Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



miudos.jpg

Até 31 de outubro de 2019, o professor bibliotecário ou o professor responsável inscreve a escola, identificando os ciclos que irão participar, através do preenchimento do formulário disponível em https://bit.ly/2ZcBcfC.

Esta fase corresponde ao recenseamento numas eleições. 
 
A escolha dos livros candidatos que concorrerão a estas eleições será realizada pelos alunos, até 31 de outubro de 2019, através do preenchimento do formulário disponível em https://bit.ly/2NovekP
Esta fase corresponde à apresentação de candidaturas.
 
A comemoração do MIBE pode ser um bom pretexto para potenciar oportunidades de encontro entre livros e leitores, com o objetivo de alargar o leque de livros candidatos.
 
***

Os novos cartazes já estão disponíveis

Eis os cartazes que professores e alunos podem descarregar e imprimir, para afixar nas suas escolas, divulgando a quarta edição de «Miúdos a Votos»:

  • Para descarregar o cartaz número 1 referente ao 1º ciclo, carregue aqui.
  • Para descarregar o cartaz número 2 referente ao 1º ciclo, carregue aqui.
  • Para descarregar o cartaz número 1 referente ao 2º ciclo, carregue aqui.
  • Para descarregar o cartaz número 2 referente ao 2º ciclo, carregue aqui.
  • Para descarregar o cartaz número 1 referente ao 3º ciclo, carregue aqui.
  • Para descarregar o cartaz número 2 referente ao 3º ciclo, carregue aqui.
  • Para descarregar o cartaz número 1 referente ao ensino secundário, carregue aqui.
  • Para descarregar o cartaz número 2 referente ao ensino secundário, carregue aqui.

 

Conteúdo relacionado:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

luisa ducla.jpeg

Nascida em Lisboa, em 1939, Luísa Ducla Soares tem mais de uma centena de livros publicados, a maioria dos quais prosa e poesia para crianças, influenciada pelas histórias de tradição oral e por temáticas do quotidiano.

Apesar de o impulso para a escrita ter surgido no final da infância, foi depois dos trinta que publicou o primeiro livro para crianças, intitulado "A história da papoila" (1972), e que lhe valeu um prémio do Secretariado Nacional de Informação, que recusou por objeção de consciência.

Depois desse livro, a autora publicou "Maria Papoila" e "O soldado João", pequenos contos que anos antes tinham sido totalmente censurados no Diário Popular, com o qual colaborava.

Licenciada em Filologia Germânica, trabalhou em jornais, editoras, no Ministério da Educação e na Biblioteca Nacional. Em 1996 recebeu o Prémio Calouste Gulbenkian pelo conjunto da obra.

Este ano é candidata ao prémio literário sueco Astrid Lindgren Memorial Award.

Quase a completar 80 anos, e com uma enorme bibliografia, Luísa Ducla Soares dedica grande parte dos dias à escrita e ao encontro com leitores, em visitas a escolas.

 

ReferênciaLuísa Ducla Soares edita uma história que escreveu na adolescência. (2019). DN. Retrieved 4 October 2019, from https://www.dn.pt/lusa/luisa-ducla-soares-edita-uma-historia-que-escreveu-na-adolescencia-10685751.html

 

Conteúdo relacionado:

Autoria e outros dados (tags, etc)

Está aberta a 3.ª edição do concurso Media@ção, à qual podem candidatar-se alunos de ensino básico e secundário de escolas públicas, privadas, profissionais e, ainda, escolas portuguesas ou da rede de ensino de português no estrangeiro.

Conscientes de que alguns dos problemas que se têm acentuado e ganho visibilidade no atual contexto social e político merecem a atenção e o empenhamento de todos, definimos como tema, para este ano, a relação Media, desinformação e desenvolvimento sustentável.

Pretende-se que os trabalhos relacionem o uso dos media e o atual problema da desinformação com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável n.º 5 (Igualdade de Género), n.º 13 (Ação Climática) ou n.º 16 (Paz, Justiça e Instituições Eficazes), a saber, que relacionem os media e a desinformação com problemas de igualdade/ violência de género, questões ambientais ou formas várias do designado discurso de ódio.

Para concorrer basta submeter os vídeos ou podcast candidatos através do formulário disponível em  <https://forms.gle/AVZFsJqqcd2EbjJv8>. O termo para envio dos trabalhos é o dia 28 de março de 2020. A entrega de prémios ocorrerá no final do ano letivo, em data e locar a indicar.

Leia atentamente o Regulamento e não deixe de ir ao canal Media@ção, onde pode  conhecer os trabalhos vencedores de edições anteriores e consultar os tutoriais de apoio ao concurso disponíveis em A linguagem audiovisual!

Qualquer dúvida deve ser colocada através do endereço media@mail-rbe.org

O concurso Media@ção é uma iniciativa de parceria destas entidades: Comissão Nacional da UnescoDireção-Geral da EducaçãoFundação Altice PTFundação para a Ciência e TecnologiaPlano Nacional de Leitura 2027Secretaria-Geral da Presidência de Conselho de Ministros e Rede de Bibliotecas Escolares.


Veja também: A linguagem audiovisualPrémios 2019Prémios 2018
 
Cartaz [PDF]
Cartaz
 
Regulamento [PDF]
Regulamento 

Autoria e outros dados (tags, etc)

jtm.jpeg

Fonte: RTP | Programa Linha da Frente.

