Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




bibliotecas_safe_instagram.jpg

Há 20 anos atrás, quando a Biblioteca Amélia Pais, da Escola Secundária Francisco Rodrigues Lobo, em Leiria, começou a assinalar o Dia Internacional da Biblioteca Escolar, ninguém imaginou que, um dia, as bibliotecas e as escolas se esvaziariam. Também ninguém imaginou bibliotecas com um número limitado de utilizadores e acesso restrito aos livros. Mas ninguém duvidaria que a biblioteca encontraria sempre um caminho para continuar a funcionar.
O texto de opinião partilhado no dia 26 de outubro no blogue da Biblioteca Amélia Pais mostra como é que, pouco a pouco, alunos e os professores redescobriram o seu espaço na biblioteca:
“Em cada ano se assinala o Dia Internacional da Biblioteca Escolar. Ultimamente até todo o mês de outubro é o Mês Internacional da Biblioteca Escolar.
Foi há mais de 20 anos que a nossa biblioteca começou a assinalar esse dia, o que ainda não era comum em Portugal.
Hoje há estudos que demonstram o que faz a ausência, ou mesmo a inexistência, da biblioteca escolar na aprendizagem.
A nossa biblioteca vai cuidando cada vez mais dos serviços à distância através da página web: consulta do catálogo, guiões orientadores para diferentes tarefas, contacto por formulário ou direto por email, Recursos Educativos Digitais (em construção), sugestões de endereços eletrónicos...
As atividades com alunos mudaram de local, são na sala de cada turma, e foram pontualmente ajustadas ao que as circunstâncias exigem. Mas seguem o seu curso, naturalmente.
Mas a biblioteca também é festa. E vêm os passatempos, os clubes: de Guitarra, de Teatro, de Robótica, de Escrita Criativa e Leitura em Voz Alta. Tudo em funcionamento neste momento.
E o espaço físico, desde que o ano letivo começou, vai-se enchendo, a pouco e pouco, de alunos que vêm estudar, fazer trabalhos de casa, ler, usar o computador. 
E tudo vai ganhando (mais) sentido, tudo encontra o seu lugar e os serviços e as pessoas de que a biblioteca escolar também é feita sentem que vale a pena.
Ainda bem que há um dia para fazermos a festa à Biblioteca Escolar e ao que ela É.”

Tal como a Biblioteca Escolar Amélia Pais, a generalidade das bibliotecas continua a trabalhar, ajustando-se aos novos tempos. Convidam-se assim as bibliotecas escolares a partilharem os materiais que produziram (cartazes, fotografias, filmes...), subordinados ao tema "Bibliotecas seguras em ação".

Os materiais podem ser enviados através do formulário [https://bit.ly/3kQrtT9] e serão partilhados na rede social Instagram da RBE [https://www.instagram.com/rbe_pt/].



RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Blogue RBE em revista

Clique aqui para subscrever


Twitter



Perfil SAPO

foto do autor