Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Mesa redonda

15.06.09









Literacia da informação


Os nossos colegas de língua castelhana, de aquém e de além-mar, já transformaram o conceito num acrónimo: ALFIN é o termo utilizado para designar aquilo que em Portugal, adoptando a palavra de origem inglesa, chamamos mais vulgarmente de literacia da informação, mas que não será desadequado chamar de ALFabetização INformacional. De acordo com os standards da AASL (American Association of School Librarians) para o estudante do século XXI (AASL_LearningStandards.pdf (Objecto application/pdf) ) , os alunos que são alfabetizados em informação acedem-lhe de forma mais efectiva e eficaz, avaliam-na de modo crítico e competente e usam-na adequada e criativamente. Hoje em dia, o trabalho de proporcionar um acesso equitativo, quer físico quer intelectual, aos recursos de informação e às ferramentas necessárias à aprendizagem no ambiente agradável e propício ao conhecimento das bibliotecas escolares, requer que nestas também esteja assegurada a existência de um corpo de professores bibliotecários que assegure o tratamento adequado da informação, bem como a formação nas estratégias necessárias ao uso da informação nos seus mais variados formatos e meios de transmissão, e naturalmente à sua transformação em conhecimento útil e criativo. A colaboração com o restante corpo docente da escola é essencial para que esta prática seja efectiva, aproximando o trabalho do bibliotecário do trabalho do professor e vice-versa.

Etiquetas:



RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Twitter



Perfil SAPO

foto do autor