Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blogue RBE

Ter | 12.01.21

Bibliotecas em políticas de competências digitais: políticas, mecanismos, práticas

1000px-IFLA_org_logo.svg.jpg

A 9 de dezembro de 2020, a IFLA publicou o documento “Libraries in Digital Skills Policies: policy areas, mechanisms, practices”, documento que pode ajudar a articular algumas ideias relativamente ao papel das bibliotecas no atual contexto português do Plano de Ação para a Transição Digital.

Nele, relembra-se o IFLA Statement on Digital Literacy, documento de 2018 em que são apresentadas algumas experiências de bibliotecas na área da literacia digital e em que estas são convidadas a oferecer oportunidades de aprendizagem nessa área e a mostrar o seu potencial de capacitação junto de decisores relevantes - governos, instituições educativas, setores económicos – para que estes as apoiem na sua missão de utilizar a sua experiência para ajudar a desenvolver a literacia digital nos seus utilizadores.

São igualmente referidos vários relatórios e orientações internacionais que apresentam exemplos de diferentes papéis que as bibliotecas têm desempenhado em abordagens e ambientes de capacitação digital.

Tendo em conta essas práticas e perceções, o documento analisa a presença das bibliotecas em muitas políticas de nível nacional que procuram promover competências digitais para a população.

Enquanto alguns documentos das políticas nacionais analisadas definem metas de alto nível e outros delineiam planos mais detalhados, alguns contêm também referências a medidas específicas destinadas a impulsionar ainda mais o desenvolvimento da literacia digital a partir das bibliotecas.

As medidas possíveis incluem:

• Envolver as bibliotecas na planificação, tomada de decisão e /ou avaliação de ações no âmbito das políticas de promoção de competências digitais;
• Promover a colaboração e implementação conjunta de iniciativas de promoção da literacia digital, envolvendo várias partes interessadas;
• Oferecer oportunidades de aprendizagem e aperfeiçoamento de competências digitais para bibliotecários e outros profissionais que trabalham nas bibliotecas;
• Desenvolver e apoiar o setor de bibliotecas para garantir que estas têm os recursos necessários para darem o seu contributo.

Um breve olhar sobre as várias políticas de nível nacional que visam envolver as bibliotecas na construção da literacia digital permite várias reflexões:

• Políticas com medidas para apoiar o desenvolvimento de competências digitais contando com as bibliotecas, podem ser encontradas numa grande variedade de tipos de documentos de políticas, desde planos e políticas de TIC e banda larga, referenciais estratégicos de competências digitais ou agendas de inclusão digital, estratégias e visões de educação e desenvolvimento e muito mais.

• Todos os tipos de bibliotecas - desde públicas e comunitárias a escolares e académicas - podem oferecer suporte a várias formas de capacitação digital, desde competências digitais básicas e avançadas a competências digitais para tarefas e áreas específicas (por exemplo, e-saúde ou e-governo).

• As bibliotecas podem apoiar a literacia digital de diferentes formas, não apenas oferecendo suporte e oportunidades de aprendizagem de competências digitais, mas também servindo como um espaço para a aprendizagem informal, fornecendo materiais e recursos educativos e de autoformação, colaborando com instituições de ensino formal e outras partes interessadas e ajudando a desenvolver ferramentas ou plataformas que oferecem suporte às aprendizagens de competências digitais.

• Diferentes medidas políticas podem apoiar o trabalho das bibliotecas no campo da literacia digital. Por exemplo, as políticas podem envolver as bibliotecas na planificação, monitorização ou avaliação de intervenções; fomentar a colaboração entre bibliotecas e outras partes interessadas e construir e apoiar o setor das bibliotecas - desde a formação do pessoal até à conectividade, equipamentos ou outros recursos.

Considerando a importância que as bibliotecas escolares assumem atualmente, sobretudo na área do digital, terão um papel importante a desempenhar, colaborando com as suas escolas na elaboração e implementação dos respetivos planos de ação para a transição digital, pelo que a Rede de Bibliotecas Escolares disponibilizará brevemente orientações e exemplos práticos.

 

Referências

IFLA (2020). Libraries in Digital Skills Policies: policy areas, mechanisms, practices. Disponível em https://www.ifla.org/files/assets/hq/topics/info-society/documents/libraries_in_digital_skills_policies.pdf.

IFLA (2018), IFLA Statement on Digital Literacy. Disponível em https://www.ifla.org/publications/node/11586.