Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




CartazApresentação25maio15.png

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

No passado dia 25, no Forum Cultural Vallis Longus, foi apresentado ao público – num evento enriquecido por atuações dos alunos, representando excertos dos textos que integram a obra - o produto do trabalho conjunto: um livro digital, intitulado Contos Andarilhos, que comprova a eficácia deste projeto e faz adivinhar novas realizações do grupo de trabalho constituído pela Biblioteca Municipal e pelas Bibliotecas Escolares de Valongo.

Tudo começou há vários anos com o grupo de trabalho constituído pela Biblioteca Municipal de Valongo (através do seu SABE - Serviço de Apoio às Bibliotecas Escolares) e pelas Bibliotecas Escolares do concelho.

Há cerca de um ano foi lançado pela Biblioteca Municipal (BM) às Bibliotecas  Escolares (BE) dos 6 Agrupamentos de Escolas de Valongo ( AE de Alfena, AE de Campo, AE de Ermesinde, AE de S. Lourenço, AE Vallis Longus, AE de Valongo) um desafio aliciante: o projeto Contos Andarilhos, a desenvolver no ano letivo 2014/2015, que consistiria na divulgação aos alunos de algumas atividades tradicionais do concelho; depois, em cada Agrupamento seria abordada uma destas atividades num conto redigido coletivamente por turmas do 1.º ciclo.

Esta atividade teve como objetivo fomentar hábitos de leitura e de escrita nos alunos do Ensino Básico (com incidência na história local), fomentar a pesquisa e o recurso às novas tecnologias, incentivar ao estudo e ao conhecimento do Património Histórico Local.

 

 

A cada Agrupamento foi então atribuído um tema relacionado com algumas das atividades mais marcantes do concelho: ao AE de Alfena coube o fabrico de brinquedos tradicionais, o AE de Campo tratou a extração de ardósia, no AE de Ermesinde abordou-se o papel do Caminho de Ferro e mais espeficamente da Estação de Ermesinde no desenvolvimento da cidade desde o séc. XIX, o AE de S. Lourenço aprofundou conhecimentos sobre a antiga Fábrica de Cerâmica de Ermesinde, o AE Vallis Longus estudou a Serra de Santa Justa e Pias (ou Serra Cuca Macuca, numa designação mais popular), o AE de Valongo (que integra as escolas de Sobrado) tratou o cultivo e o tratamento do linho. Por iniciativa da BM, ao longo do ano deslocaram-se às várias escolas do concelho artesãos e especialistas nestas áreas, que expuseram aos alunos técnicas e vivências ligadas às várias atividades mencionadas.

Com o apoio das Bibliotecas Escolares e a monitorização dos professores, os alunos de cada Agrupamento elaboraram depois os textos de ficção relacionados com a “sua” temática e que agora se apresentam ao público

.

 Maria Artur Barros

Coordenadora interconcelhia

Autoria e outros dados (tags, etc)



RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Twitter



Perfil SAPO

foto do autor