Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Margarita Salas e María Blasco | cientistas

Um cientista nasce ou é formado? As bioquímicas Margarita Salas e María Blasco contam que a sua vocação surgiu de professores inspiradores que mudaram as suas vidas.

(...)

 

Referência“Una sociedad científica será una sociedad más libre”. (2019). BBVA Aprendemos juntos. Retrieved 17 September 2019, from https://aprendemosjuntos.elpais.com/especial/una-sociedad-cientifica-sera-una-sociedad-mas-libre-margarita-salas-maria-blasco/

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mara Dierssen · Neurobióloga

Chaves da neurobiologia para transformar a educação | versão integral

 

“Se agora tirássemos um cérebro aqui, veríamos uma massa de geleia. É aí que ideias, emoções, o que pensamos sai. Entender como esse tipo de magia acontece é o que investigamos no meu laboratório.” Cientista, pesquisadora, professora universitária e médica especializada em Neurobiologia, Mara Dierssen dedicou a sua carreira à pesquisa científica, graças à motivação de seu pai, neurocirurgião, e à inspiração de Santiago Ramón y Cajal.

Como investigadora no Centro de Regulação Genómica de Barcelona e no programa Genes and Disease (G&D), o seu principal objetivo é decifrar os genes envolvidos em doenças genéticas complexas e a sua influência na memória e nos sistemas de aprendizagem. Espera-se que um dia o seu laboratório descubra as chaves da genómica que afetam a capacidade cognitiva. Enquanto isso, ela dedica os seus esforços não apenas à pesquisa, mas também à divulgação científica e critica estereótipos e a falta de diversidade.

Referência internacional na investigação de deficiência intelectual e Síndrome de Down, o trabalho de Dierssen foi coligido em mais de 100 publicações científicas e galardoada com inúmeros prémios.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Facundo Manes · Neurocientista

Ver o programa completo.

 

El neurocientífico y neurólogo argentino Facundo Manes ha dedicado gran parte de su trayectoria profesional a descifrar los secretos del cerebro, actividad que sigue desarrollando como investigador del Consejo Nacional de Investigaciones Científicas y Técnicas (CONICET) de Argentina y del departamento Cognition and Brain Sciences de Cambridge.

“A mis hijos les digo: 'Estudiá, porque además de que te va a permitir ser más libre y tener más oportunidades, cumplir tus sueños, levantar la autoestima, adaptarte a un mundo en permanente cambio... además de todo eso, va a proteger tu cerebro'”, reflexiona el neurocientífico. (...)

 

Referência: Seis consejos para cuidar la salud de tu cerebro. (2019). BBVA Aprendemos juntos. Retrieved 5 September 2019, from https://aprendemosjuntos.elpais.com/especial/la-vida-no-es-la-que-vivimos-sino-como-la-recordamos-para-contarla-facundo-manes/

Autoria e outros dados (tags, etc)

Eva Millet · Jornalista e escritora

 

Eva Millet

Jornalista e escritora especializada em educação e crianças, Eva Millet alerta para os efeitos sobre crianças e jovens da "hiperpaternidade", modelo que surgiu nos Estados Unidos com a primeira geração "milenarista" e que já chegou a Espanha. Esse novo fenómeno vai "da superproteção ao controlo excessivo, tanto em casa como na sala de aula", recusa os professores e invade o espaço das crianças na escola. 

Millet investigou essa mudança na educação por meio de entrevistas com psicólogos, pedagogos, educadores, pais e professores, a quem dá voz em seus livros "Hiperpaternidad" e "Hiperniños". A autora destaca que esse sistema de "criação monstruosamente intensiva" está a criar uma geração de jovens ansiosos, impacientes e dependentes, com medos e baixa tolerância à frustração, o que também se reflete na sua aprendizagem e desempenho académico. 

Millet propõe que "as mães tigres, os pais bulldozer ou helicóptero" deem lugar a um modelo que lhes permita relaxar, confiar no senso comum e nas crianças, e não apostar apenas no acumular de experiências e conhecimentos, e optem por uma " educação de caráter "que reforce a sua empatia, resistência, valores e tolerância à frustração.

 

Referência“Sobreproteger a los niños es desprotegerlos”. (2019). BBVA Aprendemos juntos. Retrieved 21 July 2019, from https://aprendemosjuntos.elpais.com/especial/ensenar-a-los-ninos-a-tolerar-la-frustracion-eva-millet/

Autoria e outros dados (tags, etc)

Heike Freire, pedagoga.

