Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




amazonia.png

A questão da Amazónia, com Nuno Rogeiro, foi tema, hoje, no programa Leste-Oeste, da SIC Notícias.

Um documento, para ajudar a enquadrar uma problemática, que está na ordem do dia.

 

O Porvir selecionou filmes, infográficos, músicas e produções de realidade virtual para levar a discussão sobre a preservação da maior floresta tropical do mundo à sala de aula

 

Nas últimas semanas, o debate sobre a Amazónia ganhou destaque nas redes sociais e nos principais meios de comunicação. De acordo com dados do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Especiais), durante o mês de julho o desmatamento da área teve um crescimento de 278% em relação ao mesmo mês do ano passado.

Os casos de queimadas na região também se repercutiram no noticiário internacional, e o presidente francês Emannuel Macron chegou a convocar uma reunião do G7 (Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão e Reino Unido) para discutir o casos e propor ajuda económica para minimizar os danos da tragédia. O facto causou imediata reação do governo brasileiro, que defende a soberania do país em questões envolvendo a Amazónia.

Para apoiar professores que desejam trabalhar este tema com os estudantes, o Porvir fez uma seleção de materiais que podem ser utilizados em sala de aula. Entre as dicas, são apresentadas sugestões de filmes, infográficos, músicas e produções de realidade virtual. Os materiais podem servir como ponto de partida para iniciar um debate sobre a importância da Amazónia, considerando seus aspectos sociais, ambientais, políticos e económicos. Veja:

Filmes
Andes Água Amazónia: o documentário trata de um dos mais importantes ciclos hidrológicos da Terra, que acontece entre os Andes e a Amazónia. Classificação livre, 22 minutos.

Belo Monte – Anúncio de Uma Guerra: a partir de entrevistas com moradores de cidades próximas ao canteiro de obras da fábrica, como Altamira e Vitória do Xingu, o filme traz a opinião de especialistas e ainda mostra depoimentos de moradores e indígenas de regiões próximas ao complexo hidroelétrico. Classificação livre, 80 minutos.

Amazónia Eterna: o filme apresenta equívocos e possíveis caminhos para ver a maior floresta tropical do mundo nas suas camadas social, política e económica. Classificação livre, 79 minutos.

Mais Cidade, Menos Floresta: reúne dados e indicadores que impactam no desenvolvimento da cidade de Manaus (AM), principalmente em relação à diminuição da floresta. 

 

Infográficos
InfoAmazonia: mantido por uma rede de organizações e jornalistas, o portal traz uma série de dados, infográficos e notícias sobre a Amazónia.

O que está acontecendo com o desmatamento na amazónia: o infográfico apresenta dados que relacionam políticas públicas com a redução das taxas de desmatamento.

 

Músicas
EP Amazónidas: a produção independente do compositor Jean Carmo conta um pouco sobre a história do Amapá, enquanto trata de temas como terra, preservação e legado.

Chico Terra: a música “Reforma Amazongráfica”, do amapaense Chico Terra, fala de resistência e luta da Amazónia.

Amazónia: a música de Roberto Carlos chama a atenção para os sinais de alerta com origem na floresta tropical.

 

Realidade virtual
Amazónia Adentro: produzido pela Conservação Internacional e pela Jaunt VR, o filme de realidade virtual propõe uma experiência pela Amazónia a partir da narração do indígena Kamanja Panashekung e do ator Marcos Palmeira.

AMAZON 360 VR: o vídeo da WWF International oferece uma experiência de imersão para tratar sobre o papel vital da Amazónia na estabilidade climática do planeta.

AMAZÓNIA em 360°: Do passeio pelos igarapés amazónicos até a aldeia de Copaíba, na região do médio Purus, na Terra Indígena Caititu, o vídeo de realidade virtual apresenta uma viagem pela Amazónia em 360 graus.

AwavenaVR: Para os Yawanawa da Amazónia, a medicina tem o poder de nos transportar para um mundo que se encontra dentro do mundo que conhecemos. Awavena é uma colaboração entre essa comunidade e cineastas que usam a tecnologia para contar a história de Hushahu, a primeira mulher da tribo a tornar--se uma xamã, e criar uma experiência transcendente.

Reproduzido do sítio web do Porvir, com adaptações.

ReferênciaComo levar o debate sobre a Amazônia para a sala de aula - PORVIR. (2019). PORVIR. Retrieved 1 September 2019, from http://porvir.org/como-levar-o-debate-sobre-a-amazonia-para-a-sala-de-aula/

 

Conteúdo relacionado:

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Twitter



Perfil SAPO

foto do autor