Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




























O LeVzinho iniciou a viagem da literatura pelas escolas de Matosinhos levando escritores e obras, durante o dia de hoje,  ao encontro de alunos e professores. À noite, haverá conferência inaugural  em torno de Fernando Pessoa, cujos 125 anos sobre o nascimento se celebram em 2013, e  leitura encenada de alguns dos seus textos. O programa desenvolve-se durante todo o fim de semana, abordando questões pertinentes para a construção da nossa identidade coletiva, presente e futura:

O que fazer quando tudo arde.
Qual o papel da literatura na redefinição de um país? Num momento em que Portugal necessita de pensar o seu futuro e papel na Europa e no espaço lusófono, que papel devem ter os intelectuais? Deve Portugal ser o timoneiro de uma política da língua ou o braço-direito do Brasil? Esta edição do LeV pretende assumir-se como uma viagem ao futuro. Que cada escritor se coloque no papel de Marco Polo, nas Cidades Invisíveis e Italo Calvino, e nos apresente o seu Portugal Invisível. Há um país prestes a começar uma nova viagem, qual deve ser o nosso destino? Cada mesa (...) deverá contribuir para o debate sobre as possibilidades do país. Cada mesa será um ponto de partida para a definição de um ou vários caminhos.
Todas as mesas são inspiradas em títulos de romances clássicos da literatura, obras que, de uma forma ou de outra contribuíram para a construção de um património cultural universal.


Ler mais >>



RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Twitter



Perfil SAPO

foto do autor