Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



2º Encontro Cinema e Educação

Cinemateca Portuguesa - Museu do Cinema

02.02.20

intervallo.jpg

Imagem e texto de Os Filhos de Lumière - associação cultural

A Cinemateca organiza no próximo dia 11 de fevereiro a segunda edição do Encontro Cinema e Educação, em colaboração com o Plano Nacional das Artes (uma nova iniciativa governamental do Ministério da Cultura com o Ministério da Educação em que se procura a inserção do cinema e das outras artes nos percursos escolares) e os Filhos de Lumière – Associação Cultural.

Este ano o Encontro é dedicado ao tema Indisciplinar a Escola e pretende-se criar uma discussão alargada em torno da relação entre a educação e as artes, não apenas o ensino artístico, mas o universo mais vasto da educação pela arte e o papel das artes em todo o âmbito educativo, e trabalhar o cinema como um dos contributos possíveis para rasgar as fronteiras mais convencionais da experiência educativa.

O Encontro contará com a presença de autores e investigadores de várias áreas, da educação ao cinema, entre os quais representantes dos ministérios da Educação e da Cultura, responsáveis do Plano Nacional das Artes, Alain Bergala e Leonardo Costanzo, realizador italiano cujo trabalho é ainda pouco conhecido em Portugal e a quem a Cinemateca dedicará uma retrospetiva quase completa. Todas as sessões do ciclo LEONARDO DI COSTANZO – COMUNIDADE, ESCOLA, FAMÍLIA são organizadas em articulação com o Encontro, do qual são também parte integrante tendo em conta a forma como este autor tem trabalhado (na ficção e no documentário) a relação entre a escola e as comunidades onde estão inseridas e as questões mais latas da educação nas nossas sociedades. ( mais informações sobre o ciclo)

O Encontro, aberto a todos os interessados é de entrada livre mediante levantamento de ingresso na Bilheteira, decorre na Sala M. Félix Ribeiro no dia 11 de fevereiro entre as 10h e as 18h. Os interessados em participar no Encontro são convidados a inscrever-se através do e-mail divulgacao@cinemateca.pt.

Encontros Documentais de Vila de Rei

Bibliotecas, Arquivos e Museus: Redes

29.01.20

encontros_documentais2020_DEF.jpg

Programa | BlogueFacebook |

A edição de 2020 dos Encontros Documentais, organizada pela Rede de Bbliotecas de Vila de Rei vai realizar-se no próximo dia 19 de fevereiro, debruçando-se sobre três áreas de incidência, como é usual: Bibliotecas, Arquivos e Museus, que representam os diferentes parceiros desta rede concelhia.

O tema este ano é: Redes, contando com a participação de Manuela Carvalho, Deolinda Campos e Lucília Santos (Rede de Bibliotecas Terras de Monsalude – Castanheira de Pêra, Figueiró dos Vinhos, Pedrogão Grande) com a comunicação: ‘Bibliotecas em Rede – Terras de Monsalude’, de Ana Sofia Marçal e Joana M. Lopes (Biblioteca Municipal Padre Manuel Antunes - Sertã) com comunicação: ‘Leitores do Património: Projeto de Investigação Cultural e Educativo’, de Jorge Janeiro (Rede de Arquivos do Alentejo – Distrito de Évora) a apresentar a comunicação ‘Proteger o que é nosso!: A Estratégia de Salvaguarda dos Arquivos Locais da RAA-DE’ e de Dina Ramos (docente na Universidade de Aveiro, Investigadora da GOVCOPP e Coordenadora do Projeto Gândara TourSensations) com a comunicação: ‘Como criar Sinergias entre museus de base local’.

As Oficinas temáticas estarão a cargo de Luís Batista (docente no Agrupamento de Escolas de Vila de Rei) – ‘As potencialidades multimédia de um smartphone II – som e vídeo’ e de Pedro Rafael Gomes (Coordenador Interconcelhio da Rede de Bibliotecas Escolares) – ‘Ser colaborativo, ser cidadão ativo’.

As inscrições decorrem até dia 12 de fevereiro, no separador ‘Cultura’  do município de Vila de Rei:  Devem ser consultadas todas as condições de acesso antes do ato de inscrição.