A natureza como mestre | versão completa

 

Heike Freire

Licenciada en Psicología y Filosofía por la Universidad de París X Nanterre, Heike Freire es un referente nacional e internacional de la llamada “Pedagogía Verde”, con más de 20 años de experiencia en este ámbito, que plantea el contacto con la naturaleza y el medio ambiente como recurso educativo. Freire ha sido asesora del Instituto de Educación Permanente de París del gobierno francés y desarrolla su innovación educativa con el apoyo de escuelas y familias que buscan la “renaturalización" de su entorno.

 

“Los niños de 4 a 12 años pasan el 76% de su tiempo sentados o acostados en lugares cerrados. Pero es a través del movimiento al aire libre como desarrollan sus sentidos, su psicomotricidad, su inteligencia espacial y social. El contacto con la naturaleza debería ser frecuente y cotidiano, para aprovechar los beneficios cognitivos, de memoria, atención y aprendizaje que aporta el entorno natural”, señala Heike Freire.

 

En sus libros ‘Educar en verde. Ideas para acercar a niños y niñas a la naturaleza’ y ‘¡Estate quieto y atiende!’, así como en sus talleres, cursos y conferencias, la psicóloga y pedagoga aporta recursos para fomentar el contacto con el medio natural en las familias y las aulas. “Nuestro futuro está en manos de las próximas generaciones. Por eso es de vital importancia una pedagogía verde y conciencia ecológica que reconecte con nuestro medio ambiente”, concluye.

 

Referência: Aprender en contacto con la naturaleza. (2019). BBVA Aprendemos juntos. Retrieved 17 July 2019, from https://aprendemosjuntos.elpais.com/especial/aprender-en-contacto-con-la-naturaleza-heike-freire/

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

 

"Os preconceitos são um grande problema. O meu pai é da Índia e a minha mãe do Luxemburgo. Eu cresci na Índia e, sendo um pouco mais velho, mudei-me para o Luxemburgo. E lá experienciei preconceitos ".

 

No vídeo, o escritor de ciência Ranga Yogeshwar reflete sobre os preconceitos como sendo parte de nossa vida diária e afirma que temos de os combater com factos.

 

Atualmente, nas redes sociais há uma discrepância enorme entre o que percebe o público e os factos.

 

Ranga defende que num mundo aparentemente culto, os preconceitos e as ideais falsas são muito abundantes: “Eu acredito que como filhos do iluminismo, temos de combater o medo com os factos. Temos que mostrar os factos. É melhor ter informação. E com Internet e com um conhecimento cada vez maior, podemos obtê-la, mas há que ter os olhos bem abertos".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Blanca Portillo - Atriz

 

 

ReferênciaEl teatro nos enseña que equivocarse no es un drama. (2019). BBVA Aprendemos Juntos. Retrieved 16 May 2019, from https://aprendemosjuntos.elpais.com/especial/hablar-en-publico-es-un-acto-de-generosidad-blanca-portillo/

Autoria e outros dados (tags, etc)

Laura Rojas-Marcos - Psicóloga

 

Versão completa.

 

Referência: Qué es la asertividad y para qué sirve. (2019). BBVA Aprendemos Juntos. Retrieved 11 April 2019, from https://aprendemosjuntos.elpais.com/especial/que-es-la-asertividad-y-para-que-sirve-laura-rojas-marcos/

Autoria e outros dados (tags, etc)

Christian Gálvez · Apresentador e divulgador

 

Referência: Da Vinci: no hace falta ser un genio para ser genial. (2019). BBVA Aprendemos Juntos. Retrieved 3 April 2019, from https://aprendemosjuntos.elpais.com/especial/da-vinci-no-hace-falta-ser-un-genio-para-ser-genial-christian-galvez/

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ken Robinson | Educador e escritor

 

 

Referência: "Tenemos una poderosa imaginación". (2019). BBVA Aprendemos Juntos. Retrieved 15 March 2019, from https://aprendemosjuntos.elpais.com/especial/que-hace-falta-para-ser-un-buen-profesor-ken-robinson/

Autoria e outros dados (tags, etc)


RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Twitter



Perfil SAPO

foto do autor