Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



MJVR5anos.png

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Precisamente há uma semana, a 23 de fevereiro, a Pordata celebrou 5 anos de vida. A sua diretora, Maria João Valente Rosa, falou ao Observador da importância dos números para o conhecimento objetivo da realidade, do trabalho que a Pordata tem realizado para disponibilizar, de forma acessível e a partir de um único portal, informação rigorosa sobre o país e a Europa, e das novidades preparadas para este ano. Os milhares de dados fornecidos pela Pordata ao longo destes 5 anos, colhidos junto de várias instituições oficiais, têm ajudado a mudar o panorama da informação sobre Portugal, tornando-o mais transparente, mais objetivo e menos propício à manipulação ideológica. Políticos, professores, estudantes, jornalistas e cidadãos em geral passaram a ter acesso rápido e simples a informação credível e de confiança para formarem opiniões e decisões livres e fundamentadas.

image.jpg

Esta obra está disponível no Repositório Institucional da Universidade de Brasília.

Clique para consultar o relatório

Clique na imagem para ler o relatório.

Relatório de um grupo parlamentar inglês, publicado em julho de 2014, sobre as Bibliotecas Escolares, com recomendações ao governo.

 

Ler no século XXI

Marc Prensky disse que a nossa geração aprendeu a perceber o mundo através da leitura, e que os nossos filhos agora, aprendem a entender o mundo através da tecnologia.

Mas ler, continua a ser uma competência básica para poder aprender. O que acontece, é que o modo de ler no século XXI, como o modo de pensar, é diferente hoje do que era nos séculos passados. Por quê? Porque está determinado necessariamente pelo incremento de meios e formatos diferentes de comunicação, tanto analógicos  como digitais.

meio, o formato e a acessibilidade ao meio são os três pontos que marcam a diferença entre como se lia no século XIX, no século XX e no século XXI. (...)

 

Continuar a ler >>

 

 

Clique na imagem para aceder à versão completa

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Toda a informação aqui >>

Decisão recente da União Europeia vai obrigar a Google a respeitar o direito à privacidade dos cidadãos, lemos no Jornal I: «O Tribunal de Justiça da União Europeia reconheceu hoje o direito dos cidadãos a serem “esquecidos” na internet e a pedirem ao Google e a outros motores de busca para retirarem as ligações a informações pessoais.

 

A decisão, tomada depois de uma queixa de um cidadão espanhol, aplica-se a informações “inadequadas, não pertinentes ou já não pertinentes ou excessivas em relação ao objetivo pelo qual foram processadas tendo em conta o tempo decorrido”.

 

O tribunal baseia a decisão na conclusão de que, ao abrigo das atuais normas de proteção de dados na UE, “um motor de busca na internet é responsável pelo processamento que faz de dados pessoais”.

 

Ler mais no Jornal I, 13 maio >>

 

 

 

 

 

 

 

No próximo dia 19 de Maio, no Auditório da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, entre as 9:00 e as 18:00 horas, irão realizar-se as XII Jornadas de Ciência da Informação. Este evento é promovido pelos estudantes dos cursos de Licenciatura e Mestrado em Ciência da Informação, uma parceria da Faculdade de Letras e Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. O tema para 2014 é: Data Science: Os novos desafios da Ciência da Informação. Garanta já o seu lugar através da inscrição aqui >>

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Toda a informação aqui >>


RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Twitter



Perfil SAPO

foto do autor