Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]






O auditório municipal de Montalegre recebeu o seminário nacional subordinado ao tema O Plano Tecnológico na (e para a) Educação: da formação à sua utilização em segurança. Um encontro que encerrou a XI Feira do Livro de Montalegre, que contou com uma enorme plateia interessada em ouvir o que os intervenientes nos diversos painéis tinham para comunicar sobre esta temática, tão emergente e pertinente nos dias de hoje.

Destaque para a presença da Dra. Teresa Calçada, coordenadora do Programa Rede de Bibliotecas Escolares, que na sua intervenção abordou o tema As Bibliotecas Agentes Promotores da Literacia Digital. Para a coordenadora do Programa  Rede de Bibliotecas Escolares, o que está a ser feito, em matéria de biblioteca, não é mais do que uma continuidade. A biblioteca, [defende Teresa Calçada] é um lugar de sabedoria, um lugar que alberga e promove saber, feito de informações, de conhecimento, de registos de memórias.  No entanto, convicta de que o presente é bem diferente da realidade passada, Teresa Calçada esclareceu, principalmente os saudosistas, que hoje não chegam os livros. Toda e qualquer biblioteca, tem que se adaptar e coabitar com as novas tecnologias. Todos sabemos que há um verso e um reverso disso. No entanto, as tecnologias emergentes são condição para não deixar morrer a leitura. Não ser letrado tecnologicamente, nos dias de hoje, leva à exclusão. Todos sabemos que actualmente é bem mais complexo ser leitor. As exigências são maiores, a complexidade é maior, mas é o caminho a seguir.

O Município de Montalegre e a Biblioteca Municipal estão de parabéns pela iniciativa e pela excelente organização.

Regina Campos
Coordenadora Interconcelhia

Etiquetas:



RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Twitter



Perfil SAPO

foto do autor