Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




No sítio dedicado à Educação para os Media do ex-IIE - Instituto de Inovação Educacional - que ainda está disponível no portal da Direcção Geral de Inovação e Desenvolvimento Curricular (DGIDC), podemos ler :

"A importância da Educação para os Media tem vindo a ser realçada pela UNESCO desde 1964, sendo o Encontro de Grunwald, em 1982, um momento de viragem.O British Film Institute entende Educação para os Media como "... o desenvolvimento progressivo de uma compreensão crítica dos Media..." que "... procura alargar o conhecimento dos alunos acerca dos meios de comunicação e desenvolver as suas capacidades analíticas e criativas através de um trabalho simultaneamente prático e crítico. Tal trabalho visa compreender quer os conteúdos dos Media, quer os processos implicados na sua produção e recepção".
Pode considerar-se como finalidades da Educação para os Media, as seguintes:
- Promover a formação de “leitores” activos, que analisem os textos mediáticos e compreendam os processos da sua produção e recepção.
- Preparar exploradores autónomos, que procurem e seleccionem a informação pertinente, avaliem criticamente as fontes e reflictam sobre a informação recolhida.
- Contribuir para a formação de produtores de mensagens em diversos suportes.
Têm vindo a multiplicar-se as tentativas de integração dos Media na Escola:
Media como recursos educativos - Fontes de informação para actualizar e ilustrar conteúdos;
Media como objecto de estudo - Análise das mensagens, dos contextos sociais de produção, circulação e recepção dos discursos mediáticos;
Media como ferramenta de expressão e criatividade: Produção das próprias mensagens nos diferentes suportes
Não é por acaso que uma parte importante da produção dos media (jornais, rádio e televisão, websites, etc.) estão associados às Bibliotecas Escolares e os cursos de comunicação encontram nela recursos acrescidos para o aprofundamento teórico, por um lado, e para prática efectiva por outro."
Ainda hoje, a produção dos jornais escolares, impressos ou on-line, continuam a mobilizar vontades e recursos das escolas e das bibliotecas em particular.

Os concursos de jornais, promovidos pelo Público na Escola, continuam a ser um incentivo para a sua produção e as suas edições um instrumento importante de educação para os média.Este tema pode ser abordado na edição do “Público na Escola” de Maio dedicado "Aos novos Media na Imprensa Escolar”.
A educação para os média numa perspectiva mais ampla pode ser analisada nos sítios:
http://www.educacaomedia.com/html/index.asp
http://www.educaunet.org/pt/

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas:


1 comentário

Sem imagem de perfil

De maria a 12.07.2007 às 14:38

Boa tarde,
sei que o assunto que vou expôr não tem nada a ver com este post e peço desculpa desde já, mas não tenho conseguido resposta para questão seguinte:
Sou auxiliar de acção educativa e termino no final deste mês de Julho, a pós-graduação em ciências documentais-biblioteca e documentação. De alguns meses a esta parte,o meu trabalho é realizado neste âmbito, tratamento documental do fundo da biblioteca esolar, obviamente sob a orientação do coordenador.
O que gostaria de saber é se eventualmente poderei passar para uma categoria profissional que corresponda ao trabalho que estou a realizar e pelo qual tenho que responder e serei avaliada, ou se vou continuar a ser auxiliar de acção educativa com responsabilidades de pelo menos, técnico profissional, já para não dizer de técnico superior.

Agradeço realmente a quem me puder elucidar

Comentar post



RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Twitter



Perfil SAPO

foto do autor