Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Bode Inspiratório: 46 escritores juntaram-se para escrever um folhetim à antiga

bi.png

46 artistas plásticos ilustraram cada capítulo, e 46 tradutores levaram-nos a outros mundos. O Shifter falou com Ana Margarida de Carvalho, criadora do projecto que juntou alguns dos mais conceituados escritores portugueses e artistas plásticos nacionais.

Começou em Março, em vésperas da declaração de Estado de Emergência em Portugal, pela mão da escritora e ex-jornalista Ana Margarida de Carvalho, que contou em entrevista ao Shifter que o projecto partiu “de uma grande angústia. Da indefinição sobre o que fazer do meu espaço e tempo, face à pandemia sem fim à vista que tínhamos pela frente.“

Ler mais >>

 

«CORONA CORONA»

by Pedro da Silva Martins e Luísa Ducla Soares

Esta é a rave final, a festa possível depois do folhetim terminar.


Depois da banda sonora de Filipe Raposo, finalmente o hino do Bode Inspiratório.
Criado num encontro muito inspirador entre três gerações, a escitora Luísa Ducla Soares, o músico e compositor Pedro da Silva Martins e cantora Leonor Tenreiro com os bailarinos Miguel Duarte e Rachel Mcnamee, autores do vídeo. É a festa que temos. A rave possível do fim do folhetim. Aumentem o som...

 

Conteúdo relacionado:

Bode Inspiratório | wikipédia

O que é arte e o que não é arte? | ramon gener

Uma viagem pela arte e a música através das emoções

09.03.20

bbva.png

O que é arte e o que não é arte? Ramon Gener, músico, humanista e escritor

 

Versão completa 1.22h.

A terceira vez que a música chegou à vida de Ramon Gener foi a final. A primeira, com apenas seis anos, foi quando entrou no conservatório para aprender piano. A segunda, quando estudou canto sob a tutela da grande soprano Victoria de los Ángeles. A terceira quando, como barítono, descobriu que o verdadeiro valor da música e da cultura em geral era partilhá-la com os outros.

Esta descoberta levou-o a iniciar uma nova carreira: a de disseminador musical e artístico. Em 2015, dirigiu o programa 'Opera in Texans' para a televisão pública catalã. Pouco depois, saltou para os ecrãs de 50 países como apresentador e diretor de 'This is Opera', um formato produzido pela televisão espanhola para divulgar, de uma maneira nova e inovadora, os meandros da ópera.

Músico, humanista e escritor, para ele "tudo em música é arte, é emoção". E é essa paixão contagiosa por essas duas disciplinas que o levou a lançar, em 2017, a série de documentários 'This is Art', uma jornada pela história da arte através das emoções.

Ramon Gener é colaborador regular dos programas de rádio 'Las manhãs de Pe a Pa' da RNE e 'Versió RAC1', da estação de rádio catalã Rac1. É também o autor dos livros 'Se Beethoven pudesse ouvir-me' (2013) e 'O amor fá-lo-á imortal' (2016).

 

Referência: ¿Qué es arte y qué no es arte?. (2020). BBVA Aprendemos juntos. Retrieved 9 March 2020, from https://aprendemosjuntos.elpais.com/especial/por-que-beethoven-es-el-heroe-de-mi-vida-ramon-gener/

2º Encontro Cinema e Educação

Cinemateca Portuguesa - Museu do Cinema

02.02.20

intervallo.jpg

Imagem e texto de Os Filhos de Lumière - associação cultural

A Cinemateca organiza no próximo dia 11 de fevereiro a segunda edição do Encontro Cinema e Educação, em colaboração com o Plano Nacional das Artes (uma nova iniciativa governamental do Ministério da Cultura com o Ministério da Educação em que se procura a inserção do cinema e das outras artes nos percursos escolares) e os Filhos de Lumière – Associação Cultural.

Este ano o Encontro é dedicado ao tema Indisciplinar a Escola e pretende-se criar uma discussão alargada em torno da relação entre a educação e as artes, não apenas o ensino artístico, mas o universo mais vasto da educação pela arte e o papel das artes em todo o âmbito educativo, e trabalhar o cinema como um dos contributos possíveis para rasgar as fronteiras mais convencionais da experiência educativa.

O Encontro contará com a presença de autores e investigadores de várias áreas, da educação ao cinema, entre os quais representantes dos ministérios da Educação e da Cultura, responsáveis do Plano Nacional das Artes, Alain Bergala e Leonardo Costanzo, realizador italiano cujo trabalho é ainda pouco conhecido em Portugal e a quem a Cinemateca dedicará uma retrospetiva quase completa. Todas as sessões do ciclo LEONARDO DI COSTANZO – COMUNIDADE, ESCOLA, FAMÍLIA são organizadas em articulação com o Encontro, do qual são também parte integrante tendo em conta a forma como este autor tem trabalhado (na ficção e no documentário) a relação entre a escola e as comunidades onde estão inseridas e as questões mais latas da educação nas nossas sociedades. ( mais informações sobre o ciclo)

O Encontro, aberto a todos os interessados é de entrada livre mediante levantamento de ingresso na Bilheteira, decorre na Sala M. Félix Ribeiro no dia 11 de fevereiro entre as 10h e as 18h. Os interessados em participar no Encontro são convidados a inscrever-se através do e-mail divulgacao@cinemateca.pt.

programa.png

 

Clássicos em rede é um programa de atividades para alunos dos ensinos básico e secundário, com o objetivo de aumentar os seus conhecimentos sobre a Cultura Clássica e, sobretudo, levá-los a descobrir a sua presença na atualidade: na língua e etimologia, na herança patrimonial, nos modelos estéticos e na arte, no imaginário coletivo, no ideário que está na base das nossas sociedades e em tantas outras áreas.

 

Este programa é desenvolvido, em parceria, pela Rede de Bibliotecas Escolares, pelo Centro de Estudos Clássicos da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (CEC-FLUL) e pelas autoras do projeto Olimpvs.net.

 

O projeto desenvolve-se em três linhas de atividade:

 

Olimpíadas

           
Reucursos
Brevemente
            Sessões de exploração

 

Ler mais >>

 

Conteúdo relacionado:

 

 Clique na imagem acima para ver os trabalhos dos alunos.

 

Trabalhos dos alunos das turmas de Artes de 10.º e 11.º anos: O tema geral é a Utopia.

 

A exposição vai estar patente até ao dia 9 de junho na Secundária Leal da Câmara.

 


RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Twitter



Perfil SAPO

foto do autor