Para os docentes que pretendam certificação enquanto Ação de Curta Duração (6 horas) – ou Formação Creditada pelo CCPFC (12 horas- a aguardar acreditação) - deverão também registar esse interesse aqui

Lucília Santos (Coordenadora interconcelhia)

 

Trofa a ler | o desafio da leitura

Rede de Bibliotecas da Trofa

28.01.20

cartaz_TROFA a LER 2020.jpg

Trofa a ler é uma das atividades a dinamizar pela Rede de Bibliotecas da Trofa no âmbito da Semana da Leitura 2020, que decorrerá de 3 a 6 de fevereiro. Assim, no dia 4 de fevereiro é lançado o seguinte desafio:

Leia durante 10 minutos e partilhe nas redes sociais utilizando #Trofaaler2020.

Vamos todos participar neste desafio.

                                                                                                                                                                               António Pires

Coordenador Interconcelhio

Dia Mundial da Leitura em Voz Alta

Setúbal | 1 fevereiro | 11h

23.01.20

voz.jpg

No dia 1 de fevereiro celebra-se o Dia Mundial da Leitura em Voz Alta.

O evento conta com representantes do Ministério da Educação, do Município de Setúbal, da Escola Secundária du Bocage e as Comissárias do Plano Nacional de Leitura 2027.

O espetáculo será realizado pela Andante Associação Artística, com a participação dos alunos da Escola Secundária du Bocage.

 

Na semana de 27 de janeiro a 1 de fevereiro, desafiam-se todos os interessados a juntarem-se a esta celebração realizando atividades de leitura em voz alta, que serão divulgadas pelo PNL2027 a partir do seu Portal.

Para a divulgação das atividades, os participantes deverão preencher o formulário Dia da Leitura em Voz Alta 2020.

Podem inspirar-se nos recursos disponibilizados no portal PNL2027.

 

Referência: 2027, P. (2020). Dia Mundial da Leitura em Voz AltaPnl2027.gov.pt. Retrieved 23 January 2020, from http://pnl2027.gov.pt/np4/diadaleituravozalta.html

Etiquetas:

As candidaturas das escolas podem ser feitas até ao dia 2 de fevereiro de 2020, com o envio da gravação do programa e do preenchimento do formulário de candidatura.

 

Conteúdo relacionado:

O que levas na canastra?

Agrupamento de Escolas de Alcochete

08.01.20

canastra.jpg

"Em forma de livro, feita em pequenas oficinas colaborativas, com folhas repletas de palavras e ilustrações, a canastra (também designada por alcofa, gamela ou giga) carregou, desta vez, a imaginação da comunidade educativa do Agrupamento de Escolas de Alcochete."

 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação partilhada por Rede de Bibliotecas Escolares (@rbe_pt) a

pincaros.jpg

“PÕE A TUA TERRA NOS PÍNCAROS 3ª EDIÇÃO – FAZ PELA TERRA”
 
A Rádio Miúdos realiza pela terceira vez o concurso “Põe a tua terra nos píncaros”, mais uma vez com o apoio da RBE-Rede de Bibliotecas Escolares, e na edição do ano letivo 2019/2020 propõe um apelo à ação pela Terra.
 
FAZ PELA (tua) TERRA apela a todos os miúdos das escolas públicas e privadas do país que mostrem o que se faz na sua terra pela sustentabilidade ecológica ou que apontem ideias para melhorar a forma como tratamos o planeta.
 
Nas duas primeiras edições o desafio proposto era falarem da sua terra (1ª edição) e de um herói da sua terra (2ª edição) e mais de 150 escolas de todo o país reponderam, com quase 200 spots de rádio que culminaram numa grande festa de apresentação, que ocorreu na Fundação Calouste Gulbenkian no passado mês de Julho.
 
Desta vez e com a urgência das questões climáticas a Rádio Miúdos procura que os miúdos das escolas de todo o país possam fazer o levantamento dos projetos que já estão em prática nas suas terras e apontar ideias que possam contribuir para melhorar a vida no planeta.
 
Para participarem os miúdos terão que fazer uma gravação áudio sobre o que a sua terra faz ou deve fazer para melhorar a Terra que é de todos, para o bem do planeta Terra. Deverão ser ações concretas que melhorem todo o Ambiente e que ajudem a mostrar o que se faz nas suas terras pela Terra.
 
