Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




 

A missão dos pedagogos é procurar constantemente métodos de ensino mais eficazes e mais adaptados aos desafios do mundo moderno. As novas tecnologias são uma grande componente nesta equação. Nesta edição vamos apurar que impacto têm as novas abordagens entre os estudantes.

 

Normalmente, temos um professor que ensina numa sala de aulas e que dá trabalhos de casa aos estudantes. E se o método funcionasse ao contrário? Nos Estados Unidos, descobrimos precisamente isso: é o modelo revolucionário da “sala de aula invertida”. No liceu Warren, em Chicago, os professores começam o dia a preparar material escolar um pouco diferente do das outras escolas. “A ideia surgiu em 2006, quando dávamos aulas no Colorado. Apercebemo-nos de que os alunos tinham muitas dificuldades em compreender conteúdos básicos quando trabalhavam em casa e que a melhor altura para aprenderem era connosco na sala de aulas. A ideia é muito simples: a parte em que o professor ensina, os alunos podem ver em casa com um software específico; e os trabalhos de casa são agora feitos na escola”, explica Jon Bergman, um dos criadores do Flipped Class. (…)

Fonte.

 

Conteúdo relacionado:



RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Twitter



Perfil SAPO

foto do autor