Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blogue RBE

Sex | 29.07.22

Ler. Escrever. Pensar.

Desafios da Biblioteca do Agrupamento de Escolas de Gavião

2022-07-29 Ler Escrever Pensar.png

Leitura: 3 min |

Entendemos a biblioteca como um espaço aberto, motivador e colaborativo que, simultaneamente, tenha intervenção no quotidiano das turmas, mas que também as desafie a pensar de forma crítica sobre o mundo que as rodeia. A biblioteca é também uma extensão natural da sala de aula, usando-se ambos os espaços para as atividades propostas, que se desenvolvem com uma regularidade quinzenal.

A leitura torna-se central na rotina destes alunos, potenciando a imaginação, a capacidade de interpretar e inferir, ajudando a partilhar ideias e emoções, aumentando a literacia da informação, bem como a aquisição de conhecimentos e competências. 

A operacionalização desenvolve-se em diferentes momentos e formatos. Assim a professora bibliotecária vai à sala de aula com um único livro, do qual se pode explorar a capa, um excerto ou todo o texto, partindo daí para uma chuva de ideias, para sugestões de escrita ou, simplesmente, apreciar a leitura. Outra das opções leva os alunos à biblioteca e são eles que de forma individual ou coletiva selecionam os livros que desejam ler, tanto em sala de aula como em família. De um ou outro formato resulta sempre, no final, uma partilha com toda a turma das impressões relativas ao lido. Houve sempre a preocupação de se proceder a uma articulação prévia entre as docentes envolvidas, procurando que as leituras fossem complementares às temáticas curriculares. 

Mas, mais do que as propostas feitas pela professora bibliotecária ou pela docente titular de turma, foi relevante serem também os alunos a proporem leituras ou atividades em torno das mesmas. 

Lemos em diferentes suportes. Lemos texto, imagem e o mundo que nos rodeia. Lemos os outros e lemo-nos a nós. E escrevemos. Criamos, através da escrita, novos textos, novas imagens, diferentes interpretações do Mundo.

Este trabalho, desenvolvido um pouco em todas as turmas do agrupamento, sob a forma de Clube de Leitura, centrou-se particularmente na turma de 4º ano da escola sede, com uma enorme apetência para os desafios que foram sendo propostos. 

A multiplicidade de obras disponibilizadas pela biblioteca, seja para leitura orientada ou recreativa, permitem a estes alunos o contacto com uma diversidade que possibilita escolhas, criando uma identidade leitora. E sabemos que quem lê mais, lê melhor, pesquisa melhor, estrutura melhor pensamentos e conhecimentos. 

Quem lê mais também escreve mais e melhor. 

Associadas às atividades leitoras surgem, muitas vezes, desafios de escrita, a que respondem com motivação e criatividade. 

O trabalho deste ano culminou com uma dramatização do Auto da Barca do Inferno, adaptado às crianças, que apresentaram à comunidade. 

Este desafio não ficará circunscrito a este ano letivo e deverá acompanhar esta turma ao longo do ensino básico, procurando demonstrar, num caso prático, a influência da leitura no sucesso educativo. 

Clique para ver alguns dos trabalhos produzidos.

_____________________________________________________________________________________________________________________