 

Conteúdo relacionado:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas:

open.png

Download |

Aqui fica a versão em português dos Relatórios de Inovação da Open University, Reino Unido. "Pedagogias Inovadoras 2019: Explorar novas formas de ensino, aprendizagem e avaliação, para orientar os professores e os responsáveis pela educação".

 

Conteúdos

  • Aprender brincando - Motivar e envolver os alunos
  • Aprender com robôs - Ajudar os professores a libertar tempo para ensinar
  • Descolonização da aprendizagem - Mudar perspetivas e criar oportunidades
  • Aprendizagem baseada em drones - Ativar e enriquecer a exploração de espaços físicos
  • Aprendizagem através do encantamento - Despertar curiosidade, a investigação e a descoberta
  • Aprendizagem ativa - Encontrar soluções para aplicar no dia-a-dia
  • Estúdios virtuais - Pólo de atividade em que os alunos desenvolvem processos criativos
  • Aprendizagem situada - O local como estímulo para a aprendizagem
  • Tornar o pensamento visível - Abrir janelas na aprendizagem do aluno
  • Raízes de empatia - Aprendizagem emocional e social

Autoria e outros dados (tags, etc)

As escolas e os professores enfrentam desafios que exigem a redefinição, a reconstrução e a reinvenção de concepções e práticas que têm prevalecido nos sistemas educativos desde o século XIX. Entre as pressões para a obtenção de resultados a qualquer preço e as perspectivas ultra relativistas que tendem a ignorar os resultados e a relevância dos conhecimentos académicos, é necessário utilizar novas racionalidades que nos ajudem a enfrentar os desafios da educação e da formação contemporâneas.

Precisamos de professores, profissionais do ensino, que se assumam como intelectuais, como observadores qualificados das realidades em que estão inseridos. Profissionais que pensem o currículo como um projeto de inteligência, um projeto de conhecimento, com profundas implicações na vida social, económica e política das crianças e dos jovens.

É tendo em conta estas ideias que, neste Webinar, se irá discutir o papel que a avaliação pedagógica pode ter no desenvolvimento das aprendizagens de todos os alunos. A investigação tem mostrado que a avaliação pedagógica, orientada para a distribuição de feedback de qualidade e para as aprendizagens, melhora “dramaticamente” o que os alunos sabem e são capazes de fazer. E isso é uma conquista inestimável que está ao nosso alcance.

 

Referência: Avaliação para as, e das, aprendizagens e qualidade da educação nas salas de aula. (2019). YouTube. Retrieved 3 October 2019, from https://www.youtube.com/watch?v=CwmOIm46cd8

 

Oiça aqui, a comunicação:

Conteúdo relacionado:

Autoria e outros dados (tags, etc)

pna.png

[Vídeo SIC Notícias]

Desenvolvido pelas áreas governativas da Cultura e da Educação, o Plano Nacional das Artes (PNA) tem como objetivo tornar as artes mais acessíveis aos cidadãos, em particular às crianças e aos jovens, através da comunidade educativa, promovendo a participação, fruição e criação cultural, numa lógica de inclusão e aprendizagem ao longo da vida. Pretende incentivar o compromisso cultural das comunidades e organizações e desenvolver redes de colaboração e parcerias com entidades públicas e privadas, designadamente, trabalhando em articulação com os planos, programas e redes pré-existentes.

Comunicados

Plano Nacional das Artes propõe a criação de um Projeto Cultural de Escola e um índice para medir impacto cultural das organizações


Notícias

Apresentação pública da estratégia do Plano Nacional das Artes


Documentos

Estratégia do Plano Nacional das Artes 2019-2024


Legislação

Resolução do Conselho de Ministros n.º 42/2019, de 21 de fevereiro: Aprova as linhas orientadoras para o Plano Nacional das Artes.

Despacho n.º 4485/2019, de 2 de maio: Designa para exercer o cargo de presidente da comissão científica do Plano Nacional das Artes a licenciada Maria de Assis.


Contactos

Campo Grande, nº 83 – 1º
1700-088 Lisboa

T (+351) 215 837 627
Info@pna.gov.pt
www.pna.gov.pt

 

ReferênciaPlano Nacional das Artes | Direção-Geral da Educação. (2019). Dge.mec.pt. Retrieved 2 October 2019, from https://www.dge.mec.pt/plano-nacional-das-artes

 

Conteúdo relacionado:

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

António Bessa

01.10.19

ab.png

 

Conteúdo relacionado:

Autoria e outros dados (tags, etc)

spotify.png

Oiça aqui o que não ouviu. Ou o que quer voltar a ouvir. Ponha os fones... ligue o som... e já está.

A RBE está aqui, escolha a plataforma:

 

Conteúdo relacionado:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Cartaz-Coloquio-19_acreditado-1-724x1024.jpg

Realiza-se nos dias 17 e 18 de outubro de 2019, na Biblioteca Almeida Garrett, no Porto e congregará representantes das áreas que melhor se cruzam com os princípios e os objetivos da AJUDARIS: a intervenção científico-pedagógica, a formação cívica, o empreendedorismo social e a ação mediática.

Faça a sua inscrição aqui

Consulte o programa aqui

Inscrições limitadas.

Público: dirigido a todos os educadores, professores do ensino básico e secundário, professores bibliotecárias e elementos das equipas das bibliotecas escolares.

Autoria e outros dados (tags, etc)


RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Twitter



Perfil SAPO

foto do autor