Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blogue RBE

Sex | 13.10.23

Bibliotecas e serviços com ‘Design Centrado no Utilizador’

2023-10-12.png
O Design Centrado no Utilizador baseia-se na premissa de que os serviços e recursos devem evoluir para satisfazer as necessidades em constante mudança da comunidade de utilizadores. Ao adotar esta abordagem, as bibliotecas podem melhorar a satisfação dos utilizadores e aumentar a sua relevância num ambiente de informação em constante evolução.
____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

O Design Centrado no Utilizador (DCU), também conhecido como User-Centered Design (UCD), é uma abordagem de design que coloca o utilizador final no centro de todo o processo, com o objetivo de criar serviços, espaços e recursos que adaptados às necessidades e preferências dos utilizadores. O principal objetivo do DCU é, pois, melhorar a experiência do utilizador e garantir que os serviços e recursos da biblioteca são úteis, acessíveis e satisfatórios para quem os utiliza.

Nas bibliotecas, o Design Centrado no Utilizador rege-se pelos seguintes princípios-chave::

1. Estudo dos utilizadores: O primeiro passo na DCU consiste em compreender as necessidades e expetativas dos utilizadores, o que implica a realização de pesquisas, inquéritos, entrevistas e observações para obter informações valiosas sobre a forma como os utilizadores interagem com a biblioteca e quais os problemas ou desafios que enfrentam.

2. Construção de protótipos e testes: Com base no estudo dos utilizadores, são desenvolvidos protótipos dos serviços ou espaços da biblioteca. Estes protótipos são testados com utilizadores reais para avaliar a sua eficácia e recolher feedback, o qual é utilizado para efetuar melhorias e ajustes, antes da implementação de mudanças em grande escala.

3. Design inclusivo: O DCU foca-se na inclusão e acessibilidade. Procura assegurar que todos os utilizadores, independentemente da sua idade, capacidades, nível de familiaridade com a tecnologia ou necessidades especiais, possam utilizar e beneficiar dos serviços da biblioteca.

4. Personalização e flexibilidade: O objetivo é proporcionar escolha e flexibilidade para que os utilizadores possam adaptar os serviços e recursos da biblioteca às suas necessidades individuais. Tal pode incluir a personalização da experiência em linha, a escolha dos formatos dos materiais e a configuração de espaços de estudo.

5Design dos espaços: Este conceito aplica-se também à conceção dos espaços físicos da biblioteca. Procura criar espaços acolhedores, funcionais e versáteis que se adaptem às atividades e preferências dos utilizadores. A disposição do mobiliário, a iluminação, a sinalização e outros elementos são concebidos tendo em conta o utilizador.

6. Avaliação contínua: O DCU é um processo contínuo que envolve a recolha constante de feedback e dados dos utilizadores. As bibliotecas utilizam estas informações para avaliar a eficácia das alterações implementadas e para fazer ajustes com base no feedback dos utilizadores.

7. Colaboração interdisciplinar: No DCU, a colaboração é incentivada entre diferentes departamentos da biblioteca e com peritos externos, como designers e arquitectos UX, para garantir que a conceção do espaço é informada por diversas perspetivas.

Referência

Este texto resulta da tradução livre a partir do espanhol do artigo:

Arévalo, J. (2023, 3 de outubro). Diseño Centrado en el Usuario en la planificación de bibliotecas y servicios. Universo Abierto. Blog de la biblioteca de Traducción y Documentación de la Universidad de Salamanca. https://universoabierto.org/2023/10/03/diseno-centrado-en-el-usuario-en-bibliotecas/

Universo Abierto é o blogue da Biblioteca de Tradução e Documentação da Universidade de Salamanca e pretende ser uma referência para o mundo profissional das bibliotecas e da documentação em geral.

Julio Alonso Arévalo é Bibliotecário da Faculdade de Tradução e Ensino da USAL. Antigo membro do Grupo de Investigação E-LECTRA. Prémio Nacional de Investigação pela UNE Melhor Profissional de Redes Sociais Prémio INFOAWARDS 2019. Criador e editor do repositório E-LIS.

📷 sheng pan por Pixabay

_____________________________________________________________________________________________________________________