Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blogue RBE

Seg | 02.10.23

Design de sítios Web: A velocidade é importante

por Laura Solomon [1]

2023-10-02.png

Já fez um teste de velocidade ao sítio Web da sua biblioteca? Poderá ficar (desagradavelmente) surpreendido. Mesmo que lhe pareça estar tudo bem, pode não ser aceitável para os utilizadores do seu sítio.

Nos primeiros tempos da Web, a velocidade tinha de ser constantemente considerada, uma vez que a maioria dos utilizadores acedia à Internet através de modems de 56K. Com o advento e a disponibilidade da banda larga, de repente, os designers e programadores puderam criar sítios com gráficos mais pesados e mais detalhes. Aparentemente, o céu era o limite. Os sítios tornaram-se cada vez mais complexos e o tempo de carregamento de um sítio pode ter deixado de ser tão importante aos olhos dos funcionários da biblioteca.

Mas, como já deve ter adivinhado, a velocidade de um sítio continua a ser uma grande preocupação. Os dispositivos móveis tornaram-se a principal forma de os utilizadores acederem à Internet. Isto significa que não só a velocidade de transferência pode variar de local para local, como essas velocidades podem ser problemáticas. Se um sítio demora demasiado tempo (e "demasiado tempo" é subjetivo) a carregar, as pessoas abandonam-no. A investigação da Google descobriu que a taxa de rejeição - quando um utilizador acede a um sítio e sai imediatamente, sem explorar mais o sítio - aumenta para 32% quando o tempo de carregamento aumenta de 1 segundo para 3.2. Quanto mais tempo o sítio da sua biblioteca demorar a carregar, maior será a taxa de rejeição.

Para evitar esta situação, as grandes empresas esforçam-se muito por reduzir o tempo de carregamento em milissegundos. Para elas, utilizadores perdidos significam receitas perdidas. Para as bibliotecas, tempos de carregamento longos resultam em utilizadores frustrados e possíveis perceções negativas do valor da biblioteca.

Para testar a velocidade do seu sítio, recomendo geralmente duas ferramentas: GTmetrix (gtmetrix.com) e o PageSpeed Insights do Google (pagespeed.web.dev). A utilização de ambas as ferramentas fornecerá informações mais completas. As fontes de lentidão podem variar, mas ambas o ajudarão a identificar os pontos de estrangulamento. Pode ser útil ter a ajuda de um profissional para implementar algumas das alterações recomendadas, dependendo da causa.

Continua...

_______________________________________________________________________________________________

Referência

Este é o segundo de um conjunto de cinco artigos, resultantes da tradução de:

Solomon, L. (setembro de 2023). Website Design: Best Practices That Really Matter to Your Users. Computers in Libraries. Information Today. https://www.infotoday.com/cilmag/sep23/Solomon--Website-Design-Best-Practices-That-Really-Matter-to-Your-Users.shtml

Veja também:

#1 Design de sítios Web: Boas práticas que realmente interessam aos seus utilizadores

Sobre a autora

Laura Solomon é gestora de serviços bibliotecários da Rede de Informação da Biblioteca Pública do Ohio (oplin.ohio.gov) e programadora Web front-end certificada. Há mais de 20 anos que desenvolve e desenha para a Web, tanto em bibliotecas públicas como enquanto consultora independente. É especialista em desenvolvimento com Drupal. Eleita Library JournalMover & Shaker em 2010, escreveu três livros sobre redes sociais e marketing de conteúdos, especificamente para bibliotecas, e dá palestras internacionais sobre estes e outros tópicos relacionados com tecnologia. Como ex-bibliotecária infantil, gosta de levar a "diversão da tecnologia" ao público e de dar às bibliotecas as ferramentas de que necessitam para servir melhor o cliente virtual.

📷 de Vicki Hamilton por Pixabay

_____________________________________________________________________________________________________________________