Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blogue RBE

Seg | 11.09.23

Bibliotecas dos Países Baixos - espaços de inovação e colaboração

2023-09-11.pngNo âmbito da participação na Conferência Internacional da IFLA, que decorreu em Roterdão, entre os dias 21 e 25 de agosto, a Rede de Bibliotecas Escolares teve oportunidade de visitar algumas bibliotecas holandesas, que se destacam pela sua inovação.

Os Países Baixos são conhecidos pela sua abordagem inovadora e pelo compromisso com o bem-estar dos cidadãos. Com uma história pioneira em áreas como tecnologia, urbanismo e sustentabilidade, o país é líder em inovação, criando políticas sociais avançadas, de que são exemplo o sistema de saúde acessível e a mobilidade sustentável, com uma extensa rede de ciclovias e o investimento em transportes públicos eficientes.

Os Países Baixos têm, também, uma abordagem única no que diz respeito às questões urbanas, com projetos de planeamento urbano centrados nas necessidades das pessoas, promovendo espaços verdes, acessibilidade e qualidade de vida.

A inovação nas bibliotecas públicas e universitárias dos Países Baixos também é notável. O país valoriza profundamente a educação e o acesso à informação, refletindo-se no modo como as bibliotecas são inicialmente projetadas e depois no seu modo de funcionamento.

As bibliotecas públicas holandesas são verdadeiros centros de aprendizagem e interação. Com uma ampla gama de serviços digitais, programas educativos, espaços de colaboração e eventos culturais, as bibliotecas são também hubs multifuncionais que se vão adaptando às necessidades da comunidade moderna.

Estes espaços amplos são projetados para acomodar diversas atividades. Para além das áreas de leitura tradicionais, estão disponíveis espaços para relaxamento, interação social, estudo silencioso, discussões em grupo e até mesmo espaços para as crianças brincarem e aprenderem.

Diapositivo1.JPGDiapositivo2.JPG

Diapositivo3.JPGDiapositivo4.PNG
A transição para o mundo digital é outra faceta inovadora das bibliotecas dos Países Baixos. A requisição de livros pode ser feita de forma automatizada e estão também à disposição dos utentes o empréstimo de e-books, audiolivros e outros recursos digitais, proporcionando aos utilizadores uma gama diversificada de recursos que reflete a evolução das necessidades e preferências dos leitores contemporâneos.

Diapositivo5.PNGDiapositivo6.PNG
É comum encontrar zonas de trabalho individual ou de grupo, equipadas com acesso à internet de alta velocidade e espaços propícios à colaboração, o que torna as bibliotecas num local não apenas para pesquisa e estudo, mas também para reuniões de trabalho e projetos em equipa.

Diapositivo7.PNGDiapositivo8.PNG
Algumas bibliotecas disponibilizam no seu espaço zonas de café e restaurante, o que cria um ambiente acolhedor, onde os utilizadores podem relaxar, socializar e desfrutar de momentos de lazer. 

Diapositivo9.PNGDiapositivo10.PNG
No que diz respeito, às bibliotecas escolares, os Países Baixos estão a tentar criar uma rede nacional, à semelhança do que acontece em Portugal. Os responsáveis holandeses pela criação desta rede visitaram, no final do ano letivo passado, a Rede de Bibliotecas Escolares e algumas escolas portuguesas para conhecer o nosso programa, único na Europa.

 

 

 

 

 

_____________________________________________________________________________________________________________________