diferentes bibliotecas e que se podem tornar inspiradoras para outras;
Presença em linha das bibliotecas escolares: roteiro para a definição de uma política - um documento orientador que define um conjunto de ações a desenvolver pela biblioteca para garantir uma presença em linha estruturada, coerente e eficaz, tendo como ponto de partida os canais existentes ou a criar.

Serviço de referência nas bibliotecas escolares - Um documento orientador que ajuda as bibliotecas complementar um serviço de referência presencial com um serviço de referência a distância e a adequar-se, deste modo, às necessidades e expectativas do utilizador e ultrapassando condicionantes espaciais e temporais.

Aprender com a biblioteca escolar: atividades e recursos - um auxiliar de trabalho para as bibliotecas escolares implementarem o referencial Aprender com a biblioteca escolar, um espaço agregador de sugestões de atividades a desenvolver presencialmente ou a-distância; algumas das propostas são recuperáveis a partir da expressão de pesquisa “Ensino não presencial”, outras são facilmente adaptáveis.

Convidam-se ainda os professores bibliotecários a percorrerem as secções Recursos  e Publicações RBE onde é possível encontrar outras sugestões que poderão igualmente contribuir para a preparação que se impõe.

Naturalmente, toda a Rede de Bibliotecas Escolares se mantém pronta para continuar a dar o seu melhor, cumprindo a missão de assegurar bons serviços de biblioteca às comunidades escolares.

Artigo completo: Preparação do regresso à atividade letiva

bibliotecas_espacos_inovadores_instagram2.png

Nos últimos meses a RBE tem desafiado as bibliotecas a partilharem algumas das suas práticas: Cartazes do Mês Internacional das Bibliotecas Escolares (outubro); bibliotecas seguras em ação (novembro); conjuntos de livros para ler nas férias do natal (dezembro); espaços de colaboração (janeiro)… E elas fizeram-se presentes, responderam aos pedidos e deram o seu melhor!

Presentemente, muitas bibliotecas sentem necessidade de implementar processos de requalificação mais ou menos profundos, atualizar-se e preparar-se para os novos desafios, adaptar-se a contextos de aprendizagem diferentes e inovadores. Importa, pois, difundir casos de sucesso, que possam ser inspiradores para todos aqueles que, em maior ou menor grau, pretendem fazer uma reformulação de vanguarda dos seus espaços.

Desta vez, é, pois, tempo de os serviços centrais e os coordenadores interconcelhios serem desafiados: mostrar espaços de biblioteca inovadores, em Portugal ou fora dele, que mostrem novos caminhos.

A divulgação acontecerá no Instagram da RBE, durante o mês de fevereiro, e serão partilhadas soluções convenientes a estas novas aceções e configurações do espaço, baseadas em princípios logísticos que valorizem a flexibilidade e a adaptabilidade a diferentes modalidades de utilização.

Então, em fevereiro, as bibliotecas, não terão oportunidade de interagir no Instagram da RBE? Pelo contrário. Ao longo do mês, as oportunidades de participação surgirão muito frequentemente. Continuem atentos! Participem!

2021-01-292 (1).png

Quando um Diretor gosta de ler, ele tem a perceção de que o Mundo e Portugal estão num vertiginoso e imprevisível processo de mudança, de insatisfação e de insegurança globais. Mas, também sabe onde pode procurar proteção para as causas educacionais, políticas, sociais e culturais, levando as suas crianças e jovens a serem capazes de lidar com as mudanças, no sentido favorável, e vencer a incerteza.

Quando um Diretor gosta de ler, ele orienta os seus colegas para os processos de articulação e de flexibilidade curricular, com base na estrutura que desde há muito proporciona recursos para o desenvolvimento das diferentes literacias e contribui para uma formação holística dos alunos, dando cumprimento às áreas de competências do Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória.

Quando um Diretor gosta de ler, ele estimula à intervenção dos alunos, incentiva à organização de mesas-redondas e debates, à participação em assembleias de estudantes, enfim, dá voz aos alunos para gritarem bem alto contra os grandes dramas da humanidade, como naquele dia 1 de fevereiro, dia mundial da leitura em voz alta, em Alcochete! Ficou, então, um grito pelos jovens contra este mar, o Mediterrâneo, que muitas vezes não nos traz de volta a “casa”…[1]

Quando um Diretor gosta de ler, ele encontra no centro da sua escola um local de acolhimento, de proteção e de desenvolvimento de competências essenciais para os que, muitas vezes, resultado de uma sociedade mais desigual, vivem em condições muito adversas. Aqui, todos os alunos podem ouvir, ler, aprender, aprender a fazer e criar. Este espaço, que incorpora mesmo estágios escolares e até profissionais, dá força ao cumprimento do Regime Jurídico da Educação Inclusiva.

Quando um Diretor gosta de ler, ele regozija-se quando o ethos da escola se reconhece nos projetos culturais e artísticos, que se desenvolvem colaborativamente entre pares, de promoção de uma identidade local e global. Em Alcochete, o sal e outros objetos do seu património foram transportados numa canastra por todos os membros da comunidade educativa: das crianças da educação pré-escolar ao ensino secundário, à educação de adultos, ao pessoal docente e não-docente, aos pais, todos construíram, no coletivo, a identidade do seu agrupamento.[2]

E quando o Diretor não gosta de Ler?

 

Cristina Vinagre Alves – Diretora do Agrupamento de Escolas de Alcochete

 

_______________________________

[1] Dia 1 de fevereiro de 2019, Dia Mundial da Leitura em Voz Alta. O PNL2027, a Câmara Municipal de Alcochete, o Agrupamento de Escolas de Alcochete e a ANDANTE Associação artística organizaram o Espetáculo de Leitura em Voz Alta - Clube MED, integrado na Campanha de Leitura em Voz Alta EUROPE READS, promovida pelo consórcio pan-europeu de organizações promotoras da leitura EUREAD. Todas as turmas do agrupamento se juntaram a esta campanha internacional, realizando a leitura em voz alta da mesma obra – Clube Mediterrâneo doze fotogramas e uma devoração.

[2] O que levas na Canastra – livro construído por turmas e grupos de membros da comunidade educativa, a partir de objetos do património local de Alcochete, na metodologia de história coletiva, e com ilustrações elaboradas pelas turmas de Artes do Ensino Secundário, sob orientação da editora Alfarroba.

 


RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Blogue RBE em revista

Clique aqui para subscrever


Twitter



Perfil SAPO

foto do autor