Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




epis.jpg

 fotoEPIS

 

O estudo sobre retenção no 1.º ciclo em Portugal, da associação EPIS (Empresário pela Inclusão Social) foi da responsabilidade de uma equipa coordenada por Maria de Lurdes Rodrigues, de que fizeram parte Isabel Alçada, Teresa Calçada e João Mata. 

 

De acordo com os autores, a análise de dados permitiu concluir que o insucesso não é um fenómeno disseminado de forma regular pelas escolas do país. Se, por um lado, ele está ligado a contextos socioeconómicos mais carenciados, por outro tem também a ver com a perceção de professores e diretores que consideram como uma inevitabilidade as dificuldades persistentes que parte dos alunos demonstram na leitura e na escrita. A falta de diferenciação pedagógica e o facto de se considerar a retenção como uma oportunidade também são fatores que influenciam as escolas em que este insucesso precoce se manifesta. 

A necessária colaboração das bibliotecas escolares para a solução deste problema foi também mencionada, tendo sido referido o papel da mesma na apresentação de uma escola que conseguiu reverter a situação.

 

Conteúdo relacionado:

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas:



RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Twitter



Perfil SAPO

foto do autor