Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Captura de ecrã 2020-09-30, às 13.05.22.png

O Conselho da Comissão Europeia publicou as suas ‘Conclusões sobre a literacia mediática num mundo em constante mutação’.
 
Neste documento, expõem-se os vários níveis de impacto dos media na vida atual e destaca-se a importância da literacia mediática, salientando que esta não se restringe ao domínio de ferramentas tecnológicas, mas inclui também as competências de pensamento crítico que permitam aos cidadãos avaliar a informação disponível e, deste modo, “ter um papel ativo no processo democrático”.
 
Paralelamente ao empoderamento dos cidadãos, o documento chama a atenção para o papel das plataformas em linha e, especificamente, dos algoritmos que organizam a informação e permitem orientar os conteúdos, referindo que estes “podem exacerbar a desinformação, o sensacionalismo e os conteúdos extremistas”, num contexto em que se verifica um “aumento dos discursos de ódio e incitação à violência”.
 
As recomendações concretas do Conselho dirigem-se tanto aos Estados Membros como à Comissão, incitando ao desenvolvimento de uma abordagem sistêmica e colaborativa em prol do pluralismo e diversidade de conteúdos em linha; incluindo um convite específico ao financiamento de investigação sobre o impacto dos media e, concretamente, dos algoritmos e da inteligência artificial na vida dos cidadãos e da democracia. 
 
O documento convida ao envolvimento das instituições culturais, enquanto promotoras de aprendizagens informais e não formais, no sentido de contribuírem, através dos seus serviços e atividades, para a formação, no âmbito da literacia mediática, dos cidadãos de todas as idades.
 
Estas conclusões convocam todos os que trabalham com crianças e jovens, e as bibliotecas escolares enquadram-se neste grupo, para a responsabilidade de reforçar nos alunos a capacidade e a percepção da importância de exercitarem, constantemente, uma vigilância crítica sobre os conteúdos que lhes são oferecidos em ambiente digital. O papel das bibliotecas, que nos últimos anos se têm dedicado sistematicamente à literacia dos media, surge deste modo reforçado, mostrando-se o imperativo de dar continuidade e aprofundar esta vertente do trabalho.
 
Fonte: Conclusões do Conselho sobre a literacia mediática num mundo em constante mutação



RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Twitter



Perfil SAPO

foto do autor