As candidaturas das escolas podem ser feitas até ao dia 2 de fevereiro de 2020, com o envio da gravação do programa e do preenchimento do formulário de candidatura.
 
À semelhança da edições anteriores os municípios podem e devem candidatar-se. Estas candidaturas podem ser feitas até ao dia 10 de janeiro de 2020 e para validar terão que fazer a divulgação do concurso “Põe a tua terra nos píncaros 3 – Faz pela Terra!” até ao dia 14 de Janeiro (imagens e press-release em anexo).
 
A divulgação dos resultados será conhecida no dia 17 de fevereiro de 2020, no site da Rádio Miúdos – www.radiomiudos.pt e no site da RBE – www.rbe.mec.pt


Descarregar imagem, regulamento e press-release aqui.

O formulário em linha está disponível aqui.

pisa.png

| Download |

O principal propósito do estudo é investigar relações entre políticas públicas de educação e o desempenho dos alunos portugueses no Programme for International Student Assessment (PISA). Neste sentido, foram definidos os seguintes objetivos:

  • Caraterizar políticas públicas de educação, fundamentadamente consideradas relevantes, tendo em conta a informação decorrente dos programas e projetos que as materializaram e que se desenvolveram a partir da publicação da Lei de Bases do Sistema Educativo (LBSE) em 1986
  • Estudar as perceções de inspetores, diretores e professores sobre acerca das relações entre as políticas públicas de educação (materializadas em programas e projetos) e a melhoria do ensino e do desempenho dos alunos
  • Caraterizar as amostras de alunos que participaram nas sucessivas edições do PISA
  • Analisar os desempenhos dos alunos portugueses ao longo de todas as edições do PISA (2000-2015)

A partir da análise e interpretação dos dados recolhidos será produzido um conjunto de reflexões e recomendações que possa apoiar o desenvolvimento das políticas públicas de educação.

 

Referência: Políticas Educativas e Desempenho de Portugal no PISA (2000-2015) - Instituto de Educação. (2019). Instituto de Educação. Retrieved 10 December 2019, from http://www.ie.ulisboa.pt/projetos/politicas-educativas-desempenho-portugal-pisa-2000-2015

 

manuela.jpeg

Intervenção da senhora Coordenadora Nacional da RBE, Manuela Silva

Se preferir oiça o podcast

Discurso de abertura

O título do encontro - Parcerias: Rios de possibilidades - desafia-nos a pensar naquilo que a Biblioteca, como espaço, se constitui e representa. ...no gosto pelo saber, onde não podemos descurar o belo, nem o profundo. ...A Biblioteca é um espaço com múltiplas dimensões que proporciona a capacidade de socialização entre os alunos e que possibilita, através das estratégias que desenvolve, a curiosidade e que promove descobertas. [...]

Manuela Silva, 6.12.2019, Casa Memória Camões, Constância.

***

A intervenção (parcial) do senhor secretário de estado, João Costa, no encerramento do Encontro

[ficheiro não editado]

Discurso de encerramento

"O papel das Bibliotecas Escolares no currículo, como espaço para trabalho conjunto com as disciplinas para melhorar várias aprendizagens que os resultados do PISA e das Provas de Aferição permite identificar como particularmente problemáticos: a leitura crítica, o gosto pela leitura, a diferença entre tipos diferentes de texto. A Biblioteca como espaço de inclusão, na sua capacidade de promover bem-estar e formas de arte. A Biblioteca como espaço para a Cidadania contra as fake news, a pseudo-ciência e o "adormecimento"."

João Costa - Página pessoal Facebook, 6.12.2019

 

2.º dia

O processo de produção de celulosa na fábrica da CAIMA, em Constância

 

BANNER-ANIMADO.GIF

| Datas | Regulamento | Prémios |

 

Com o sitestar.pt podes criar o teu site e dar a conhecer os teus projetos e as tuas ideias.


O Sitestar.pt dá-te a oportunidade para seres autor, criares os teus próprios conteúdos e divulgares ideias, atividades e projetos utilizando a Internet de forma criativa, inovadora e segura.

 


RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Twitter



Perfil SAPO

foto do autor