Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blogue RBE

Qui | 01.02.24

 Reforçar dinâmicas colaborativas no 1.º CEB

2024-01-31.png

É sabido que a melhor forma de contribuir para o uso mais eficaz dos espaços e dos recursos da biblioteca será através do envolvimento de todos os agentes educativos no reconhecimento do papel dessa valência para o sucesso escolar dos alunos.

No caso das bibliotecas do 1.º CEB, em que normalmente não existe um professor bibliotecário em exclusividade, verifica-se que é ainda mais urgente pensar em estratégias práticas, no sentido de reforçar esta dinâmica colaborativa:

Importa, por isso, assegurar a capacitação dos docentes dos vários níveis de ensino para a rentabilização pedagógica da biblioteca escolar – de forma autónoma e/ou em trabalho colaborativo – com vista à melhoria das aprendizagens das crianças e dos alunos, potenciando não só o seu sucesso académico, mas também o seu desenvolvimento holístico, como consignado no Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória.” [1]

No concelho de Torres Vedras, todos os agrupamentos contam com várias bibliotecas em escolas do 1.º CEB, sendo que há um agrupamento de escolas que conta com onze bibliotecas escolares (AE S. Gonçalo), nove das quais do 1.º CEB, pelo que se torna premente rentabilizar o espaço e os recursos disponibilizados em benefício dos alunos/ crianças e professores titulares/ educadores.

Foi com este objetivo que a Rede de Bibliotecas Escolares, através da Coordenação Interconcelhia, articulou com as professoras bibliotecárias de três agrupamentos de escolas do concelho de Torres Vedras para dinamizar várias Ações de Curta Duração (ACD), de 3 a 6 horas, dirigidas aos professores titulares e educadores dos respetivos agrupamentos, no sentido de lhes dar a conhecer os serviços em linha disponibilizados pela Rede de Bibliotecas do concelho de Torres Vedras, projetos locais e nacionais, as coleções; assim como de lhes apresentar algumas sugestões de atividades possíveis de dinamizar autonomamente, na biblioteca da escola, com os respetivos alunos/ crianças no âmbito da leitura, da escrita ou da pesquisa, tendo por base o Roteiro para uso da biblioteca escolar| Escolas do primeiro ciclo do ensino básico jardins de infância.

Eis algumas das sugestões de atividades, deste Roteiro, partilhadas/exploradas nas sessões:

  • Empréstimo domiciliário: como começar? (pág. 23)
  • Conhecer a coleção (pág. 24)
  • Roda de livros 2 (pág. 26)
  • Barra de crítica (pág.27)
  • Onde mora o livro? (pág. 28)
  • Exploração do título: narrativas (pág. 29)
  • Tão, tão… (pág. 35)
  • Aperitivos de leitura (pág. 36)
  • (...)

Foram, assim, desenhadas 3 ACD e construídos/adaptados os respetivos materiais de apoio (apresentação em Canva, infográfico e desafios com recurso à ferramenta  Mentimeter e em suporte papel).

As Ações de Curta Duração tiveram as seguintes designações:

  1. Rumo ao sucesso: ensinar e aprender com a biblioteca escolar, dirigida aos professores titulares e educadores do AE Henriques Nogueira (3h);
  2. Promover a leitura com a biblioteca escolar, dirigida aos professores titulares e educadores do AE São Gonçalo (3h);
  3. Criar leitores com o apoio da biblioteca escolar, dirigida aos professores titulares e educadores do AE Madeira de Torres (6h).

As sessões decorreram no arranque do presente ano letivo e, no caso do Agrupamento de Escolas São Gonçalo, a ACD integrou as Jornadas Pedagógicas na primeira semana de setembro; no Agrupamento de Escolas Henriques Nogueira, decorreram antes do início oficial das aulas; no Agrupamento de Escolas Madeira Torres, as sessões repartiram-se por dois dias, em horário pós-laboral, no decorrer do 1.º semestre.

É de evidenciar a disponibilidade dos Professores Titulares e Educadores, assim como o apoio dos Coordenadores de Estabelecimento, Diretores e Diretora do Centro de Formação de Escolas de Torres Vedras e Lourinhã, que contribuíram para a realização destas ações.

Estas ACD decorreram também de uma tentativa da equipa da Rede Bibliotecas do concelho de Torres Vedras de dar resposta aos desafios colocados no âmbito da implementação do Plano Local de Leitura, nomeadamente a formação de docentes, MUDANÇA II - MAIS SOCIALIZAÇÃO PARA A LEITURA EM CONTEXTO ESCOLAR, da qual a RBE é parceira, através da Coordenação Interconcelhia.

 

Referência

[1]- Programa temático da ACD que decorreu no Agrupamento de Escolas Henriques Nogueira.

_____________________________________________________________________________________________________________________