Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blogue RBE

Qua | 04.10.23

Sair para o ar livre para inspirar a escrita dos alunos

2023-10-04.pngA exposição a ambientes naturais proporciona aos alunos uma mudança de lugar e de ritmo que os pode ajudar a reforçar as suas competências de literacia.

Uma das coisas mais exigentes e perturbadoras que um aluno pode encontrar durante o seu dia de escola é uma página em branco. Perguntas como "Por onde começo?" e "Sobre o que escrevo?" podem reduzir drasticamente a motivação e o empenho dos alunos e, por vezes, pode parecer que nada, nem mesmo espetáculos de marionetas ou piruetas, faz a diferença na luta para manter os alunos interessados na escrita. Embora encorajar escritores relutantes possa ser um desafio, a escrita é uma competência fundamental para o desenvolvimento da literacia e é essencial em quase todas as áreas disciplinares.

Responder aos desafios que se colocam à inspiração e ao entusiasmo de escritores resistentes conduziu a um evento anual norte-americano designado Write Out, o qual decorre de 8 a 22 de outubro e está atualmente na sua sexta edição. Trata-se de uma celebração de duas semanas de escrita inspirada em espaços públicos e ao ar livre. Todos os anos, os organizadores reúnem uma multiplicidade de recursos e atividades em torno de um tema central que os educadores de qualquer parte do mundo podem utilizar como forma de incentivar os seus alunos a escrever.

Para os organizadores, não existe uma forma errada de participar nesta iniciativa: todos podem participar, quer disponham de cinco minutos ou de cinco dias.

Veja alguma ideias que podem ser postas em prática facilmente:

1.Vá lá para fora escrever!

Subjacente a este evento está a ideia de que escrever ao ar livre é tão benéfico para aquele que escreve como para o trabalho que produz. A investigação tem demonstrado de forma conclusiva que passar tempo ao ar livre, mesmo que seja pouco, está associado a uma grande variedade de benefícios e pode ajudar os professores que procuram formas de abordar as necessidades socio-emocionais dos seus alunos.

Uma ótima forma de participar nesta iniciativa de escrita ao ar livre é levando os seus alunos para o exterior, talvez até para um Parque Natural ou uma Reserva Natural. No entanto, não tem de ser um parque nacional ou uma área protegida, pois pode ser complicado lá chegar. Já pensou levar a sua turma a um parque da cidade ou mesmo a um espaço verde a curta distância da sua sala de aula? Os parques existem de todos os tamanhos e feitios, por isso, é fácil procurar um perto de si.

Não se trata apenas de uma forma magnífica de pôr as crianças a escrever; é também um modo excelente de lhes dar a conhecer locais que talvez ainda não conheçam.

2.A Escrita ao ar livre aplica-se a todo o currículo

Embora a relação entre o Write Out (Escrita lá fora) e a aula de Inglês (em Portugal seria a aula de Português) seja evidente, esta iniciativa acolhe a participação de todos os professores, independentemente da sua disciplina.

📍 Os professores de Ciências podem ajudar os alunos a desenvolver as capacidades de observação e investigação, que são tão cruciais para a sua disciplina, através de protocolos como "desenhar-sentir-escrever", em que os alunos, num ambiente exterior, começam por desenhar o que veem, tal como os naturalistas fariam num caderno de ciências; depois, anotam o que os seus outros sentidos conseguem detetar, para, finalmente, escreverem textos descritivos que integrem conceitos científicos ou vocabulário académico.

📍 Os professores de Matemática podem enviar os seus alunos para ambientes naturais à procura de padrões que possam ser descritos com números e palavras, ou podem fazer com que os alunos criem problemas de palavras com base no que veem no exterior.

📍 Os professores de História e de Cidadania podem incentivar os seus alunos a irem à sua comunidade e a procurarem as histórias por detrás da história local esquecida ou de placas e marcos misteriosos colocados, há muito tempo, sem contexto suficiente para compreender o seu significado. Por exemplo, uma estátua no parque ou na cidade… Quem representa? O que é que essa pessoa fez para merecer uma estátua? Que acontecimento celebra?

3.Algumas sugestões de Escrita ao ar livre

Abaixo disponibilizamos algumas sugestões, desenvolvidas a partir do sítio da iniciativa, cuja consulta inspiradora aconselhamos vivamente.

📍 Reparar na natureza... Experimentar um Haiku
     Haiku é uma forma de poesia japonesa feita de linhas curtas e sem rima que evocam imagens naturais.

📍 Procurar um lugar para se sentar ... Escrever uma história de 6 palavras
     Um livro de memórias de seis palavras é uma autobiografia da sua vida, contada em apenas seis palavras.

📍 Criar um poema (ou história) descoberto
     O poema descoberto é criado através da recolha e combinação de palavras, frases e imagens do ambiente que rodeia o autor.

📍 Fazer perguntas
     A partir da observação da natureza, elaborar uma lista de perguntas a partilhar e discutir com a turma

📍 Inspirar a escrita
     Durante uma caminhada, recolher elementos da natureza (ou fotos) para inspirar a escrita.

📍 Defender o ambiente
     Produzir textos para denunciar situações ambientais problemáticas visitadas/ encontradas.

Referência

Este texto resulta da adaptação de:
Fester, J. (2023, 29 de setembro) Going Outdoors to Inspire Student Writing. Edutopia. https://www.edutopia.org/article/going-outdoors-inspires-student-writing

📷Imagem de master1305 no Freepik 

 

 

 

 

 

 

_____________________________________________________________________________________________________________________