Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]







Numa referência ao dia mundial da música, celebrado este sábado, 1 de Outubro, reproduzimos o andamento inicial da Gloria de Vivaldi, uma das mais conhecidas e admiradas peças de música sacra, aqui na interpretação de Trevor Pinnock e do The English Concert.   Ilustrando, de forma exemplar,  a exuberância do barroco, o Gloria in excelsis Deo faz-nos pensar na afirmação de Schopenhauer de que todas as artes aspiram à condição da música.  E também na experiência de ouvir música como algo que pode ultrapassar a dimensão do meramente agradável para se tornar uma experiência intelectual sofisticada - por que é que algumas músicas nos afetam sobremaneira? Em que consiste a beleza musical? Onde reside  o poder das notas e acordes, cuja natureza é análoga à das entidades metafísicas e ficcionais?

Uma boa semana, com muita música!

Etiquetas:



RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Twitter



Perfil SAPO

foto do autor