Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blogue RBE

Qua | 12.04.23

Conferência do Dia dos Autores Europeus

2023-04-11 gd.png

No dia 27 de março de 2023 assinalou-se pela primeira vez na Europa o Dia dos Autores Europeus, sob proposta da comissária búlgara Mariya Gabriel.

No âmbito desta iniciativa, realizou-se, em Sófia, a Conferência do Dia dos Autores Europeus em que participaram dois representantes de cada estado membro da União Europeia, além dos convidados que integraram o programa.

Os representantes de Portugal foram a Rede de Bibliotecas Escolares (pelo Ministério da Educação) e a Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (pelo Ministério da Cultura). Participou igualmente, como convidado, o Coordenador Interconcelhio das Bibliotecas Escolares João Proença, enquanto responsável docente do AE Carlos Gargaté (Charneca de Caparica) e coordenador nacional do projeto READ ON, agora READ ON Portugal, apoiado inicialmente pelo Programa Europa Criativa e na atualidade pela Rede de Bibliotecas Escolares.

Em geral, foi uma oportunidade para conhecer atores de todas as áreas relacionadas com o livro: representantes de ministérios de educação e de cultura, planos nacionais de leitura, associações de autores e de bibliotecas, conselheiros de políticas, coordenadores de projetos relacionados com a leitura, coordenadores de projetos ERASMUS e eTwinning centrados na leitura, fundações com ações na área da promoção da leitura, entre muitos outros.

As comunicações apresentadas permitiram contactar com realidades bastante diversas no que respeita à promoção do livro e da leitura, passando-se por projetos muito estruturados e ações mais ou menos pontuais, mais ou menos locais. Como preocupação comum, os baixos índices de leitura das populações, que diferentes estudos em vários países vêm demonstrando nos últimos anos – ressalvando-se que as percentagens desses baixos índices de leitura variam bastante de país para país.

Vários países partilharam iniciativas semelhantes a algumas que desenvolvemos em Portugal, sendo que as que Portugal apresentou e também partilhou em fóruns informais foram muito valorizadas, servindo também de inspiração para outros países que as querem implementar: visitas de autor; semanas de leitura; tempo de leitura (10 minutos, quarto de hora, maratonas…), clubes de leitura, concursos… Durante a conferência, foram colocadas muitas questões relativamente ao sucesso da implementação dos 10 minutos a ler e das atividades da iniciativa Escola a ler, bem como sobre a atividade Antologia, integrada no projeto READ ON Portugal. Muitos participantes desejariam ter este tipo de iniciativas com suporte nas políticas nacionais no seu país.

Foi, também, possível conhecer alguns projetos interessantes que poderão por nós ser estudados e, quem sabe, nos quais nos podemos inspirar para (re)pensarmos algumas abordagens em Portugal.

Das várias iniciativas com que contatamos, consideramos que poderá ser interessante explorar:

📍 Love for livres - organização social francesa que pretende que as pessoas, especialmente as mais vulneráveis, tenham vontade de ler para cuidarem da sua saúde mental, desenvolverem a sua educação e fomentarem as suas competências transversais. Para isso, existe uma plataforma que ajuda a encontrar livros associados a emoções.

📍 Knigovishte.bg - uma plataforma educativa em linha, búlgara, que visa reforçar a compreensão leitora e atrair as crianças para a leitura por prazer (para quem não conhece búlgaro, tem de pedir ajuda à inteligência artificial 😉).

📍 The Magic Pearl – o primeiro prémio na Bulgária dedicado a livros infantis contemporâneos, atribuído por votos infantis. Trata-se de um projeto com algumas similitudes com o nosso Miúdos a votos, mas que incide sobre livros publicados recentemente e tem associados clubes de leitura espalhados pelo país. Apresenta também algumas semelhanças com Yoto Carnegie and Kate Greenaway Medals, projeto apresentado na última conferência do Plano Nacional de Leitura 2027.

📍 Ciciuhec, beremo z malčki (Lemos com os mais pequenos) – um projeto esloveno, de literacia emergente, que congrega jardins de infância e famílias.

📍 Poletavcem - poletnim bralcem (leitores de verão) – um concurso, também esloveno, que se baseia em 30 minutos diários durante 30 dias durante as férias de verão, que conta com o apoio das famílias. É um projeto que teve o seu início localmente mas que está a começar a escalar.

Os momentos de networking da conferência apresentaram-se igualmente como boas oportunidades de interação com participantes de toda a Europa, não só para conhecermos as suas realidades e ações, mas também para darmos a conhecer o que se faz nas bibliotecas escolares em Portugal e o importante papel assumido pelos professores bibliotecários (figura desconhecida para a maioria dos nossos interlocutores e que só nos enche de orgulho) neste desígnio global de promoção da leitura.